Viola Davis e Chrissy Teigen são eleitas mulheres do ano por revista americana

Entre as escolhas da revista, que há 28 anos elege as personalidades destaque, estão as artistas Viola Davis, Janelle Monae, Chrissy Teigen, além das ativistas por trás do movimento March for our Lives

Da Folha Vitória

Viola Davis: atriz é conhecida por ser defensora do movimento negro e de causas sociais (Emma McIntyre/Getty Images)

Nesta terça-feira, dia 30, a revista Glamour norte-americana divulgou as eleitas como mulheres do ano. Entre as escolhas da revista, que há 28 anos elege as personalidades destaque, estão as artistas Viola Davis, Janelle Monae, Chrissy Teigen, além das ativistas por trás do movimento March for our Lives.

Elas são diversificadas, incluindo uma senadora, uma atriz, dois grupos de jovens poderosas lutando para fazer uma diferença duradoura, mas elas têm uma coisa em comum: elas não estão esperando o mundo mudar, elas estão fazendo o trabalho elas mesmos, diz a publicação.

Viola Davis, anunciada como o ícone, é descrita como a mulher que há mais de três décadas faz com que as histórias das mulheres mereçam ser vistas e ouvidas. Em trecho de entrevista divulgada pela Glamour, a atriz fala do racismo na indústria cinematográfica:

– Eu estava com muita raiva. Ninguém me pediu para fazer papéis clássicos como uma atriz negra, declarou ela.

Chrissy Teigen, esposa de John Legend, se destaca como influencer. Tão engraçada, tão verdadeira e tão necessária, diz a revista. Chrissy, no entanto, parece ainda não se enxergar tão importante assim:

– Quando eu olho para as pessoas mais bem-sucedidas ao meu redor, sinto que todas elas já tinham planos. Mas eu nunca tive um plano, eu ainda não sei exatamente qual o meu cargo, disse a modelo.

Já a cantora Janelle Monáe é descrita como uma visionária, que acumula sucessos há uma década. Neste ano, ela mostrou sua arte e sua vida mostrou um futuro que celebra todo o tipo de poder feminino. Para a publicação, ela mostrou toda sua luta pelo empoderamento feminino: – Eu sempre tive problemas com pessoas tentando colocar uma imagem sobre o que uma jogem garota poderia ser. Eu decidi isso por mim mesma.

+ sobre o tema

Escritora Elisa Pereira lança amanhã “Sem Fantasia”, seu segundo livro!

Na próxima terça-feira (29), às 19h, será lançado “Sem...

Shuri, irmã do Pantera Negra, ganha sua própria série de quadrinhos

Não é fácil ser irmã mais nova, especialmente quando...

O conferencismo e o marchismo como formas de lutas políticas

Aconteceu em Brasília, em 18 de novembro, a Marcha...

“O Quarto de Despejo está vivo”, afirma filha de Carolina Maria de Jesus

Em 60 anos do livro “Quarto de Despejo: Diário...

para lembrar

Tom Morello volta ao Brasil e pede justiça para Marielle

Quem acompanha a trajetória do guitarrista Tom Morello, sabe...

Filha mais velha de Obama, Malia atrai legião de fãs com seu estilo

Filha do dono da caneta mais poderosa do mundo,...

Gaby Amarantos fala sobre racismo: ‘Aperta o coração’

Única mulher negra no sofá do "Saia justa", do...

Ela atuou em uma série da Globo: “Meus 15 minutos de fama quase me destruíram”

A fama é uma amante cruel. Num momento, Jaqueline...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=