A mulatice intelectual e o racismo no Brasil

Um dos maiores entraves para a erradicação do racismo contra os pretos no Brasil, não são os “mulatos”, ou miscigenados biológicos.

Reprodução/ Facebook/ortrun

Por Marcos Romão Do Mama Press

Um dos grandes entraves para a eliminação, mesmo que pequena do racismo sorrateiro brasileiro, é  sim, a mulatice intelectual dominante no campo da ideias,  que pouco depois da Abolição da Escravidão, criou ideologias para controle das massas negras. A partir da criação do modernismo em 1922, passando pela bossa nova e tropicalismo, reinventou esse tal de cordial, misturado e malandro “brasileiro”, de Darcy Ribeiro, João Ubaldo e Gilberto Freire entre outros, em que se transformou um fictício ser brasileiro “moreno”, não racista na forma e cruel ariano racista nas ideias, do nosso imaginário e mentalizado “Povo Brasileiro”.

Essas gentes, que somos todos nós, lavamos com jatos de ácido sulfúrico, a pele preta mental do Brasil. Subjugando e mantendo numa sociedade paralela, mais da metade da população brasileira, a enviando para as prisões ou eliminando biológica e fisicamente a jatravés do genocídio da juventude negra brasileira, com seus esquadrões de morte racial, espiritual e física.

É preciso que todos saibam, que tanto os brancos de boa vontade que querem ajudar aos negros, mas que não reconhecem o neocolonialismo e genocídio cultural ideológico do ser negro (ideologia epistemicida das culturas negras), quanto negros inseguros, cegados pelas benesses, promessas, tapas nas costas e afagos nas bundinhas, que não veem que estamos sendo alvos de uma guerra genocidam, também são agentes passivos do genocídio cultural, mental, intelectual e físico dos negros pretos do Brasil.

+ sobre o tema

Mamadou Ba: O racismo tem de ser punível por lei

A propósito do Dia Mundial da Tolerância, esta quinta-feira,...

Toni Morrison: ‘I want to see a white man convicted for raping a black woman’

The Nobel prize-winning author tells Daily Telegraph that America’s...

Os dalits, os negros e os pobres

Fonte: Jornal da ManhãPor Julio C.O. Bernardo ...

SONY terá conta refeita em condenação por música de Tiririca

Mais uma vitória dos afrodescendentes no Brasil! Sony terá...

para lembrar

Mortes negras importam?

Por que os corpos negros só se tornam relevantes...

Resistir contra o marco temporal é sinônimo de sobrevivência para nós, indígenas

O marco temporal (PL-490) é uma proposta ruralista que...

Utopia e luta contra o nazifascismo, o racismo, a opressão

A Comunidade Autônoma Utopia e Luta foi atacada, pela...
spot_imgspot_img

À espera da extinção da escravidão

Dia 13 de maio de 2024 completam-se 136 anos da assinatura da Lei 3.353/1888 pela então princesa imperial regente. Para além do abandono dos negros...

Uma supernova

No dia em que minha irmã nasceu, a Nasa fotografou uma supernova no universo. Quando minha irmã nasceu, foi uma das maiores alegrias da minha...

Número de crianças e adolescentes mortos pela polícia cresce 58% sob governo Tarcísio, apontam dados da SSP

O número de crianças e adolescentes mortos pela polícia aumentou 58% entre 2022 e 2023 — primeiro ano do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) —,...
-+=