sexta-feira, março 5, 2021

Tag: Nubank

Diego Reis, CEO do Banco Afro | Divulgação/Imagem retirada do site o Globo

Banco Afro atinge 30 mil clientes com salto após declaração de sócia do Nubank

O Banco Afro, fintech de impacto social voltada para o público negro, cresceu de mil para 30 mil o número de contas cadastradas em apenas quatro meses. O principal impulso veio da insatisfação de consumidores com declaração de sócia do Nubank. Em outubro, Cristina Junqueira, cofundadora da maior fintech brasileira, afirmou que tem dificuldades em contratar negros para posições de liderança por falta dos requisitos técnicos, acrescentando que o banco digital “não pode nivelar por baixo”. Cristina se desculpou pela declaração, que foi classificada de racista por movimentos sociais, mas o Nubank foi alvo de campanhas de boicote.  Com sede em Brasília, o Banco Afro surgiu em 2018 a partir do Grupo Afro Empreendedor, um coletivo de empresas, com o objetivo de ampliar a bancarização das classes C, D e E e fortalecer o chamado “black money”. A fintech oferece conta digital, crédito, microcrédito e meios de pagamento. A fintech, comandada ...

Leia mais
Reprodução Roda Viva/TV Cultura Fonte: undefined - iG @ https://economia.ig.com.br/2020-10-19/nubank-roda-viva.html

Fundadora do Nubank diz que é difícil contratar negros e que empresa não pode “nivelar por baixo”

Em entrevista ao programa Roda Viva, na segunda-feira (19), a cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira, afirmou que tem dificuldade de encontrar candidatos negros adequados para as exigências das vagas na empresa. Ela disse ainda que investe em programas de formação gratuitos, mas que não pode “nivelar por baixo”. Na entrevista, Junqueira admite que o Nubank possui um problema de representatividade racial, mas afirma que sua equipe trabalha para contornar a situação. “Já faz algum tempo que a gente procura para várias posições, inclusive uma vice-presidente de marketing para trabalhar comigo. Estou há bastante tempo procurando e é difícil. Recrutar Nubank sempre foi difícil”, afirma. A jornalista Angelica Mari, da Forbes Brasil, então questiona se esse “alto grau de exigência” não pode ser uma barreira para minorias. A executiva então responde: “Não dá para também nivelarmos por baixo. Por isso que queremos fazer investimento em formação. Criamos um programa gratuito, que ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist