WADIR DAMOUS : Pregação do Ódio

Por: Wadih Damous

Somos um país multicultural, multirracial, multifacetado, pleno de diversidades. Essa é uma de nossas riquezas, e boa parte de nós se orgulha dessa brasilidade conhecida mundo afora. Mas outra parcela da sociedade, complexada, elitista, preconceituosa e intolerante, não se cansa de disseminar o ódio às diferenças de raça, de orientação sexual, de crença religiosa.

É gente capaz de espancar e matar gays nas ruas por mero prazer, de atacar templos religiosos porque professam outra fé, de discriminar e agredir pessoas porque são negras. Neste último caso, a lei que tornou o racismo crime inafiançável por vezes inibe os mais afoitos, tornando-os menos explícitos.

Ora, o Estado democrático de direito tem como pilar fundamental a convivência civilizada entre os diversos, o respeito às diferenças. Entristece constatar que o preconceito permeia todos os estratos sociais e econômicos e contamina ignorantes ou cultos – estes costumam usar uma camada mais espessa de verniz. Mas causam mesmo indignação aqueles que são pagos com dinheiro do contribuinte darem exemplos explícitos de barbárie, com graves ofensas a negros e gays.

Os homossexuais, aliás, têm sido alvos frequentes do ódio. Pesquisa do Grupo Gay da Bahia dá conta de que os assassinatos dessas pessoas aumentaram 62% de 2007 a 2010, embora não haja registros oficiais.

A senadora Marta Suplicy, responsável pelo desarquivamento do Projeto de Lei 122/2006, que criminaliza a homofobia, lamenta que o Brasil tenha retrocedido nessa questão, enquanto países considerados conservadores, como a Argentina, avançaram no reconhecimento dos direitos desses cidadãos. É mais do que hora de fazermos o mesmo, se quisermos ir adiante no processo civilizatório.

*Wadih Damous é presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio de Janeiro

Artigo publicado no jornal O Dia, 5 de abril de 2011

+ sobre o tema

para lembrar

Série de fotos histórica escancara o racismo nos EUA da década de 1950

Se o ano de 1956 pode hoje parecer distante...

Presidente de clube é condenado por racismo

-Fonte: Jornal de Uberaba - Presidente de um clube...

Ator global vai à polícia após filha ser alvo de racismo

Do Pragmatismo PoliticoAtor Bruno Gagliasso prestou queixa na Delegacia...

Racismo e opressão no governo italiano

Por Marina Fuser*   Novos escândalos colocam o primeiro-ministro italiano de...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=