Tag: fascismo

    Parabéns, imprensa: é fascismo

    O Brasil vive um momento delicado, política e economicamente falando. As duas questões estão associadas, interligadas, e isso tem influência da crise mundial, deflagrada em 2008. É importante lembrarmos disso. POR FELIPE CARDOSO, do Chuva Ácida  Internamente, vivemos um grande momento de polarização em que, mais uma vez, a imprensa tenta guiar os passos do país. Uma crescente onda fascista se propaga. Diversos casos de agressões são registrados e denunciados por pessoas que utilizam alguma vestimenta ou objeto da cor vermelha. Homens, mulheres, crianças e animais estão sofrendo agressões por andarem simplesmente de vermelho. Até o líder do grupo Revoltados On-line, Marcello Reis, teve que sair escoltado de uma manifestação¹ pelo simples fato de dizer aos manifestantes pró-impeachment, que ocupavam a Avenida Paulista, que deveriam desocupá-la, pois no outro dia aconteceria o ato a favor da democracia. “Eles estão na lei, temos que respeitar”, disse. Recebeu como resposta gritos acusando-o ...

    Leia mais

    A condução coercitiva de Lula revela a fragilidade a que está submetida a democracia neste momento

    Para o professor e diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, juiz Moro tomou "decisão desnecessária e autoritária". Por Maria Carolina Trevisan, especial para os Jornalistas Livres Na manhã desta sexta-feira (4/3), o juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato~~, em atitude contrária aos princípios do devido processo legal, obrigou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a prestar depoimento sob “condução coercitiva”. Agiu como um justiceiro, à revelia do que propõe um Estado Democrático de Direito. A atitude foi desnecessária e leviana. Lula declarou que falaria se tivesse sido convocado, como o fez outras vezes. Para conduzi-lo coercitivamente, o ex-presidente teria de haver recusado duas vezes o convite para depor, mas não houve nem a primeira intimação. Paulo Sérgio Pinheiro é presidente da comissão independente internacional da ONU de investigação sobre a República Árabe da Síria, em Genebra. Professor Titular de Ciência Política e pesquisador associado ao Núcleo de ...

    Leia mais

    A corajosa bordoada de uma jornalista da TV alemã no discurso de ódio da direita. Por Kiko Nogueira

    A âncora Anja Reschke brilhou, como se falava antigamente numa firma onde meu amigo Sérgio Rabino trabalhou durante 45 anos. Do DCM Num comentário no telejornal no qual trabalha, ela usou alguns minutos para criticar de maneira veemente a guerra verbal contra os refugiados na Alemanha. Sem levantar uma sobrancelha, sem erguer a voz — e me vem à mente o histrionismo ventríloquo de Marco Antonio Villa —, ela detona a xenofobia e a reação tímida a ela. Para além da questão dramática da imigração, porém, Anja enquadra os covardes que disseminam o discurso de ódio, bem como o argumento falacioso de que tudo é permitido porque são apenas palavras. Expressa sua preocupação com a maneira banal com que os xingamentos mais brutais são postados nas redes sociais. Segundo ela, esse tipo de pregação tem contribuído para o “aumento dos atos da extrema direita”, incluindo incêndios criminosos. “Até recentemente, esses comentaristas estavam escondidos atrás ...

    Leia mais

    Para ajudar a compreender a crise da esquerda

    Hipótese de Guy Standing sobre reconfiguração das classes sociais pode ser elemento importante na análise do novo conservadorismo brasileiro — e na busca da virada Por Rafael Evangelista Do Outras Palavras  A bancada sindical, que colabora decisivamente na defesa dos interesses dos trabalhadores assalariados, é muito menor na atual legislatura. São 46 deputados, número bem próximo ao de 1988, quando foram 44. Em 2002, ano da eleição de Lula, os sindicalistas foram 74. Caíram na eleição seguinte para 54, possivelmente sentindo o baque na imagem do PT após o mensalão. Em 2010 a bancada registrou seu maior número, 83 deputados. Pode-se atribuir isso ao propalado distanciamento do PT de suas bases. Também é possível afirmar que o partido mais identificado com o sindicalismo cometeu erros estratégicos, apostando em nomes errados na hora de construir seu quociente eleitoral. Porém, é preciso registrar que o PT vem perdendo força nas cidades operárias ...

    Leia mais

    Ação do fascismo islâmico só fortalece o fascismo europeu

    Fascismo é a forma contemporânea da máxima opressão e intolerância — e um fenômeno econômico que tem os interesses do grande capital Por Henrique Carneiro, do Ópera Mundi  O ataque à revista satírica francesa Charles Hebdo é uma ação do fascismo islâmico que só fortalece o fascismo europeu. Com dezenas de milhares indo às ruas da Alemanha contra a "islamização da Europa" e a extrema-direita francesa de Marine Le Pen crescendo eleitoralmente, os assassinos de Paris não só atingiram vidas humanas e a liberdade de expressão como contribuem para a polarização entre dois tipos de fundamentalismo: o islâmico e o neofascista. O fascismo é a forma contemporânea da máxima opressão, exploração e intolerância. É um fenômeno econômico que tem os interesses do grande capital em disciplinar a ferro e fogo a classe trabalhadora. É um fenômeno político que institui o totalitarismo, ou seja, a repressão estatal tecnologicamente aperfeiçoada para eliminar qualquer ...

    Leia mais

    Brasil: perda, esbulho e opacidade

    O Brasil hoje é uma sociedade em amplo processo de movimento onde grupos sociais, classes, setores profissionais, grupos identitários se movem em busca de bem-estar e de maior dignidade.  A velha sociedade hierárquica, autoritária e desigual é batida em várias frentes simultâneas. A nova dinâmica social envolve, para além da redistribuição de renda, amplos debates sobre justiça social, gênero, opção sexual e discriminação (versus inclusão) racial e regional. Mais recentemente, um pouco em função dos debates sobre os programas sociais da Era PT e, muito especialmente, da relação entre voto e benefícios sociais (como o Programa “Bolsa Família” e o debate sobre cotas raciais e sociais), emergiu um forte sentimento de menosprezo regional, culminando em casos notórios de ódio, preconceito e racismo. Ou seja, a velha sociedade resiste e luta pela manutenção, não do status quo, mas da volta nostálgica de uma sociedade desigual idealizada como os “bons velhos tempos”. ...

    Leia mais

    O renascimento do nazismo na Europa – não é somente racismo

    Um antigo fantasma está novamente assombrando a Europa – movimentos e partidos políticos neofascistas e neonazistas estão voltando à tona. Essa reportagem no The Guardian destaca um aumento nos ataques aos judeus na França, Alemanha e Holanda. Mais ao leste e ao sul, partidos simpatizantes ao nazismo estão crescendo nas urnas em países como Hungria e Grécia, como relata essa reportagem do New York Times, acompanhada por ofensas verbais e violência física de seus defensores a imigrantes asiáticos e africanos. É tudo muito repugnante e desanimador. Mas existem forças poderosas em ação que aqueles de nós que defendem liberdade, individualismo e tolerância devem compreender de forma a ser capaz de responder de forma precisa e decisiva. Nessas reportagens, foca-se no racismo. Na Grécia, por exemplo, os partidários da Aurora Dourada, que agora possuem representantes no parlamento, expressaram seu desejo de “livrar o país da sujeira”. Mais precisamente, todavia, as reportagens ...

    Leia mais

    Suástica na testa de Zumbi dos Palmares

    Na manhã desta segunda (20.10) a estátua em homenagem a Zumbi dos Palmares – que fica na Cidade Nova, centro do Rio de Janeiro – amanheceu pichada com uma suástica em sua testa. A homenagem a Zumbi, símbolo da luta contra a escravidão e o racismo, é monitorada diuturnamente por câmeras, e as autoridades anunciaram que o vídeo será analisado nesta terça (21). Venho dedicando um tempo deste blog a denunciar manifestações do fascismo no mundo. A disseminação do ódio ao diferente, a discriminação racial, sexual, de gênero, de condição social ou nacional têm crescido sensivelmente, e com o benefício da pouca atenção dada ao fenômeno pelo poder público das democracias do mundo. A suástica na testa de Zumbi é simbólica, pois daqui a um mês – exatamente no dia 20 de novembro – fará 319 anos do assassinato deste mártir da luta contra a escravidão. Nestes dias, cada vez mais o ideário ...

    Leia mais
    Marilena Chaui

    Marilena Chauí classifica preconceitos de médicos e de FHC a nordestinos como “fascismo”

    A filósofa Marilena Chauí, professora aposentada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, considera abominável o que o grupo de médicos e estudantes de medicina anti-PT pregam na internet. De castração química a holocausto aos nordestinos que votaram na candidata Dilma Rousseff no primeiro turno das eleições presidenciais. Uma violência fascista, segundo a filósofa. por Nicolau Neto  “O que caracteriza a violência fascista é não suportar a diferença, a alteridade, e partir para a eliminação. Você elimina o diferente, você elimina o outro. O primeiro aspecto abominável disso é o fato de que o que se propõe é, pura e simplesmente, genocídio dos nordestinos. O que é uma coisa inominável, inacreditável, inaceitável", desabafa, em entrevista à Rádio Brasil Atual, acrescentando: "A segunda coisa que é terrível é que isso exprime uma certa direção tomada por uma certa classe média reacionária e conservadora, que vive no sul do país, e ...

    Leia mais

    O Reich tropical: a onda fascista no Brasil

    O germe do ódio está às soltas no Brasil pronto para linchar física e moralmente todo aquele que não for branco, heterossexual, rico e cheio de bens de consumo por Rosana Pinheiro-Machado A história do início do século 21 parece repetir a do século 20. De um lado, insurgências populares eclodem aqui e acolá. De outro, há o claro crescimento da extrema direita conservadora. Mas há uma diferença significativa, e profundamente preocupante, entre o passado e o presente. Desencantada de sua história e imersa em pequenos conflitos que causam grandes desgastes, a esquerda hoje está muito mais fraca do que há cem anos*. O desequilíbrio entre uma esquerda enfraquecida e uma direita que detém o monopólio do capital financeiro e informacional, sem sombra de dúvidas, pesa para um único lado. Se Celso Russomanno (PRB) e o Pastor Feliciano (PSC) não tivessem sido os deputados mais bem votados em São Paulo, ...

    Leia mais

    O fascismo ronda o Brasil em 2014

    Jean-Marie le Pen, líder da direita francesa, sugeriu deter o surto demográfico na África e estancar o fluxo migratório de africanos rumo à Europa enviando, àquele sofrido continente, “o senhor Ebola”, uma referência diabólica ao vírus mais perigoso que a humanidade conhece. Le Pen fez um convite ao extermínio. por Frei Betto no Blog do João Paulo O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy propôs a suspensão do Tratado de Schengen, que defende a livre circulação de pessoas entre trinta países europeus. Já a livre circulação do capital não encontra barreiras no mundo… E nas eleições de 25 de maio a extrema-direita europeia aumentou o número de seus representantes no Parlamento Europeu. A queda do Muro de Berlim soterrou as utopias libertárias. A esquerda europeia foi cooptada pelo neoliberalismo e, hoje, frente a crise que abate o Velho Mundo, não há nenhuma força política significativa capaz de apresentar uma saída ao capitalismo. ...

    Leia mais

    Zuñiga Colombiano que lesionou Neymar sofre com fascistas brasileiros na internet

    Estimulados por uma imprensa covarde e irresponsável, brasileiros invadiram instagram da esposa de Zúñiga com xingamentos, ameaças e juramentos de morte. Filha do jogador, de dois anos de idade, foi ameaçada de estuproA lesão que tirou Neymar da Copa do Mundo foi causada por Zuñiga, defensor colombiano, em lance aos 40 minutos do segundo tempo do jogo no Castelão, em Fortaleza, que terminou com triunfo brasileiro por 2 a 1.Em busca de ibope ou movidos por covardia e mau-caratismo, alguns jornalistas se aproveitaram do momento “sensível” dos torcedores e passaram a bradar na mídia que o jogador colombiano era um “vagabundo”, “maldoso”, “canalha”, “bode expiatório”, “assassino”, “bandido” e coisas piores. Muitos internautas, consequentemente, partiram para ofensas raciais contra o jogador da seleção colombiana. São diversos brasileiros chamando o atleta de “macaco” e utilizando outros insultos racistas. O instagram da esposa de Zuñiga foi tomado por xingamentos e juramentos de morte. ...

    Leia mais

    Chauí: Classe média e facista, violenta e ignorante

    "A classe média é uma abominação política, porque é fascista, é uma abominação ética porque é violenta, e é uma abominação cognitiva porque é ignorante. Fim", afirmou a filósofa, durante lançamento do livro "10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma"; em seu discurso, ela também grita: "Eu odeio a classe média"; assista O ineditismo de medidas governamentais e seus resultados surpreendentes estão sendo analisados durante o lançamento do livro 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. O primeiro deles ocorreu no último dia 13, em São Paulo, e contou com presença de Lula, Emir Sader, Márcio Pochmann e Marilena Chauí. Sem as sutilezas filosóficas das aulas emocionantes que costuma dar em eventos desse tipo, ela foi direto ao assunto. Chauí falou sobre o Bolsa Família para exemplificar a "revolução feminista" que vem ocorrendo no país, ao direcionar o recurso para a mulher, e depois ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist