Xenofobia – OAB-CE entrará com denúncia-crime contra jovem gaucha acusada de agredir nordestinos no Twitter

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE) está providenciando, nesta sexta-feira, 9, um documento que reúne evidências de que a internauta identificada como Sophia Fernandes, 18, postou mensagens com caráter xenofóbico na rede social Twitter. O levantamento será encaminhado ao Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul, estado de origem da garota.

A intenção da OAB-CE é entrar com uma notícia-crime, para que a jovem, de 18 anos, responda judicialmente pela prática de racismo. De acordo com a assessora jurídica da OAB-CE, Patrícia Sena, o mesmo documento será encaminhado à Polícia Federal do Ceará, que deverá acionar a mesma instância no Rio Grande do Sul já na próxima segunda-feira, 12.

“Quando encerrado o processo, a pena máxima que a Sophia poderá receber é a reclusão de cinco anos e multa. Mas, na maioria dos casos, o que ocorre, no máximo, é uma pena de prestação de serviço à comunidade”, explicou Patrícia ao O POVO Online.

Entenda o caso

Um novo caso de xenofobia, no Twitter, tem ganhado repercussão nas redes sociais. A jovem que se identifica como Sophia Fernandes, de 18 anos, tem proferido ofensas contra nordestinos desde a quarta-feira, 7.

De acordo com as postagens do perfil @SophiaofDreams, as ofensas começaram quando a suposta garota comentou o uso constante da hashtag #insultopiauiense: “#insultopiauiense insulto é essas merdas existirem, falo mesmo…”. Após o comentário, diversos usuários da rede começaram a criticar a posição da garota, que revidava com insultos e ofensas a quem manifestava repúdio à sua opinião.

Os usuários do Twitter têm denunciado as postagens aos perfis de representantes da Ordem dos Advogados (OAB) de estados como Ceará e Piauí.

Até o momento, não há confirmação da veracidade do perfil. Os perfis da suposta jovem nas redes sociais não informam dados concretos sobre ela. Há suspeitas de que o perfil do Twitter tenha sido roubado.

Além das ofensas aos nordestinos, o perfil também faz comentários preconceituosos a estados do Norte, como Acre, e a pessoas de ascendência japonesa.

Caso repetido

Em junho desse ano, a estudante de Direito Mayara Petruso foi acusada de racismo pela OAB-PE, após comentários no Twitter.

Fonte: O Povo

+ sobre o tema

Gordinhas dizem não!

A educadora e blogueira Ana Rita Duarte, especialista em...

Prefeito diz que Quinta Gospel é de Deus e pastor sugere “Quarta da Macumba”

Ângela Kempfer e Aline Araújo Se depender da administração municipal,...

Governo vai monitorar postagens preconceituosas na internet

Objetivo é identificar crimes de ódio e incitação à...

para lembrar

5 coisas que toda mulher gorda precisa saber

Estava eu pesquisando na internet quando me deparei com...

Fora do mapa: documentário levanta debate sobre marginalização das favelas

Filme mostra que cada mapa representa muito mais do...

Religiões de matriz africana sofrem perseguição em comunidades cariocas

Estudo aponta existência de 847 terreiros no estado, dos...

Brasileiros relatam casos de agressões e ofensas na Irlanda

'Puta'. Foi assim que um rapaz que eu tinha...
spot_imgspot_img

Justiça de SP condena professor da Fatec por xenofobia contra aluna do Nordeste

O colégio recursal do Tribunal de Justiça de SP em Santos confirmou uma decisão que condenou o Centro Paula Souza e um docente da...

Casa da covereadora Carolina Iara sofre atentado a tiros na madrugada

A casa da covereadora Carolina Iara, 28 anos, na zona leste de São Paulo, uma das representantes do mandato coletivo Bancada Feminista, eleito para...

Uso de algoritmos em processo seletivo de emprego pode prejudicar candidatos

As máquinas tomam mais decisões sobre as nossas vidas do que se pode imaginar. Algoritmos podem decidir se um indivíduo terá um crédito aprovado...
-+=