VIII Jornada Internacional de Mulheres Escritoras.

A Jornada das mulheres escritoras acontece dias 28 e 29 de agosto, na cidade de São José do Rio Preto,  tem como objetivo reunir escritoras e escritores de diversos países e propiciar ao público – leitores, pesquisadores, críticos e interessados em geral – um espaço para o diálogo e a troca cultural sobre literatura.

Por Mônica Aguiar , do Mulher Negra

 O evento contará com as presenças para além de Angola,  Panamá, Chile, Paraguai, México, Portugal e do Brasil escritoras do Rio de Janeiro, da Bahia, de Minas Gerais e de São Paulo.

 

Na abertura do evento acontecerá apresentação da Tássia Camargo, com poemas de Cecília Meirelles e homenagem à escritora Chilena Pia Barros .

 

A Jornada Internacional de Mulheres Escritoras é um evento anual que reúne na cidade do Estado de São Paulo escritoras de vários países com o objectivo de criar mecanismos que possam viabilizar uma melhor e mais eficaz comunicação entre as redes de escritoras e divulgar a escrita literária e os trabalhos críticos de mulheres tradutoras, pesquisadoras, jornalistas e educadoras.

 

A Escritora Ngonguita Diogo tem presença

 Confirmada no Encontro 

images
Durante o evento,  a escritora angolana vai apresentar palestra com  tema “O papel das mulheres na cultura angolana” e promoverá em suas obras literárias  autógrafos.

Ngonguita Diogo, pseudónimo literário de Etelvina da Conceição Alfredo Diogo, nasceu no dia 4 de Maio de 1963 em Cazengo (Ndalatando), Kwanza Norte, e começou a escrever artisticamente em 2004.

É membro do Movimento Lev’arte de Angola e tem públicos os livros “No Mbinda o Ouro é Sangue” (2010) reeditado no Brasil, “Weza a Princesa” (2010) reeditado em Portugal, “Sinay” (2011) reeditado no Brasil, “A Minha Baratinha” (2011), “Acudam Maria do Rangel” (2013) e “Da alma ao Corpo” (2014).

Tem ainda editado um CD de poemas intitulado “E Assim Virei Maria” e publicou poemas no suplemento “Vida e Cultura” do Jornal de Angola, assim como nos semanários O Independente e Agora.

Dias 28 e 29 de Agosto 

Inscrições no local.

Locais: Sala de Uso Múltiplo e Teatro SESC RIO PRETO

+ sobre o tema

De mãos dadas por uma indústria da moda melhor

“Ajudar mulheres costureiras a criar uma marca, transformar seu...

Mulheres negras: sororidade e luta

“8 de março o que é o que é?...

Mulheres negras ganham 55% de remuneração de homens brancos, diz estudo

Pesquisa afirma que número vai a 68% para homens...

Jovem de Feira é aceita em nove universidades dos EUA

A estudante de Feira de Santana Geórgia Gabriela da...

para lembrar

É hora de dar as mãos… por Juca Kfouri

Enquanto transcorria, no Rio, o velório de Marielle Franco,...

Morre Tia Dodô, a porta-bandeira do primeiro título da Portela

Morreu, nesta terça-feira, Maria das Dores Alves, a Tia...

Vera Verônika se junta a Ellen Oléria em um tributo a mulheres negras

Música 'Soul negra, soul livre!' também tem participação da...

Também de olho no Super Bowl, Serena Williams revela que gostaria de ser quarterback; veja

Buscando uma vaga nas semifinais do Australian Open, a...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=