Tag: Dom Paulo Evaristo Arns

    Gabriela Biló

    Coragem! Uma lição de D. Paulo Evaristo Arns

    Falar de D. Paulo Evaristo Arns não é fácil. Por mais que se diga, sempre faltará muito mais a dizer. Considero-me uma pessoa de sorte, pois tive o privilégio de trabalhar durante 25 anos com ele. A grande maioria desse tempo foram os anos de chumbo, de sofrimento, de sangue e de dor, mas também anos de aprendizagens e realizações. Por Margarida Genevois do UOL D. Paulo Evaristo Arns (Foto: Gabriela Biló) Trabalhar com D. Paulo era um crescimento, tornava as pessoas melhores. Sempre sério, trabalhava sem alarde, discretamente, corria riscos como se fosse a coisa mais natural – pois tinha que ser feito. Para surpresa geral, quando se tornou arcebispo de São Paulo vendeu o Palácio Episcopal Pio XII para construir casas populares na periferia da cidade. E foi morar numa casa modesta no bairro do Sumaré. Sempre sensível ao drama dos moradores de rua, ...

    Leia mais

    A companheira de luta de Dom Paulo

    Socióloga é uma das instituidoras do Fundo Brasil e viveu durante 25 anos uma história de resistência ao lado do cardeal Aos 93 anos, Margarida Genevois é um ícone na defesa dos direitos humanos e não pensa em parar Fonte: Huffpost Brasil No final de setembro deste ano, a socióloga Margarida Genevois encheu uma sacola de frutas e caixinhas de água de coco e foi visitar um velho amigo. Ela faria uma viagem longa e, antes do embarque, quis se despedir do antigo companheiro de luta e resistência. "Ele estava sempre sentado na poltrona, comendo lima e tomando água de coco. Achava que era o segredo da saúde. Era o que mais gostava", lembra. O amigo era o cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo, morto no dia 14 de dezembro, aos 95 anos, vítima de problemas pulmonares. Na última visita, Margarida encontrou o religioso cansado, sem ...

    Leia mais

    George Michael, Muhammad Ali, Dom Paulo: A resistência empobreceu em 2016

    Quantas vezes já não cantamos Freedom! em coro, no meio da balada, enquanto o DJ – percebendo que a pista sabia a letra de cor – desligava o som. Música que saía a plenos pulmões quando lembrávamos os significados que ela podia adotar. Definitivamente, o mundo perde um pouco a cor sem George Michael, que morreu neste domingo (25). Fonte: Blog do Sakamoto Pode ser coincidência apenas. Ou uma tentativa do nosso cérebro relacionar o ano de crises política, econômica e institucional, no Brasil, e de crise humanitária de refugiados, sandice nas Filipinas, Brexit, Donald Trump, no mundo, com a morte de uma série de pessoas que não eram apenas cultuados na música, nos esporte, nas artes, na religião, mas também referências para nossa resistência diária. George não desejava ser símbolo da luta pelos direitos dos homossexuais, mas também não queria a farsa de ser vendido como símbolo sexual hétero. Tornou-se, diante do preconceito da sociedade que ...

    Leia mais
    Foto: Marta Azevedo

    No Brasil, nos últimos tempos, a expressão direitos humanos se apequenou

    Quis o destino — quem sabe, o Criador — que Dom Paulo Evaristo Arns partisse quatro dias depois do 68º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a praticamente uma semana do Natal. Na despedida, o arcebispo emérito de São Paulo ocupou manchetes com a agenda de cidadania, equidade, solidariedade que pautou sua existência. Difícil não pensar que a derradeira contribuição de Dom Paulo à Humanidade tenha sido nos devolver o real significado da expressão direitos humanos, tão incompreendida quanto necessária neste Brasil da intolerância, da polarização, do radicalismo, das certezas. Que os valores do autodenominado amigo do povo tomem corações e mentes, agora e para sempre. Amém. Fonte: O Globo por: Flávia Oliveira Foto: Marta Azevedo Durante a vida, o frade franciscano colecionou epítetos. Foi chamado de cardeal da liberdade, dos trabalhadores e da cidadania; bispo dos oprimidos e dos presos; bom pastor; guardião ...

    Leia mais

    Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns morre aos 95 anos

    Morreu no final da manhã desta quarta-feira (14), em São Paulo, o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns; religioso estava internado desde o dia 28 de novembro com broncopneumonia; Dom Paulo tinha 95 anos, 71 anos de sacerdócio e 76 anos de vida franciscana; trabalho pastoral de Arns foi voltado principalmente aos habitantes da periferia, aos trabalhadores, à formação de comunidades eclesiais de base nos bairros e à defesa e promoção dos direitos humanos; ele também teve atuação marcante na luta contra a ditadura militar no Brasil Do Brasil247 Morreu no final da manhã hoje (14), em São Paulo, o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns. Ele estava internado desde o dia 28 de novembro com broncopneumonia, no hospital Santa Catarina. Ontem (13), o estado de saúde do arcebispo emérito da Arquidiocese de São Paulo havia piorado ele estava na UTI em função de problemas na função renal. Dom Paulo tinha 95 ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist