12º Marcha da consciência negra reúne 10 mil pessoas em São Paulo

Cerca de 10 mil pessoas marcharam hoje entre as avenidas Paulista e Consolação na cidade de São Paulo. A 12º marcha da Consciência Negra teve como objetivo o combate ao racismo, à violência e ao sexismo. O dia da Consciência Negra foi instituído por Lei Federal em 2003 e remete ao assassinato do líder negro Zumbi, em 1695, chefe do quilombo dos Palmares, considerado por muitos a primeira república livre das Américas.

Por Solon Neto e Pedro Borges Do Ceert

Entre os manifestantes estavam políticos e militantes, como Nelso Triunfo, ícone do Hip-Hop, Malaak Shabbaz, ativista e filha de Malcolm X, o secretário da Igualdade Racial do município de São Paulo, Maurício Pestana, e o presidente estadual do PSOL e militante do Circulo Palmarino, Juninho Jr.

Marcelo Cavanha, parte da organização da marcha, falou ao Alma Preta sobre as motivações do encontro:

“Nós estamos calculando aproximanamente 10 mil pessoas ocupando a avenida Paulista e a Consolação contra o racismo, contra toda a forma de preconceito e intolerância religiosa.”

Para ele é importante que a marcha exista para apontar as desigualdades sociais e o genocídio da juventude negra:

“A importância é mostrarmos que estamos vivos, que estamos na rua contra esse governo opressor, assassino e genocida da nossa juventude, e mostrar para toda a sociedade que nós queremos uma sociedade brasileira mais igualitária.”

Joãozinho, membro da CONEN, Coordenação Nacional de Entidades Negras, e também organizador da marcha, por sua vez, ressaltou a necessidade de um momento de reflexão e de um feriado para colocar nas ruas as reivindicações que ainda pendem na pauta do povo negro.

“Essa marcha vem em um momento que a crise aumenta e querem descontar a crise nos pobres da periferia. Aqui no estado de São Paulo a gente vê a chacina ocorrendo toda semana, não apuraram, e conseguimos ainda ver que se amplia a violência contra a juventude negra. Então, neste dia 20, a gente está ocupando as ruas para demarcar esse espaço, demarcar nosso grito de guerra contra o racismo, contra a violência e contra o sexismo.”

Para ele, a data do 20 de novembro é uma forma de garantir espaço de reivindicação de direitos e também de lembrar os que lutaram e caíram anteriormente, como o homenageado Zumbi dos Palmares:

“Essa data aponta que muitos já tombaram antes de nós para fazer esse momento. Retomando a luta pós 78, pós 70, a gente viu que o movimento está crescendo, crescendo e hoje conseguimos estar ocupando as ruas e também constituir em mais de 3.000 municípios o feriado da consciência negra, para que estejamos na rua, no feriado, para fazer essa denúncia.”

Abaixo, seguem as bandeiras defendidas pela marcha:

– Não a redução dos direitos sociais e ao ajuste fiscal, os ricos que deve pagar a conta da crise.

– Contra a redução da maioridade penal, ao aumento do tempo de internação e em defesa do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

– Contra o Projeto de Lei 3722/12 que revoga o Estatuto do Desarmamento.

– Pela aprovação da PEC 51/13 que desmilitariza as polícias.

– Pela aprovação do Projeto de Lei 4471/12 que propõe o fim aos autos de resistência.

– Pelo respeito as religiões de matriz africana e combate a intolerância religiosa,

– Combate a intolerância e xenofobia praticadas contra os imigrantes africanos e haitianos.

– Apoio e participação na Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver, no dia 18 de Novembro em Brasília.

O Alma Preta preparou uma galeria de fotos da 12º marcha da Consciência Negra que você pode conferir abaixo:

img1233jpg-1448133447

img1224jpg-1448133474

img1217jpg-1448133502

img1208-810x540jpg-1448133526

img1202jpg-1448133546

img1201jpg-1448133571

img1200jpg-1448133653

img1199jpg-1448133687

img1197jpg-1448133737

img1195jpg-1448134015

img1188jpg-1448134123

img1190jpg-1448134077

img1188jpg-1448134123 (1)

img11871jpg-1448133400

img1174jpg-1448134176

img1166jpg-1448134279

img1159jpg-1448134391

img1149jpg-1448134433

img1141jpg-1448134480

img1134jpg-1448134571

img1123jpg-1448134646

img1113jpg-1448134681

img10931jpg-1448133420

+ sobre o tema

Rede social para negros quer dar visibilidade a políticos e empreendedores

A Black & Black, uma rede social brasileira indicada...

Exposição na Casa França Brasil conta a história do negro no Rio

Mostra reúne 500 peças, como bronzes do Benin, máscaras...

Quilombolas entrarão na justiça por danos morais

Federação Nacional de Associações Quilombolas (FENAQ) entrará com uma...

para lembrar

OAB e Ministra estudarão incluir tema da igualdade racial no exame de ordem

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil...

A ministra negra da nova República.

A ministra negra da nova República matéria original de Marcos...

Ministra Luiza Bairros discute parceria com EBC para projetos de valorização da cultura afro-brasileira

Possíveis parcerias terão como propósito a difusão de projetos...
spot_imgspot_img

Câmara aprova projeto que torna Dia da Consciência Negra feriado nacional; texto vai à sanção

Por 286 votos a favor e 121 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto de lei que declara o dia 20 de...

Profissionais negros reinventam suas carreiras na TV e avaliam a importância da discussão racial

No Dia da Consciência Negra, o gshow conversou com artistas que compartilham a jornada que é ser um profissional preto na teledramaturgia. Entre eles, atores, atrizes e...

“Quanto mais diversos formos, melhores seremos”

Uma das mais destacadas intelectuais em atividade no país, a historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz, docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas...
-+=