46 Assembléia Geral da OEA – Santo Domingo

A 46 Assembléia Geral da Organização dos Estados Americanos – OEA que se iniciou em 12 de junho,na cidade de Santo Domingo, República Dominicana, com a participação aberta a representantes da sociedade civil, que separados por grupos temáticos apresentou observações e recomendações aos Estados membro da OEA, dentre as principais recomendações ; de que os Estados membros cumpram com o pagamento das cotas perante a OEA, que se vê ameaçada de cumprir com suas atividades por falta de recurso; e que os Estamos membros assinem e ratifiquem a Convenção Interamericana de Combate ao Racismo, Discriminação Racial e Formas Conexas de Intolerância que obteve sua primeira ratificação levada a efeito por costa Rica, bastando apenas mais uma ratificação para que entre em vigor.

Enviado por Rodnei Jericó para o Portal Geledés

Destaque-se que os grupos da sociedade civil foram separados por temas e assim puderam apresentar relatos e recomendações aos Estados, dentre os grupos temáticos encontravam-se Afrodescendentes, LGBTI, Mulheres, democracia, trabalhadores e setor privado entre outros. A maioria das manifestações destacaram os recentes fatos ocorridos no Brasil quanto ao golpe técnico do Estado e que fragiliza a democracia em toda a região, demonstrando destacada importância e preocupação da comunidade internacional de defesa dos direitos humanos.

A abertura oficial ainda se destacou pela truculência da organização que por todo o dia barrou a entrada de pessoas trans nos banheiros, sem qualquer fundamentação aparente. Todavia o grupo trans acusou um representante do grupo FAMÍLIA de incitar tal procedimento, havendo um principio de tumulto fora do salão principal onde ocorria o diáologo com o Secretário Geral da OEA, Sr. Luis Almagro.

Outro fato que chamou a atencão e causou espanto a todos os membros da sociedade civil, presentes em Santo Domingo, foi haver recebido um comunicado urgente enviado pela organização da OEA indicando que na data de hoje não seria permitido, como realmente não o foi a presença da sociedade civil na sessão com os chefes de delegação dos Estados membros, sob a alegação de que o salão de eventos era pequeno, frise-se de que na data de 12 de junho este mesmo salão comportou a abertura oficial estando ai membros da sociedade civil e representantes dos Estados.

Assim, os representantes da sociedade civil acreditados à participação ante a 46 Assembleia Geral da OEA, fizeram manifestações em frente ao Centro de Convenções dos Ministério de Relações Exteriores de República Dominicana, como forma de protesto.

OEA

+ sobre o tema

A luta contra a PEC 215

No sistema capitalista de produção a humanidade só tem...

Direitos Humanos para quem?

Na última sexta-feira, 26 de fevereiro, foi inaugurada, no...

As relações ambíguas entre Governo e mídia

Por Gilberto Maringoni Enquanto seus apoiadores acusam a...

para lembrar

Anemia Falciforme, você sabe o que é?

A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária,...

INDICAÇÃO PARA O STF: Novo Ministro, velha escolha

Enviado por Rodnei Jerico para o Portal Geledés No...

Curso gratuito Manicure e Pedicure Profissional

Ligue e faça sua inscrição Estão abertas inscrições para...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=