Talvez você esteja ao lado de Bolsonaro e nem perceba

Em discurso no plenário da Câmara, nesta terça (9), Jair Bolsonaro disse que só não “estupraria” a deputada Maria do Rosário porque ela “não merecia”.

Foto: Flávio Florido

Por Leonardo Sakamoto no Blog do Sakamoto  

Esta é a segunda vez que isso acontece, como bem lembra matéria da Folha de S.Paulo. Em 2003, durante um debate, ela o acusou de promover violência sexual. “Grava aí que agora eu sou estuprador”, ele retrucou. E completou: “Jamais iria estuprar você, porque você não merece”.

Quando diz que a deputada federal Maria do Rosário não merece ser estuprada, deixando subentendido que há mulheres que merecem, sabe que esse discurso possui o apoio de uma quantidade considerável de pessoas.

Vale lembrar que ele foi o parlamentar mais votado do Rio de Janeiro, com 6,1% dos votos. O que nos faz lembrar que o Congresso Nacional é, para bem e para o mal, um espelho da sociedade brasileira. Eles somos nós.

Jair Bolsonaro pode ter comportamentos toscos? Sim, ele tem. Mas está longe de ser burro. E nem está sozinho.

Representa uma camada da população que divide com ele a visão de mundo e tem orgasmos múltiplos ao ouvir as estripulias de seu deputado. Estripulias que não vêm de rompantes do fígado, mas são milimetricamente calculadas para ganhar espaço da mídia.

Todos os pontos de vista merecem ter voz em uma democracia. O problema é que a visão de mundo de Bolsonaro e parte de seus representados torna o diálogo e mesmo a convivência pacífica impossíveis. Um estranho paradoxo: defendem a antítese da democracia, apesar de só continuarem podendo se expressar livremente por conta dela.

Vamos ao ponto: ele é causa, mas é consequência, como qualquer ator social relevante. Fomenta e também verbaliza a visão de uma parte da sociedade que reproduz processos que mantém a opressão, a dor e o preconceito.

Ou seja, o que me angustia não é a sua existência, mas que parte do Brasil está com ele. Nas rodas de amigos em bares, nas mesas de jantar com a família, na hora do cafezinho no trabalho ou no silêncio do banheiro, lendo as notícias do dia no tablet. De todas as idades. De várias classes sociais.

Tendo em vista os posicionamentos conservadores, machistas, homofóbicos, preconceituosos de grande parte da população brasileira e que são defendidos com unhas e dentes pelo nobre deputado e seu grupo, talvez você esteja do lado dele. E nem perceba.

 

Leia mais sobre Violência contra Mulher 

+ sobre o tema

Dono de bar cancela festa de firma: “Homofobia não, independente da religião”

Alex Proud, dono de clube em Londres, recebeu e-mail...

O amor tem cor?

Muitas mulheres negras sentem que em suas vidas existe...

Como Coletores Menstruais Estão Mudando A Vida Das Mulheres Na África

Você já imaginou que a menstruação pode atrapalhar mulheres...

A disparidade entre maternidade e paternidade: Conceito e Expectativa Social

É preciso muito pouco para ser considerado um paizão....

para lembrar

Movimento pela Mulher: Corrida reunirá apoiadores do feminismo

Evento acontece dia 20/03 e busca promover o empoderamento,...

Conheça a história de Margarida Alves, que inspira a Marcha das Margaridas

A líder sindical paraibana foi assassinada na porta de...

“Estrelas Além do Tempo” é líder nas bilheterias dos EUA pela segunda semana

Estrelas Além do Tempo se manteve no topo das bilheterias...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=