TERREMOTO HAITI:Obama anuncia fundo Bush-Clinton de ajuda ao Haiti

 

 

O presidente americano, Barack Obama, anunciou neste sábado a criação do fundo Bush-Clinton para coordenar o envio de ajuda de pessoas físicas e empresas ao Haiti e garantir que isso aconteça rapidamente e com segurança.

Obama fez o anúncio depois de se reunir hoje na Casa Branca com os ex-presidentes americanos Bill Clinton e George W. Bush, com os quais analisou os esforços desenvolvidos no Haiti para atenuar a grande crise humanitária gerada pelo terremoto de terça-feira.

 

Terremoto

Um terremoto de magnitude 7 na escala Richter atingiu o Haiti nessa terça-feira, às 16h53 no horário local (19h53 em Brasília). Com epicentro a 15 km da capital, Porto Príncipe, segundo o Serviço Geológico Norte-Americano, o terremoto é considerado pelo órgão o mais forte a atingir o país nos últimos 200 anos. Estimativas mais recentes do governo haitiano falam em mais de 200 mil mortos e 50 mil corpos já enterrados.

Dezenas de prédios da capital caíram e deixaram moradores sob escombros. Importantes edificações foram atingidas, como prédios das Nações Unidas e do governo do país. No entanto, devido à precariedade dos serviços básicos do país, ainda não há estimativas sobre o número de vítimas fatais nem de feridos. O Haiti é o país mais pobre do continente americano.

 

 

Morte de brasileiros

A fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Zilda Arns, e militares brasileiros da missão de paz da ONU morreram durante o terremoto no Haiti.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil anunciou que o país enviará até US$ 15 milhões para ajudar a reconstruir o país. Além dos recursos financeiros, o Brasil doará 28 t de alimentos e água para a população do país. A Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou oito aeronaves de transporte para ajudar as vítimas.

 

O Brasil no Haiti

O Brasil chefia a missão de paz da ONU no país (Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti, ou Minustah, na sigla em francês), que conta com cerca de 7 mil integrantes. Segundo o Ministério da Defesa, 1.266 militares brasileiros servem na força. Ao todo, são 1.310 brasileiros no Haiti.

A missão de paz foi criada em 2004, depois que o então presidente Jean-Bertrand Aristide foi deposto durante uma rebelião. Além do prédio da ONU, o prédio da Embaixada Brasileira em Porto Príncipe também ficou danificado, mas segundo o governo, não há vítimas entre os funcionários brasileiros.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Aimé Césaire

NEGRO SOU, NEGRO FICAREI! Aimé Cesaire Entrevista com Françoise Vergès. Paris: Albin...

Cuba y el racismo daltónico

por: José Steinsleger En una declaración dirigida al...

O Regime de Cuba admite a existência de Racismo na Ilha e explica Sua versão sobre o assunto

Após as denúncias de importantes figuras intelectuais da diáspora...

para lembrar

Historia garífuna cultural

 Origem: Stanford.edu La cultura garífuna es una...

No le pongas color se tomó Ciudad Bolívar

Fonte: Lista racial Hombres y mujeres, niños, jóvenes...

AUDIO EXHIBE RACISMO INTENCIONAL DE DIPUTADO ARIEL GÓMEZ LEÓN

ESCUCHA A TRAVÉS DE GOEAR: AUDIO DEL PROGRAMA...
spot_imgspot_img

O povo da Colômbia que celebra o Natal em fevereiro e com um Menino Jesus negro

Os moradores da cidade de Quinamayó, na Colômbia, celebram o Natal em fevereiro com uma procissão que inclui o boneco de um Menino Jesus...

Quanto você sabe sobre os afrodescendentes na América Latina?

Desafiamos você a responder este teste e avaliar seus conhecimentos sobre essa importante minoria Do El País  O que você sabe sobre os afrodescendentes na América...

Aniversario de la muerte de Franz Fanon

FRANTZ FANON: LOS CONDENADOS DE LA TIERRA…SIGUEN CONDENADOS Por Jesus Chucho Garcia para o Portal Geledés  Hoy 6 de diciembre se cumplen cincuenta y seis años…de la...
-+=