Um Moacir Santos inédito é tocado no Cine UFF

Descoberta no MIS, valsa será reproduzida pela orquestra da universidade amanhã

A flautista Andréa Ernest Dias, em pesquisa para o seu livro “Moacir Santos — Ou os caminhos de um músico brasileiro” (Folha Seca), lançado neste ano, descobriu no acervo da Rádio Nacional, acomodado no Museu da Imagem e do Som (MIS), a peça “Melodia para trompa e orquestra”. A obra de Santos, segundo ela, foi composta no início da década de 1950, quando ele se candidatava a maestro da orquestra da rádio. A peça, uma valsa, que só foi executada no rádio, vai ser enfim interpretada pela Orquestra Sinfônica Nacional da UFF (OSN-UFF) no domingo, às 10h30m, em concerto no Cine Arte UFF, em Niterói.

— Por insistência de Paulo Tapajós, então diretor artístico da Rádio Nacional, Moacir preparou duas músicas para o programa “Quando os maestros se encontram”. Ele tornou-se o primeiro músico negro a integrar o quadro de maestros da Rádio Nacional. A peça só foi interpretada no programa, e não foi gravada. É inédita nas salas de concerto — conta Andréa, que é flautista da orquestra.

Tributo sem bandeiras

A obra integra o concerto em homenagem ao mês da consciência negra, que tem ainda peças de Carlos Gomes, Francisco Braga, Anderson Alves (que vai reger o conjunto) e Alberto Nepomuceno. O solo de trompa será de Waleska Beltrami.

— A OSN-UFF se preocupa em resgatar o trabalho de autores nacionais. Esse concerto não pretende levantar bandeiras, mas rende tributo ao trazer obras de autores ligados a essa temática — diz a flautista.

“Concerto em homenagem ao mês da Consciência Negra”

Onde: Cine Arte UFF — Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí, Niterói (3674-7511)

Quando: Domingo, às 10h30m

Quanto: R$ 10

Classificação: Livre

 

Fonte: O Globo

+ sobre o tema

TERREMOTO HAITI:Scarlett Johansson leiloa encontro com fã para ajudar Haiti

A atriz americana Scarlett Johansson está leiloando entre seus...

Independência: efeito dominó

Na Argélia, onde a luta de...

África e países ocidentais mostram desacordo sobre eleição no Zimbábue

  presidente da África do Sul, Jacob Zuma, parabenizou o...

Recifenses lançam websérie para discutir racismo, violência de estado e desigualdade

Em frente à câmera, artistas, políticos, líderes religiosos, comunicadores...

para lembrar

Apareceu o novo rei do reggae e ele tem apenas dois anos

Não chore mais. Apareceu o novo rei do reggae...

Distribuidora de Ava DuVernay focará em mulheres e minorias

Importante voz no debate sobre diversidade em Hollywood, a...

Procurador de Haia quer investigar massacres na Costa do Marfim

ONU fala em pelo menos 330 mortos em Duekué,...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=