sexta-feira, maio 20, 2022
InícioQuestões de GêneroMulher Negra2° Mostra da Mulher Afro discute violência contra a mulher negra

2° Mostra da Mulher Afro discute violência contra a mulher negra

O Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes (CFCCT) realiza entre 16 e 31 de julho a 2° Mostra da Mulher Afro, Latinoamericana, Caribenha e Indígena – Violências In’vibilizadas”. A edição deste ano será dedicada em memória de Luana Barbosa dos Reis, morta em abril deste ano, após ser espancada por policiais.

no Catraca Livre

Nesta edição, além do CFCCT, o evento acontecerá também em parceria com outros espaços culturais da cidade de São Paulo: Centro Cultural da Juventude, Centro Cultural da Penha, Centro Cultural Vila Formosa, Casa de Cultura de Cidade Tiradentes, Casa de Cultura de São Mateus, Casa de Cultura Brasilândia e Teatro Flávio Império. Com isso, a discussão sobre a violência contra a mulher negra será ampliada para outras regiões da cidade, numa articulação e organização conjunta com os referidos espaços culturais.

A mostra vai discutir as diferentes formas de violência sofridas e enfrentadas pelas mulheres negras e latinas, na maioria das vezes silenciadas, como a cultura do estupro, violência doméstica, sexual, emocional, racial, institucional e de gênero.

Na programação da 2° Mostra da Mulher Afro, Latinoamericana e Caribenha haverá shows, seminários, espetáculos teatrais, exposições temáticas, rodas de conversas e outras atividades com objetivo de refletir sobre a violência contra a mulher negra.

Celebrado em 25 de julho, o Dia da Mulher Afro, Latinoamericana e Caribenha a data lembra a luta da mulher negra que em sua jornada de vida tem uma luta dupla contra o racismo e machismo. A data foi definida em 1992, em Santo Domingo, na República Dominicana, durante a realização do 1º Encontro de Mulheres Afro, Latinoamericanas e Afrocaribenhas.

Artigos Relacionados
-+=