Etíopes vencem provas masculina e feminina da Maratona do Rio

A atleta etíope Znash Banerirga, de 21 anos, fez a marca de 2h40 e venceu a prova feminina da Maratona do Rio, disputada na manhã de hoje (3), do Pontal, na zona oeste, até o Aterro do Flamengo, na zona sul.

Por Akemi Nitahara Do Agencia Brasil

Foto: Reproduzida/NewSBA

Com o tempo de 2h41, a brasileira Mirela de Andrade chegou em segundo lugar, depois de liderar alguns quilômetros. Priscila Lorchima, do Quênia, ficou em terceiro pela segunda vez seguida, com o tempo de 2h44.

Na prova masculina, o etíope Mersymoi Alem foi o vencedor, com 02h18. Em segundo lugar chegou o queniano Nicolas Chelimo, com o tempo de 02h18. O brasileiro Gilmar Lopes conseguiu a terceira colocação. Ele correu os 42 quilômetros em 02h21.

Esta é a 16ª edição da Maratona do Rio, que faz parte do calendário internacional. Em 2003, a prova de estreia contou com 3 mil corredores. Nete ano, foram 38 mil inscritos, divididos entre as provas de 42 quilômetros da Maratona (14 mil), 21 quilômetros da Meia Maratona (15 mil), disputada ontem (2), e provas de 10 e 6 quilômetros (8 mil). Mil crianças participaram da Maratoninha.

Em 2018, a Maratona do Rio teve crescimento de 15% no número de corredores e ganhou mais um dia de evento, com atletas profissionais e amadores de mais de 50 países e de todos os estados brasileiros.

A estimativa da organização é que o evento vai injetar R$ 200 milhões na economia carioca, com uma programação de shows na orla e exposição cultural, além de uma feira com produtos variados do mercado de corrida e palestras com entrada gratuita.

+ sobre o tema

Argélia anula dívida de 12 países africanos

A medida do governo argelino beneficia o Benin,...

Noruega elogia trabalho de Cuba no Haiti: ‘maravilhoso’

Noruega classifica como maravilhoso o trabalho de Cuba no...

Embaixadores africanos visitam Fortaleza em outubro

Representantes africanos visitarão Instituto Brasil África para fomentar...

Hoje na História, 11 de novembro, Angola comemora 38 anos de independência

Luanda – A República de Angola assinala hoje, segunda-feira,...

para lembrar

África conseguiu reduzir a pobreza

Nova Iorque - A Campanha do Milénio da...

Patrice Lumumba, um herói africano

Faz agora meio século. Foi a 17 de Janeiro...

Kinpa vita: Cimarrona Angola

Por Jesùs Chucho Garcia. Con su fuerza espiritual,...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Rebeca Andrade lidera Brasil à prata por equipes no Pan-Americano

Rebeca Andrade estreou com uma medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos. Neste domingo, a campeã olímpica liderou o Brasil ao pódio por equipes em...

Queniano Kelvin Kiptum quebra recorde da maratona em Chicago

O corredor queniano Kelvin Kiptum venceu a Maratona de Chicago, na manhã deste domingo (8), completando o percurso de 42,195 quilômetros pela cidade americana em duas...
-+=