quarta-feira, agosto 17, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaAfro-brasileiros e suas lutas'Vozes pela Igualdade' começa nesta segunda

‘Vozes pela Igualdade’ começa nesta segunda

Questões de raça e etnia são temas da programação gratuita que contará com debate, curso, exposição e visita monitorada ao Museu Afro-Brasil

O projeto Vozes pela Igualdade neste mês da Consciência Negra, no Ano Internacional dos e das Afrodescendentes, estabelecido pelas Nações Unidas, tem o objetivo de contribuir para o fim da violência de gênero e raça e para a construção da igualdade e do fim da discriminação, por meio do estímulo à observação, à pesquisa e à reflexão sobre a cobertura jornalística dessa temática. O projeto é uma parceria entre o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (COJIRA), apoiada pelo CELACC-ECA/USP e outros parceiros.

A programação começa no dia 07 de novembro (segunda) com o debate “Imprensa Negra – Raízes” que terá como foco os jornais O Mulato ou Homem de Cor, Brasileiro Pardo, O Cabrito e o Lafuente, pasquins negros antirracistas publicados no Rio de Janeiro durante o período regencial (1833). Os debatedores serão os historiadores Célia Maria Marinho de Azevedo e Rodrigo Camargo de Godoi e mediação estará a cargo do jornalista Flávio Carrança, coordenador da Cojira. Para o debate NÃO há necessidade de inscrição. É só comparecer ao Auditório Vladimir Herzog, Rua Rego Freitas, 530 – Sobreloja (sede do Sindicato), a partir das 19h00.

O curso “Vozes pela Igualdade” acontecerá nos dias 09 (quarta) e 10 (quinta), das 19h00 às 22h00, também no Auditório do Sindicato e terá como docente Dennis de Oliveira, jornalista profissional, doutor em Ciências da Comunicação, professor do curso de Jornalismo da ECA/USP, coordenador do CELACC (Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação) e membro do NEINB (Núcleo de Pesquisas e Estudos Interdisciplinares sobre o Negro Brasileiro) da USP. Autor de “Globalização e Racismo no Brasil” (2000) e “Comunicação, Cultura e Violência” (2009).

No programa: dia 09 – As relações étnicas no Brasil e o impacto no tratamento do afrodescendente na mídia: as raízes do preconceito, discriminação e racismo no Brasil e suas particularidades, em especial o formato de racismo articulado com comportamentos aparentemente de tolerância. Os impactos do racismo na pirâmide social brasileira. Lugares permitidos e lugares proibidos à visibilidade afrodescendente. O racismo institucional como freio a plena implementação das políticas de combate ao racismo. Os meios de comunicação de massa e a imagem do negro no Brasil.

Dia 10 – Entrevista com uma liderança do movimento negro brasileiro A atividade consiste de uma Oficina monitorada pelo professor Dennis de Oliveira. O material apurado será a base para a produção de conteúdo jornalístico.

As inscrições para o curso começam em 03 de novembro (quinta) e se encerram no dia 08 (terça) e serão aceitas SOMENTE por e-mail. As vagas são limitadas às 50 primeiras inscrições, destinadas aos jornalistas sindicalizados (prioritariamente), não sindicalizados e estudantes de Jornalismo a partir do 6º. Semestre. O curso é exclusivo para jornalistas e estudantes de Jornalismo.

Os interessados deverão encaminhar para cursos@sjsp.org.br os dados: nome completo, formação (curso, faculdade e ano que se formou), MTb, telefones para contato e empresa/instituição onde trabalha e função. Para os estudantes: qual a faculdade e o período que está cursando e telefones para contato.

No domingo, 13 de novembro, das 14h00 as 17h00 será a vez da VISITA MONITORADA ao Museu Afro Brasil. Todos os inscritos no curso estarão automaticamente credenciados para a visita. Os que tiverem interesse na visita e não puderem participar do curso, devem entrar em contato com o Departamento de Cursos do Sindicato.

A programação finaliza com a Exposição Imprensa Negra, em parceria com o mandato do Deputado José Cândido (PT/SP), no Hall Monumental da Assembléia Legislativa de São Paulo, de 21 a 25 de novembro. A abertura ocorrerá no dia 21 (segunda), às 15 horas.

Para mais informações entre em contato com o Departamento de Cursos do Sindicato, tel. (11) 3217 6299 ramal 6233, de segunda à sexta, das 9h00 às 18h00. Programação: 07 de novembro (segunda) – debate “A Imprensa Negra – Raízes”, das 19h00 às 22h00 no Auditório Vladimir Herzog, Rua Rego Freitas, 530 – Sobreloja (sede do Sindicato dos Jornalistas) – próximo ao metrô República 09 (quarta) e 10 (quinta) – Curso Vozes pela Igualdade, das 19h00 às 22h00. Local: Auditório Vladimir Herzog, Rua Rego Freitas, 530 – Sobreloja (sede do Sindicato), próximo ao metrô República. O curso será certificado.

13 (domingo) – visita monitorada ao Museu Afro Brasil, das 14h00 às 17h00 (www.museuafrobrasil.org.br) Local: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/no. – Parque Ibirapuera – Portão 10 – São Paulo / SP O encontro será ás 13h30 na recepção do Museu.

21 (segunda) – Lançamento do livro “Cruz e Sousa”, de Paola Prandini, às 19h00, na Livraria Martins Fontes, Avenida Paulista, 509 – próximo à estação Brigadeiro do metrô

21 (segunda) a 25 (sexta) – Exposição “Imprensa Negra” Local: Hall Monumental da Assembléia Legislativa de São Paulo – Avenida Pedro Álvares Cabral, 201 – Ibirapuera – São Paulo / SP . A exposição é aberta ao público em geral

VOZES PELA IGUALDADE

Realização Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo COJIRA – Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial Coletivo da Mulher Jornalista

Organização CELACC – Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench