quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: Gilmar Mendes

    Foto: Nelson Jr./SCO/STF

    Gilmar: Constituição não permite que presidente adote políticas genocidas

    O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), criticou hoje em entrevista ao UOL os choques que ocorreram entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a luta contra a pandemia do novo coronavírus, e disse que o governo não pode ter "políticas genocidas". No UOL "Eu não previa que isso fosse acontecer e certamente não é desejável. O presidente da República dispõe do poder de exonerar seus ministros", disse Gilmar. Agora, a Constituição não permite que o presidente adote políticas genocidas. Políticas que afetem de maneira crucial, global, a vida da população. Me parece que é preciso pensar muito nesse contexto Gilmar Mendes O presidente Bolsonaro já fez várias críticas públicas à condução de Mandetta no combate à pandemia e tem realizado ações que contrariam as orientações do Ministério e da OMS (Organização Mundial de Saúde) sobre distanciamento e ...

    Leia mais
    Votação da chapa Dilma-Temer no TSE. Brasília, 06-06-2017Foto: Sérgio Lima/PODER 360

    Gilmar Mendes: “se Dilma tivesse cometido crime….”

    Em entrevista ao repórter Wellington Calasans, na Suécia, para o blog Cafezinho, o ministro do STF Gilmar Mendes fez uma confissão constrangedora: a de que a presidente Dilma Rousseff sofre um processo de impeachment sem ter cometido um crime; "Veja, se ela também tivesse cometido o crime, ficasse flagrantemente provado que ela tivesse cometido o crime, e ela tivesse obtido 172 votos, ela também não seria processada", afirmou Por Marcelo Auler Do Brasil247 Jornalismo é uma questão de oportunidade também. Foi o que o Cafezinho fez, ao contratar o jornalista Wellington Calasans, radicado na Suécia há muitos anos, para acompanhar Gilmar Mendes, ministro do STF e presidente do TSE, em evento realizado em Estocolmo. Foi, gravou e trouxe o resultado. Em uma passagem, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do TSE, , gaguejando -afinal, não estava diante dos jornalistas que conhece no Brasil – fala no condicional do possível crime da ...

    Leia mais
    blank

    Escritor português ironiza seminário do golpe

    Francisco Louçã, economista e político português, avalia que "só haveria uma razão" para que políticos e juristas brasileiros viajassem para Lisboa para "conspirar por telefone" contra o governo Dilma: "procurarem um endosso internacional para as suas diligências, fazerem-se fotografar ao lado das autoridades de Portugal. Se era esse o objetivo, fracassou"; "Ficando deserto de autoridades, o seminário limitar-se-á então, se ainda se vier a manter com tantos abandonos, a uma conversa entre juristas e políticos brasileiros sobre a graça do golpe que está a decorrer. Suponho que só a TAP agradecerá a cortesia", ironiza o escritor Por Francisco Louçã, no Brasil 247 Quem se lembrou de uma coisa destas? Admitamos que o seminário "luso-brasileiro" que vai decorrer na Faculdade de Direito de Lisboa já estava programado antes da crise desencadeada pela golpaça político-judicial em curso no Brasil. Se assim for, há uma questão a que falta responder: como é que se ...

    Leia mais
    blank

    Governo português foge de seminário de Gilmar

    Marcelo Rebelo de Souza, presidente de Portugal, e Pedro Passos Coelho, ex-primeiro-ministro português, que constavam como oradores do IV Seminário Luso-Brasileiro de Direito Constitucional, do IDP – de propriedade do ministro Gilmar Mendes, do STF, desistiram do evento em Lisboa; comitiva brasileira conta com os principais atores pró-impeachment: Michel Temer, José Serra e Aécio Neves; o jornal português Público destacou nesta quarta-feira que a presença da oposição está "assustando" os políticos locais; 'o fedor do golpismo atravessou o Atlântico e ambos, de linha conservadora moderada, resolveram tirar o corpo fora da aventura golpista d’além mar. Lá fora, sem a máquina mortífera da Globo e com o prestígio mundial que Lula conquistou, sabem que é “fria” se meter nessa história', registrou Fernando Brito, do Tijolaço Por Luis Nassif, no Brasil 247 O IV Seminário Luso-Brasileiro de Direito Constitucional, do IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público) – de propriedade do Ministro Gilmar ...

    Leia mais
    blank

    “Farei uma moção de repúdio contra Gilmar Mendes”: Vana Lopes, vítima de Roger Abdelmassih, fala ao DCM

    Vanuzia “Vana” Leite Lopes, de 54 anos, foi uma das 52 vítimas do médico Roger Abdelmassih e moverá uma moção de repúdio contra o ministro do STF Gilmar Mendes. Ela é advogada e foi agredida pelo réu em 1993, quando o denunciou ao conselho de medicina sem ser ouvida. por : Pedro Zambarda de Araujo Em 2008, Vana sofreu um constrangimento ao contar sua história à justiça e enfrentar os advogados de Abdelmassih. Ela diz que sofre com síndrome do pânico desde aquela época e hoje monitora um perfil e uma fanpage no Facebook para reunir todas as pessoas atacadas pelo médico. Quando Roger Abdelmassih foi preso no Paraguai, foi uma das primeiras pessoas a se informar do fato. Vana Lopes não achou correta a ação de Gilmar Mendes, o único ministro do Supremo Tribunal Federal a conceder habeas corpus a Abdelmassih em 2009. No ano seguinte, o médico foi condenado ...

    Leia mais
    blank

    O estranho caso do habeas corpus de Gilmar Mendes para Roger Abdelmassih

    Algumas das mulheres estupradas pelo médico Roger Abdelmassih, preso ontem no Paraguai, devem representar contra Gilmar Mendes na Corte Internacional. por : Kiko Nogueira Uma delas, ao recebê-lo no aeroporto, avisou, dirigindo-se às câmeras de TV: “Não tem ministro que vai tirar você daqui”. Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão pela Justiça criminal de São Paulo em novembro de 2010, acusado de 52 estupros de suas próprias clientes. Estava detido. Gilmar, então presidente do STF, entendeu que ele deveria recorrer em liberdade da sentença porque não representava perigo. Já tinha o registro cassado, não podia mais exercer a profissão e, portanto, não teria como continuar cometendo o crime. No início de 2011, Abdelmassih era um foragido. Gilmar é o mesmo que considerou “estranho” o episódio das doações feitas para pagar multas dos réus do mensalão. “Imagino que os militantes se disponham a cumprir alguns dias nos presídios”, disse, ...

    Leia mais
    roger-abdelmassih-hg-20090122

    Graças a Gilmar Mendes, foge do país médico condenado a 278 anos por violentar 37 mulheres

    O médico Roger Abdelmassih, de 67 anos, já está no Líbano, segundo a Folha. E por lá deve ficar porque tem origem libanesa e o Brasil não tem tratado de extradição com o Líbano. E isso poderia ter sido evitado, caso o ministro Gilmar Mendes não concedesse o habeas corpus que o tirou da cadeia. O médico estava preso, aguardando recurso de sua defesa diante da sentença que o condenou a 278 anos de cadeia por violentar 37 mulheres (suas pacientes, o que agrava os crimes) entre 1995 e 2008. E aguardava preso porque a Polícia Federal informou que ele tentava renovar seu passaporte. A juíza Kenarik Boujikian Felippe determinou que ele fosse preso para evitar sua fuga do país. Seu advogado recorreu. Disse que Roger Abdelmassih não pretendia fugir do país, só estaria renovando o passaporte... Sem ao menos perguntar ao advogado por que um homem de 67 anos ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist