Zagueiro do Manchester é multado em R$ 140 mil por racismo no Twitter

O zagueiro do Manchester United Rio Ferdinand foi multado e advertido sobre sua conduta em relação a um comentário postado no Twitter. Na mensagem, o inglês se referiu ao compatriota e lateral esquerdo Ashley Cole, do Chelsea, como “choc ice”, uma expressão que muitos consideram racista. A multa foi anunciada pela FA (Federação Inglesa de Futebol) nesta sexta-feira.

“Rio Ferdinand foi multado em 45 mil libras (R$ 142,5 mil) depois que uma Comissão Regulatória Independente considerou provada a acusação de conduta imprópria em relação ao comentário postado no Twitter”, informa o comunicado da entidade.

“A comissão decidiu que o comentário foi impróprio e desprestigiava o esporte. Além disso, a comissão concluiu que a violação incluiu uma referência à origem étnica, cor ou raça”, completa o texto.

O comentário no Twitter em questão foi postado depois que Ashley Cole testemunhou em um julgamento que inocentou o capitão do Chelsea, John Terry, que foi acusado de insultos racistas contra o irmão de Ferdinand, Aston, durante um jogo em outubro.

Ferdinand respondeu a um usuário do Twitter, que disse: “parece que Ashley Cole vai ser o ‘choc ice’ deles”. O jogador do Manchester respondeu: “te ouço cara! Choc ice é clássico! hahahahahahha!”.

O termo “choc ice” é entendido por muitos como tendo conotação racial, significando que uma pessoa é negra por fora e branca por dentro. Ferdinand apagou o comentário e negou que o termo fosse racista. Seu irmão, Anton Ferdinand, é zagueiro do Queens Park Rangers e acusou Terry de racismo, citando um episódio ocorrido em um jogo contra o Chelsea.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Nath Finanças entra para lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

A empresária e influencer Nathalia Rodrigues de Oliveira, a...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga...

Concurso unificado: saiba o que o candidato pode e não pode levar

A 20 dias da realização do Concurso Público Nacional...

para lembrar

O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

Depois dos atentados racistas contra a famíla Yigit, na...

Denúncias de racismo abalam Departamento de Bombeiros de NY

O Departamento de Bombeiros de Nova York (FDNY), uma...

Comissão diz que não houve ato ilícito da Justiça ao algemar advogada negra

Desembargador também inocentou a juíza que pediu a prisão...

‘Lá nunca mais volto’ – SEU JORGE sofre racismo na Itália – áudio

Entrevista concedida ao produtor Van Damme, da Beat98 Seu...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=