3ª Marcha do Orgulho Crespo acontece neste sábado (05) com passeata pela Av. Paulista e programação no Unibes Cultural

Organizada pela Hot Pente e pelo Blog das Cabeludas, a Marcha do Orgulho Crespo chega à sua 3ª edição neste sábado (05), com concentração a partir das 9h, na Praça do Ciclista, passeata pela Av. Paulista e programação de debates, oficinas, afroempreendedoras e show no Unibes Cultural. Todas as atividades são gratuitas.

Evento no Facebook enviado para o Portal Geledés

Desde sua criação, em julho de 2015, o movimento nacional de valorização da estética afro-brasileira #OrgulhoCrespo tem se consolidado e expandido como importante referência no debate racial pelo viés estético, a fim de transcender o campo da beleza e evidenciar o cabelo crespo/cacheado como símbolo de resistência aos padrões historicamente difundidos e de afirmação de identidade e autoestima, especialmente de mulheres negras.

Na programação, referências jovens e atuais de ativismo, feminismo e protagonismos negros, como Monique Evelle, fundadora do Desabafo Social, plataforma que utiliza a comunicação e novas tecnologias para promoção dos direitos humanos. Ela fará a palestra “Unidade não é diversidade – A proporcionalidade importa”, onde questiona a relação da proporcionalidade com uma ideia real de diversidade, em que incluir um único negro, uma única mulher, um único gay não faz dos espaços justos, tampouco se aproxima da noção esperada de representatividade.


 
Quando se pensa possíveis desdobramentos de como a juventude negra vem fazendo uso de sua estética empoderada como forma de questionar o racismo estrutural e ocupar espaços, outro debate fundamental é o mercado da moda e como produtores, modelos, maquiadores, estilistas negros e negras estão inseridos – ou não – nele. É o que provoca a mesa “Representatividade na moda”, que terá mediação da jornalista Igi Ayedun e participação dos estilistas Isaac Silva, Victor Apolinario, Ana Paula Xongani e as modelos Viviane Oliveira e Valentina Chaves Luz.

Nesta edição também haverá um recorte sobre Beleza Consciente, consumos e práticas acessíveis e orgânicas para bem-estar e cuidado com os cabelos crespos/cacheados; pauta que ainda é abordada de forma superficial pelas marcas de cosméticos do país. Uma pesquisa recente revelou que mulheres negras são o grupo racial que mais consome cosméticos e, por isso, estão mais expostas a substâncias nocivas para a saúde.

Além de palestras e debates, o evento também oferece ao público oficinas gratuitas com profissionais que são referência em suas respectivas áreas, como a blogueira Débora Ninja, que fará penteados afro; a maquiadora Patricia Avelino, com dicas especiais para pele negra; e o salão convidado Paola Afro Hair, especialista em tranças. Pensando nos pequenos, o espaço Orgulho Crespinho será destinado às crianças e à contação de histórias. E, para o encerramento, show da rapper paulistana MC Soffia, de apenas 13 anos, com hits como “Menina Pretinha” e “Minha Rapunzel tem Dread”.

O Movimento Orgulho Crespo é independente e colaborativo. Hoje seu alcance nacional conta com representantes em oito estados brasileiros: São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Maranhão e Espírito Santo; e com diversas articuladoras que vêm ampliando suas ações com a realização de marchas, oficinas, debates, afroempreendedorismo e programação artística local.


SERVIÇO

3ª Marcha do Orgulho Crespo SP
Sábado (05 de agosto), das 9h às 18h
Todas as atividades são gratuitas. Classificação: Livre
Informações: [email protected] / www.orgulhocrespo.com

PROGRAMAÇÃO

Concentração a partir das 9h
Praça do Ciclista (Av. Paulista, 2439)

12h – Chegada da Marcha ao Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2500, SP – ao lado do metrô Sumaré)

13h – ABERTURA
Local: Teatro

>> ENCONTROS
14h – Unidade não é diversidade – A proporcionalidade importa
Convidada: Monique Evelle

15h – Representatividade negra na moda
Mediação: Igi Ayedun
Convidados: Isaac Silva, Victor Apolinario, Ana Paula Xongani, Viviane Oliveira e Valentina Chaves Luz

16h – Beleza Consciente
Mediação: Nanda Cury
Convidadas: Marfim Rosa, Nyle Ferrari, Mayara Tutumi e Carla Carvalho

>> OFICINAS*
Local: Auditório

14h30 – Penteados Afro
Convidada: Débora Ninja

15h – Trança e Big Chop
Convidada: Paola Afro Hair

16h – Maquiagem pele negra
Convidada: Patricia Avelino

>> ENCERRAMENTO
17h – Show MC Soffia
Local: Teatro

>> AFROEMPREENDEDORAS
12h às 18h – Sala Multiuso

>> ORGULHO CRESPINHO
Espaço contação de histórias destinado às crianças
Local: Salas 1/2

Todas as atividades estão sujeitas à lotação das salas.
*Não é necessário inscrição
Capacidade Teatro: 296 lugares

+ sobre o tema

9 razões para ser feminista

"Tornei-me feminista como uma alternativa a ter que me...

Tributo à Professora Eunice Prudente

“… há caminhos, dentro das sutilezas do imaginário, nos...

Brasil, o cativeiro das mulheres

Como era de se esperar, e quem estuda a...

Trabalho premiado reflete sobre a mulher negra no Brasil

Dedicada ao Ano Internacional dos Povos Afro-descendentes, a segunda...

para lembrar

Como amar um corpo fora do padrão? Três mulheres toparam esse desafio conosco!

Gordura, maternidade, paralisia. Elas falam de suas inseguranças e...

A mais pura representação da voz negra feminina na Literatura

Aos 71 anos, a escritora mineira Maria da Conceição...

Alyne morreu e o Estado continua omisso

Em 16 novembro de 2002, morreu Alyne da Silva...

Projeto mamória Lélia Gonzalez

SAIBA MAIS sobre a mostra A Fundação Banco do Brasil...
spot_imgspot_img

Defender Maria da Penha é defender a vida das mulheres, os direitos humanos e a democracia

Maria da Penha está sendo ameaçada de morte. Foi necessário que a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, recorresse ao governador do Ceará, Elmano de Freitas,...

Naomi Campbell celebra 40 anos de carreira com exposição em Londres

Para celebrar os 40 anos de carreira, a supermodelo britânica Naomi Campbell, 53, ganhou uma exposição no Museu Victoria & Albert, em Londres, na Inglaterra. Intitulada “Naomi: In...

O pior conselho de carreira que Lupita Nyong’o recebeu após ganhar um Oscar

Após vencer o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante pelo papel em 12 Anos de Escravidão (2013), Lupita Nyong'o recebeu diversos conselhos.  Uma década depois da vitória do prêmio, a atriz relembrou...
-+=