Travestis são espancadas no RJ e caso gera revolta

Agredida a pauladas e chutes, travesti perde a consciência e é socorrida por amiga em meio à omissão de anônimos; se você tem informações sobre o caso ou conhece os envolvidos, faça sua  denúncia por aqui. 

no Catraca Livre

O Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais em todo o mundo. E um vídeo divulgado no Facebook, na manhã da última segunda-feira, 12, revela o perfil de uma sociedade que não apenas se omite, mas permite e aplaude a morte da população LGBT – e, à  sombra da intolerância, faz vítimas. Que se tornam estatísticas: uma morte a cada 28 horas .

Na postagem, repercutida por milhares nas redes sociais, uma travesti é espancada por três homens até perder a consciência, em meio a golpes de chutes e pauladas. Por um momento a agressão é interrompida pela amiga da vítima, que sem forças para impedir o ataque, também é atingida pelos agressores.

Segundo informações do site SuperPride, o crime causou choque e frustração entre os internautas, sobretudo, por ter acontecido à luz do dia e testemunhado por inúmeras pessoas.

O vídeo que registra a agressão está disponível abaixo (Imagens fortes). Caso você tenha informações sobre o caso ou conheça os envolvidos, faça sua  denúncia por aqui.

+ sobre o tema

Repita comigo: Você não precisa odiar vaginas pra ser gay

É batata: em qualquer roda de conversa envolvendo homens...

Êpa! Preto e Viado, Sim

Relacionado aos diversos modos de ser que venho falar...

#MinhaPrimeiraTransfobia: transexuais relatam primeiro caso de preconceito

Internautas relatam os acontecimentos e recebem o apoio de...

Choques elétricos, estupro e submersão: “curas gay” e a luta para dar fim a elas

Em todos os países em desenvolvimento, clínicas continuam a...

para lembrar

Matheus Amaral foi para a rua com uma placa ‘Sou gay, você me abraça ou me mata?’ veja o aconteceu

A cidade de Uberlândia presenciou o assassinato de três jovens gays em apenas...

Megg de Oliveira, travesti conquista doutorado com tese sobre racismo e homofobia

Pela primeira vez, na quinta (30), uma travesti negra...

Copa do Mundo de 2018 coloca racismo, machismo e homofobia em evidência

Nunca antes um mundial expôs tanto pautas de raça,...
spot_imgspot_img

PM que agrediu mulher no Metrô disse que ela tinha de apanhar como homem, afirma advogada

A operadora de telemarketing Tauane de Mello Queiroz, 26, que foi agredida por um policial militar com um tapa no rosto na estação da Luz do Metrô de São...

Aos 76, artista trans veterana relembra camarins separados para negros

Divina Aloma rejeita a linguagem atual, prefere ser chamada de travesti e mulata (atualmente, prefere-se o termo pardo ou negro). Aos 76 anos, sendo...

Comitê irá monitorar políticas contra violências a pessoas LGBTQIA+

O Brasil tem, a partir desta sexta-feira (5), um Comitê de Monitoramento da Estratégia Nacional de Enfrentamento à Violência contra Pessoas LGBTQIA+, sigla para...
-+=