Guest Post »

Venâncio Fonseca quer ouvir PMs na comissão de direitos humanos da AL

Fonte: Plenário

 

Foto: César de Oliveira/Agência Alese

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), líder da oposição na Assembléia Legislativa, disse que irá convocar o coronel da PM que, nesta terça-feira (16), tentou agredir com jato de água, moradores do bairro Coqueiral que faziam uma manifestação, para ser ouvido na Comissão dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa.

Conforme imagens mostradas pela TV, o coronel tomava a mangueira das mãos do bombeiro militar, para dirigir o jato contra os moradores, tentando agredir os manifestantes. Em entrevista ao programa Jornal da Ilha, na manha desta quarta-feira (17), Venâncio disse que não há mais como suportar tal situação. Ele citou os fatos que vem ocorrendo no estado e que não se chega a uma solução. “Não se tem noticias de punições para esses policiais que cometem esses exageros”, disse.

Em menos de uma semana, a policia esteve envolvida em duas mortes. Uma ocorreu quando a policia militar perseguia um veiculo e acabou resultando na morte de uma adolescente. Nesta terça-feira, mais um fato veio a tona, já que um policial abateu a tiros um homem em Carira.

Segundo Venâncio, a sensação de impunidade tem incentivado a policia a cometer essas arbitrariedades e exageros. “O que deu quando a policia jogou pimenta nos olhos de estudantes? O que quando a policia quebrou os braços de um cidadão? O que deu quando a policia fez aquele barbarismo no cartodromo?, questionou. Para Venâncio, a população começa a ter medo do bandido e também da policia.

Segundo explicações do assessor de comunicação da policia militar, o coronel “agiu preocupado com os barracos” que podiam incendiar, porem as imagens mostraram que o PM dirigia a mangueira para os manifestantes, chegando inclusive a derrubar uma das pessoas que participava da manifestação.

 

Matéria original: VENÂNCIO FONSECA QUER OUVIR PMs NA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DA AL

Related posts