quinta-feira, setembro 24, 2020

    Tag: etiopes e suas lutas

    Abiy Ahmed, Prêmio NObel da Paz 2019 (Foto: Tiksa Negeri/Reuters)

    Nobel da Paz 2019 sai para primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed

    O prêmio Nobel da Paz de 2019 foi concedido nesta sexta-feira (11), ao primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed. A premiação surpreende pois não foi concedida aos três principais nomes indicados, o ex-presidente brasileiro Lula, o líder indígena Raoni e a jovem ambientalista Greta Thunberg. O prêmio foi atribuído a Abiy Ahmed pelos seus esforços para “alcançar a paz e a cooperação internacional”, com os acordos de paz com a Eritreia DO Brasil 247 Abiy Ahmed, Prêmio NObel da Paz 2019 (Foto: Tiksa Negeri/Reuters) Vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2019, o mais importante do mundo, é o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed. O prêmio é concedido, desde 1901, a homens, mulheres e organizações que trabalharam para o progresso da humanidade, conforme o desejo de seu criador, o inventor sueco Alfred Nobel. O prêmio foi atribuído Abiy Ahmed pelos seus esforços para “alcançar a paz e ...

    Leia mais
    Vigília em Tel Aviv homenageia adolescente morto pela polícia. Foto- Jonas Opperskalski : The New York Times

    Em Israel, população etíope sofre forte discriminação racial

    Em 2015, após dois policiais serem flagrados em um vídeo espancando um jovem soldado de ascendência etíope, o governo criou uma comissão para eliminar o racismo por David M. Halbfinger e Isabel Kershner para o The New York Times no Estadão Vigília em Tel Aviv homenageia adolescente morto pela polícia. Foto: Jonas Opperskalski / The New York Times A única lembrança que Izra Ayalo, de 25 anos, não consegue esquecer é o momento em que o oficial disse ao comandante: “Olhe para isto”, e levantou novamente o punho. “Desse ponto em diante, vivo com um buraco no meu coração”. E não é o único. O disparo fatal de um policial que matou um adolescente etíope-israelense desarmado, no dia 30 de junho, provocou furiosos e, por vezes, violentos protestos em cidades de todo o país. Além disso, obrigou uma avaliação nacional do que os israelenses negros consideram ...

    Leia mais
    A presidente da Etiópia, Sahle-Work Zewde - Reuters/Noor Khamis/File Photo/Direitos reservados

    Pela primeira vez, a Etiópia terá uma mulher presidente

    A diplomata de carreira Sahle-Work Zewde, 68 anos, será a primeira mulher presidente na história da Etiópia. Ela foi eleita em uma sessão conjunta das duas câmaras do Parlamento, após a renúncia de seu antecessor, Mulatu Teshome, no poder desde 2013. Por Agência Brasil A presidente da Etiópia, Sahle-Work Zewde - Reuters/Noor Khamis/File Photo/Direitos reservados A nomeação de Zewde ocorre no momento em que o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, aprovou uma histórica reforma em seu gabinete, estabelecendo que metade dos seus membros é formada por mulheres. Na Etiópia, o presidente da República tem valor representativo, mas não poderes executivos, como no Brasil. Sahle-Work Zewde ocupou até recentemente a função de representante especial na União Africana do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres. País Até a década de 1980, a Etiópia era um dos países mais pobres do mundo, sofrendo com a fome e o intenso fluxo migratório. Lentamente, ...

    Leia mais
    blank

    Etíopes vencem provas masculina e feminina da Maratona do Rio

    A atleta etíope Znash Banerirga, de 21 anos, fez a marca de 2h40 e venceu a prova feminina da Maratona do Rio, disputada na manhã de hoje (3), do Pontal, na zona oeste, até o Aterro do Flamengo, na zona sul. Por Akemi Nitahara Do Agencia Brasil Foto: Reproduzida/NewSBA Com o tempo de 2h41, a brasileira Mirela de Andrade chegou em segundo lugar, depois de liderar alguns quilômetros. Priscila Lorchima, do Quênia, ficou em terceiro pela segunda vez seguida, com o tempo de 2h44. Na prova masculina, o etíope Mersymoi Alem foi o vencedor, com 02h18. Em segundo lugar chegou o queniano Nicolas Chelimo, com o tempo de 02h18. O brasileiro Gilmar Lopes conseguiu a terceira colocação. Ele correu os 42 quilômetros em 02h21. Esta é a 16ª edição da Maratona do Rio, que faz parte do calendário internacional. Em 2003, a prova de estreia contou com 3 mil corredores. Nete ano, foram 38 mil inscritos, divididos ...

    Leia mais
    blank

    Ras Tafari foi o nome do último imperador da Etiópia e adorado como deus na Jamaica

    Mas além do famoso artista, há outro homem ainda mais importante no coração deste movimento - Ras Tafari. Esse foi o nome do último imperador da Etiópia, nascido em 23 de julho de 1892, mas ele adotou o nome real de Haile Selassie ao ser coroado. GETTY IMAGES Para os rastafáris, ele é Deus (Jah) encarnado, o messias redentor. Mas como um imperador da Etiópia, cuja capital está situada a quase 13 mil quilômetros de Kingston, se tornou adorado na Jamaica? O vínculo entre os dois, na verdade, está relacionado a um grupo de jamaicanos pobres que acreditavam que a coroação de Ras Tafari era o cumprimento de uma profecia e que ele era seu redentor, o messias: o "Rei dos reis, Senhor dos senhores". Eles acreditavam que seriam libertados pelo imperador, que os tiraria da pobreza no Caribe e os levaria à África, a terra ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist