A África é aqui

Fonte: Folha de São Paulo –

 

SÃO PAULO – É triste verificar que pedaços da exortação à África feita no sábado pelo presidente Barack Obama se aplicam ao Brasil, sem necessidade de reescrevê-los. É a própria essência do discurso que vale para o Brasil (“a África não necessita de homens fortes, necessita de instituições fortes”).

Vale também a sua definição de que, “no século 21, instituições transparentes, capazes e confiáveis são a chave para o sucesso -parlamentos fortes, forças policiais honestas, juízes independentes, uma imprensa independente, um setor privado vibrante, uma sociedade civil”.
“São essas coisas -disse ainda o presidente- que dão vida à democracia, porque é o que importa na vida cotidiana das pessoas.”

Temos instituições transparentes, capazes e confiáveis? Só o mais ufanista dos ufanistas dirá que sim.

Temos um parlamento forte?

Não parece exagero dizer que os ativos do Brasil neste princípio do século estão mais, muito mais, na sociedade civil do que nas instituições públicas.

É claro que há, sim, juízes independentes, mas alguém aí é capaz de jurar que o Judiciário é transparente, capaz e confiável?
Do que se trata é de instituições fortes, não de personalidades de exceção em um panorama que, no geral, é bastante medíocre.
Construir instituições fortes é a tarefa que o Brasil precisa começar a executar com a maior urgência.

Passou a fase de redemocratização, vencida aliás com certo garbo. Passou a fase de estabilização da economia, igualmente superada com competência, depois de décadas em que a inflação parecia ser uma característica tão permanente do país como o sol ou a lua.
Não é missão para um só partido, um só poder, um só pensamento.

Tampouco é tarefa simples. Mas é começar já para poder deixar de ser mero mercado emergente e se tornar uma nação decente.

+ sobre o tema

Documentos africanos revelam segredos da história da escravidão

Na semana que o Brasil comemorou a libertação dos...

#TáNaHoraDaRoça para os quilombolas do Vale do Ribeira

A roça tradicional é fundamental para os quilombolas do...

Halle Bailey se diz “honrada” por interpretar Ariel no remake de “A Pequena Sereia”

A cantora negra norte-americana Halle Bailey disse que se...

Mostra de criadoras em moda afro-latinas, do Sesc 24 de Maio, chega a sua 4ª edição com desfile a céu aberto

Estilistas criam coleção que propõem um diálogo entre ancestralidade...

para lembrar

A família negra no tempo da escravidão

Há alguns anos venho investigando as experiências de vida...

Roberta Rodrigues conta segredos de beleza para Preta Gil no Superbonita

A beleza está em todas as cores. Mas, no...

132 anos da Abolição da Escravatura: Estamos livres?

No dia 13 de maio de 2020 a Abolição...

Mano Brown faz homenagem à mãe ao receber título de Doutor Honoris Causa

Mano Brown, do Racionais MC's, recebeu nesta quarta-feira (1º) o...
spot_imgspot_img

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...

Cientistas revelam mistério por trás dos antiquíssimos baobás, as árvores da vida

Cientistas afirmam ter resolvido o mistério em torno da origem dos antigos baobás. De acordo com análises de DNA, as árvores teriam surgido pela primeira...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...
-+=