Vettel e Hamilton lutam contra o racismo: “A FIA e a F1 nos abandonaram”

Antes do Grande Prêmio da Inglaterra haverá outro momento para refletir sobre a luta contra o racismo. No entanto, isso não aconteceu por si só. Lewis Hamilton e Sebastian Vettel se sentiram abandonados quando se manifestaram.

“Aparentemente, algumas pessoas pensam que já fizemos o suficiente, mas esse é o problema. Temos que continuar a ter direitos iguais para todos”, diz o hexacampeão mundial, de acordo com o ‘Speedweek.com’. O britânico encontrou apoio de Sebastian Vettel e juntos expressaram sua insatisfação.

“Sebastian e eu conversamos através do aplicativo e nós dois percebemos o quanto isso é importante. Temos que nos reunir com os líderes da Fórmula 1 porque eles precisam fazer um trabalho melhor”, disse Hamilton, apoiado por Vettel.

“Os pilotos não deveriam organizar isso, mas a FIA e a Fórmula 1. Eles fazem o planejamento. Tentamos dar um sinal, mas depois da primeira corrida, a FIA e a Fórmula 1 nos abandonaram”, afirmou Vettel.

A chamada dos dois pilotos ajudou porque, antes do hino nacional, um momento de 30 segundos está planejado para os pilotos mostrarem a importância da igualdade para todos.

A Fórmula 1 até demonstrou como isso deve ser feito: fique de joelhos, braços cruzados, cabeça inclinada, aponte para a camisa com ‘chega de racismo’ e com a mão no coração ou de que maneira isso é agradável.

Não há obrigação de fazer isso; portanto, neste fim de semana, haverá muitos pilotos em pé novamente por motivos pessoais.

+ sobre o tema

Reino Unido: homens são culpados por assassinato racista 18 anos depois

Dois homens brancos foram declarados culpados nesta terça-feira...

83% dos presos injustamente por reconhecimento fotográfico no Brasil são negros

Eles têm o mesmo perfil: jovens, pobres e negros....

São Paulo extingue registro de resistência seguida de morte em boletins de ocorrência

Resolução do governo paulista segue recomendação da Secretaria de...

Das gargalheiras e do racismo no Brasil de hoje

Jovem negro é espancado, tem a orelha...

para lembrar

Candidatos não negros são aprovados em vagas reservadas no Itamaraty

MPF entra com ação solicitando suspensão imediata de nomeação...

Se não investir nos jovens, Rio pode criar população improdutiva no futuro

De acordo com o último censo do IBGE (Instituto...

Escravidão [388] + Abolição [130] = Desumanização Negra [518]

Disputa do capital cultural na sociedade brasileira Por Juarez Tadeu de...

Cultura popular é feita na base da teimosia, diz militante quilombola

Aiuê de São Benedito. Festa da Capina. Marambiré. Suça…Graças...
spot_imgspot_img

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...
-+=