Tag: Malcolm X

A importância de Malcolm X para o rap nacional

Ilustres rappers comentam a importância da biografia e ideologia do líder negro norte-americano e símbolo da luta contra o racismo para o ethos do hip hop brasileiro. Por Camila Soares Do Noisey "O rap é a única música que reúne multidões pra falar de consciência" dizia Dexter no documentário Favela no Ar, lançado em 2007. E é assim desde o começo da década de 80, quando o hip hop começou a surgir no Brasil, um país que acabara de sair do regime militar, com justiceiros agindo nas periferias de São Paulo matando dentro das favelas, e, no centro, skinheads perseguindo e matando negros. O preto periférico caminhava sem voz e em condições sub-humanas de sobrevivência. Mas ao receber as boas novas de que, em um outro lugar, um preto como eles se fez ser ouvido e reivindicou direitos para si e seu povo, algo começou a acontecer. Nesta terça (21), completam-se ...

Leia mais

Sobre negros, Era de Aquário e representações

Este texto nasceu de uma série de conexões. Estava escrevendo sobre racismo para uma revista. Aí meio que por mágica (isso acontece muito comigo), veio a música Age of Aquarius/Let the sunshine in na mente. Por Tulio Custódio Do Brasil Post Quando isso acontece, abro Youtube e busco a música, no que encontrei dois vídeos (um do musical Hair, outro com imagem do grupo - 5th Dimension). Aí me veio na cabeça: "nossa o grupo é inteiro de negros, e a imagem/ representação do negro está tão desassociada dos hippies ou do movimento contra cultura". Na verdade, desassociada da paz... Entre vários exemplos ilustrativos, para ficar na esfera das representações no entretenimento, tenho também na memória o filme Forrest Gump, em específico aquela cena que Forrest vê sua amiga apanhando de um líder estudantil (branco) próximo aos Panteras Negras. Uma cena pequena no filme, que faz um retrato romanceado e caricato ...

Leia mais

Malaak Shabazz, filha de Malcolm X, se assusta com passividade negra ante o genocídio

Ativista participou de conversa com a juventude negra em São Paulo, depois de conhecer bairro periférico Do Alma Preta Em passagem pelo Brasil, a ativista dos direitos humanos e filha do líder negro norte americano Malcolm X, Malaak Shabazz, convidou a população negra a promover ações mais contundentes. Na entrevista que concedeu à imprensa negra após encontro com jovens na cidade de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (19), a ativista diz ter se surpreendido pelo fato de as pessoas estarem tão tranqüilas diante da violência racista existente no Brasil. “ criou seis filhas ao mesmo tempo em que se dedicava à construção de uma sociedade livre do racismo”. Pelo menos 400 pessoas se aglomeraram no auditório da Galeria Olido, no centro de São Paulo, para ouvir Malaak e, também, dar notícias sobre as condições de vida da população negra. O público era maior, mas muitos ficaram de fora ...

Leia mais

Academia de Hollywood prefere negros em personagens subservientes, diz estrela de Selma

A não-indicação de “Selma” para mais categorias do Oscar 2015 ainda não caiu bem no cinema americano. O protagonista do filme, David Oyelowo, afirmou nesta semana que a Academia de Ciências Cinematográficas de Hollywood prefere atores negros em personagens menores aos brancos. “Nós, negros, somos celebrados apenas quando somos subservientes; quando não somos líderes ou reis ou sermos o centro de narrativa sobre nós mesmos”, declarou. Por Cine Set David Oyelowo lembrou os casos de Denzel Washington em “Malcolm X” e de Sidney Potier em “No Calor da Noite” que não venceram o Oscar de Melhor Ator em personagens negros com perfil de liderança. “Nós (negros) fomos escravos, empregados domésticos, criminosos e todos os tipos de coisas. Mas também fomos líderes, reis e pessoas capazes de mudar o mundo”, declarou. O ator ainda afirmou que um motivo para mais filmes com personagens negros não serem feitos se deve a uma possível culpa ...

Leia mais
Foto: Gabriel Brito/Correio da Cidadania

Protestos contra racismo da Polícia nos EUA: Que nos sirva de exemplo!

Foto: Gabriel Brito/Correio da Cidadania Por Douglas Belchior Um jovem negro morto pela polícia. Algo corriqueiro no Brasil, está provocando um dos maiores levantes populares dos últimos anos nos EUA. No Brasil, no próximo dia 22 de Agosto, em todas as capitais do país a partir de Salvador-BA, negras e negros devem ocupar as ruas na II Marcha Nacional Contra o Genocídio do Povo Negro. Que a radicalidade de negras e negros estadunidenses nos sirva de exemplo. Abaixo, com tradução de Tomaz Amorim Izabel, uma matéria veiculada pela Aljazeera no último dia 15 de Agosto. Fonte: Aljazeera - Anna Lekas Miller Tradução: Tomaz Amorim Izabel Haverá responsabilização pela morte de Mike Brown? Depois de seis dias de protestos que se seguiram aos tiros fatais no adolescente Michael Brown, disparados por um oficial de polícia do subúrbio de St. Luis em Ferguson, o departamento de polícia identificou o assassino de Brown. Darren Wilson, um veterano de seis ...

Leia mais
Malcom X (Foto: Getty/Bettmann)

“Malcolm X” e o racismo do capitalismo

I - ORIGEM: Malcolm Little, mais conhecido como Malcolm X (nasceu em 19 de maio de 1925,  Omaha, estado de Nebraska). II - INFÂNCIA MALDITA: O pai: aos seis anos, seu pai Earl Little, dedicado trabalhador da UNIA (Associação para Melhoria Universal do Negro) foi violentamente assassinado, jogado na linha do trem com corpo quase partido em dois, agonizando mais algumas horas. A mãe: Louise Little aos 34 anos assumiu o sustento dos seus oito filhos. Ela possuía pele clara e trabalhava em empregos domésticos (até descobrirem que ela era negra). Passou por intensas pressões que a levaram a um colapso nervoso, sendo internada num hospital de doentes mentais. Adotado: Ele foi adotado em 1937 e viu a família ser destruída. O Destino dos sete imãos: Os mais velhos Wilfred e Hilda foram deixados à própria sorte. Philbert foi levado para casa da família em Lansing. Reginald e Wesley foram viver com a família ...

Leia mais
Preconceito - Conhecimento vence opressão

Preconceito – Conhecimento vence opressão

Autor Grace Luciana Pereira SAO PAULO - SP Universidade de São Paulo Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema Ensino Fundamental Final Pluralidade Cultural Direitos humanos, direitos de cidadania e pluralidade Dados da Aula O que o aluno poderá aprender com esta aula Preconceito - Conhecimento vence opressão visa discutir sobre o preconceito e suas raízes na cultura brasileira partindo da abolição no Brasil; Aprender sobre o que o Código penal diz sobre racismo. Discutir o artigo 5º da Constituição Brasileira. Duração das atividades Uma seqüência de atividades de 6 aulas Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno Descobrir o que os alunos sabem sobre a abolição da escravatura. Discussão sobre histórias de preconceito que os alunos conhecem. Verificar qual o conhecimento dos alunos sobre a lei em relação à discriminação. Estratégias e recursos da aula Diálogos contra o Racismo Orientações ao professor É fundamental que o professor ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist