Trabalhador que aderir à greve não pode ser demitido por justa causa

Contra a Reforma da Previdência e Trabalhista, movimentos sindicais e trabalhadores tomam as ruas do país nesta quarta-feira (15) em greve para protestar pelos seus direitos. Muitas categorias que se simpatizam à causa, porém não saem por medo de represálias. A Justiça do Trabalho, no entanto, é unânime em reconhecer o direito da pessoa trabalhadora a se filiar à greve.

Do justificando

Trata-se de uma posição reiterada do Tribunal Superior do Trabalho, que já há alguns anos ao analisar casos de trabalhadores que aderiram a movimentos grevistas e foram demitidos pela empresa, afirma a prevalência do direito de greve, prevista na Constituição.

Além do Tribunal Superior do Trabalho, são reiteradas decisões judiciais em Tribunais Regionais do Trabalho por todo país nesse sentido, tratando-se de uma matéria pacífica. Inclusive, é o que diz a Súmula 316 do Supremo Tribunal Federal. “A simples adesão à greve não constitui falta grave”.

Vale dizer que a súmula é uma orientação do tribunal sobre a firmeza de um entendimento seu para, então, balizar as instâncias inferiores. Ou seja, o trabalhador e a trabalhadora que sente vontade de se unir ao direito de greve, mas teme demissão no trabalho, está amparado pela jurisprudência trabalhista nacional.

Em entrevista para o Justificando, o Advogado Trabalhista e Doutor em Direito Ericson Crivelli resumiu a questão.“Participação e adesão à greve pacífica não enseja dispensa por justa causa. O trabalhador [que vier a ser demitido por isso] terá total acolhida na Justiça do Trabalho. É matéria definida e sumulada no STF e, portanto, aqueles que quiserem aderir à greve de protesto contra essas reformas absurdas pode fazer com a maior tranquilidade possível”.

+ sobre o tema

Que escriba sou eu?

Tenho uma amiga que afirma que a gente só prova...

Grupos de periferia se articulam em São Paulo para defender democracia e Dilma

Após violência contra militantes de esquerda em manifestações, Cooperifa...

Vox/Band/iG: Dilma cai de 56% para 54%

Candidata petista varia para baixo pela primeira vez dentro...

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos,...

para lembrar

LITERATURA: 5º FAN 2009

OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS Kiusam Oliveira OS NOVES...

Chomsky: “Crescimento da extrema-direita é consequência do neoliberalismo”

Em seminário realizado em SP, filosófo estadunidense alerta: a...

Combate à desigualdade exige mudanças estruturais

Oxalá em 2012 haja maior participação popular nas mobilizações...

Produção de Madonna cancela encontro com AfroReggae, diz coordenador

Fonte: Folha OnLine-O coordenador da ONG AfroReggae, José Júnior,...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=