terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: vira lata

    O Brasil no mundo: Um desenho para quem tem complexo de vira-lata entender

    A ilustração que retirei do Facebook da comunidade Planeta Fascinante é daquelas que quase dispensam legenda. Por Fernando Brito Do Limpinho e Cheiroso Ainda assim, é só olhar quem são os países que somam território, população e riqueza econômica. Os cinco que ocupam a área de intersecção dos três conjuntos. Deveria ser o que bastasse para entender que o Brasil é um país com destino próprio, não o de ser um satélite. Como para ver onde estão nossas sinergias. Repare, não disse ideologias. Disse oportunidades. Embora assim tão obvio, a elite brasileira não consegue enxergar. Tem na cabeça que o Brasil deveria ser uma sub-Miami. A burrice é uma coisa muito difícil de combater, porque prescinde de argumentos e sustenta verdades que ouviu de alguém e as repete. Quem sabe assim, desenhando?

    Leia mais

    Assistir a “Que horas ela volta” na Europa: passar vergonha pelo Brasil

    "Mas é verdade que no Brasil tem gente que não levanta para pegar um copo de água?" "É verdade que existe empregada que não pode sentar na mesa?" Infelizmente, digo para eles, é. Por Nina Lemos Do Revista Tpm “Val, me traz um copo de água”, por favor? “Val, você pode colocar a mesa, por favor?” “Val, você pode tirar a mesa, por favor? Val, você pode trazer um sorvete para a gente?” Esse tipo de pedido é repetido sem parar em “Que horas ela volta”, o filme gênio de Anna Muylaert estrelado com maestria por Regina Casé. Val, por favor! Val é a empregada da casa, uma pessoa “praticamente da família”. Val é uma escrava. A familia de classe média alta brasileira, sentada na mesa, faz os pedidos, e Val vem e volta. Algumas vezes eles estão sentados na mesa da cozinha, ao lado da Val, mas pedem para ela: ...

    Leia mais

    Em inglês é mais bonito?

    Em meio ao caos urbano de tantas cidades brasileiras somente uma coisa é certa: nos sábados de manhã seremos sempre agraciados – quando pararmos nos sinais – por simpáticas adolescentes que virão nos entregar folhetos de lançamentos imobiliários. Por Ana Claudia ANA Vargas Do Espaco a Cademico É assim em São Paulo ou Belo Horizonte e até em cidades medianas. Parece que distribuir folhetos desse tipo nos faróis é bastante vantajoso para as construtoras. Mas essa ‘vantagem’ não existe, é claro, para as próprias meninas – que ficam ali, sob o sol, expostas aos perigos representados por motoristas dos mais variados ‘naipes’ – nem para o meio ambiente – porque o destino de tantos papeis a gente já sabe qual será (e viva a reciclagem!). Mas não é por aí que quero ir e sim por um caminho que não apresenta nenhuma vantagem já que podem considerar isso aqui desnecessário, redundante, requentado, ...

    Leia mais
    (Foto: Reprodução/ Twitter)

    Wagner Moura e o Manifesto Autofágico

    Reprodução/ Netflix   na semana passada, fiquei passado com a quantidade de citações ao sotaque que Wagner Moura impôs ao seu personagem, Pablo Escobar, na série Narcos, do Netflix. por Lelê Teles Do Blog Spot nego achou que Moura se entregou, todo mundo percebeu, pelo sotaque, que ele era brasileiro. um jornalista progressista chegou a perguntar, por quê não chamaram um ator hispano hablante para fazer o papel. pergunta bisonha essa, o espanhol é idioma oficial em 21 países, ele tem uma gama enorme de variações e sotaques. bobagem, portanto. e mais, copiar o idioleto, que é a marca individual de fala, é um recurso de imitadores e não de atores. para mim, essa celeumazinha é apenas mais uma manifestação do Viralatismo, um movimento que cresce a cada dia no Brasil. é bom saber, o Viralatismo se opõe ao Modernismo e seu expoente símbolo é o ...

    Leia mais
    O complexo de viralatas pode nos vacinar contra a raiva da mídia

    O complexo de viralatas pode nos vacinar contra a raiva da mídia

    Jura Passos Nem preciso dizer quantas coisas americanas são adoradas no Brasil. Hollywood, hamburguers, Coca Cola, jazz, rock and roll, jeans e basquetebol. A lista não tem fim. Os EUA são a pátria também do mercado financeiro de Wall Street e das maiores empresas globais de comunicação e informação. Time-Warner, Fox News, CBS, ABC, NBC, ESPN, MTV, Turner, New York Times. Um dos mais importantes jornais do país – e do mundo – o Washington Post, foi vendido recentemente por uma bagatela para o dono de um site de comércio pela internet – o Amazon. Nenhum deles é sustentado pelo governo como a imprensa tradicional brasileira. Por isso o Post foi arrematado na bacia das almas pelo Amazon. Nos EUA, nem as campanhas de utilidade pública – as únicas que poderiam ser pagas com dinheiro público – são feitas pelo governo. Quem faz é o Adcouncil, uma ONG criada durante ...

    Leia mais

    O Vira-lata e o Racismo

    Dizem que o brasileiro tem complexo de vira-lata. Reza a lenda que o brasileiro se considera um mestiço, o produto da miscigenação das raças branca, negra e índia, com alguma contribuição mais recente também de imigrantes do Japão e Oriente Médio. Por Fernando Lanzer, Fonte: fernandolanzer Foto:  Elton Melo Pelo fato de ser mestiço, o brasileiro se sente inferior, basicamente em relação aos Estados Unidos e à Europa. Ocorre que esse sentimento está ligado a um profundo racismo! Ao invés do vira-lata ter orgulho da sua viralatice, do fato de ser mestiço, o vira-lata sente vergonha do que é. O vira-lata acha que o bom mesmo é ser raça-pura. O vira-lata é tão racista quanto o pastor alemão do kennel club de elite. O brasileiro que tem complexo de vira-lata é tão racista quanto os líderes neo-nazistas de outras partes do mundo, pois acredita que o bom ...

    Leia mais

    O perfeito idiota brasileiro

    Por Adriano Silva Ele não faz trabalhos domésticos. Não tem gosto nem respeito por trabalhos manuais. Se puder, atrapalha o trabalho de quem pega no pesado. Trata-se de uma tradição lusitana, ibérica, que vem sendo reproduzida aqui na colônia desde os tempos em que os negros carregavam em barris, nas costas, a toilete dos seus proprietários, e eram chamados de “tigres” – porque os excrementos lhes caíam sobre as costas, formando listras. O Perfeito Idiota Brasileiro, ou PIB, também não ajuda em casa por influência da mamãe, que nunca deixou que ele participasse das tarefas – nem mesmo por ou tirar uma mesa, nem mesmo arrumar a própria cama. Ele atira suas coisas pela casa, no chão, em qualquer lugar, e as deixa lá, pelo caminho. Não é com ele. Ele foi criado irresponsável e inconsequente. É o tipo de cara que pede um copo d’água deitado no sofá. E ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist