Aberta inscrições para I Curso de Formação de Lideres Afrodescendentes do Brasil – OEA

O coletivo Jovens Feministas de São Paulo (JFSP), com apoio institucional da Organização dos Estados Americanos (OEA), da Coordenadoria dos Assuntos da População Negra do Município de São Paulo (CONE) e da Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena do Estado de São Paulo (CPPNI) abre as inscrições para o “I Curso de Formação de Líderes Afrodescendentes do Brasil – Região Sudeste – Estado de São Paulo” que ocorrerá entre os dias 04, 05 e 06 de setembro de 2012 na cidade de São Paulo.

O curso tem por objetivo formar 50 (cinquenta) representantes ligados a organizações e/ou comunidades afrodescendentes do Estado de São Paulo, com potencial de replicar os conhecimentos adquiridos no curso, a fim de promover uma maior participação e incidência politica deste segmento populacional nos organismos internacionais de nível interamericano, sub-regional, nacional e local.

Entendendo que o Estado de São Paulo tem o maior contingente de afrodescendentes do Brasil, o curso ofertará ferramentas que aprimorarão as habilidades dos (as) participantes tanto na formação de novos líderes afrodescendentes, como no entendimento amplo sobre os organismos internacionais e os direitos dos afrodescendentes no Brasil e nas Américas.

Critérios:
Para se inscrever, o (a) candidato (a) deve atender aos seguintes critérios:
• Ser afrodescendente;
• Pertencer a organizações de cunho institucional (coordenadorias governamentais que promovem a igualdade racial), social (organizações não governamentais, institutos e movimentos sociais especialmente focados no tema racial) e/ou comunidade tradicional que atue na temática racial;
• Ser brasileiro (a) residente no Estado de São Paulo (capital, interior ou litoral);
• Ter disponibilidade de estar na cidade de São Paulo (capital) durante os 3 dias do curso;
• Preencher e enviar a Ficha de Inscrição até às 23:59 (horário de Brasília) do dia 10 de agosto de 2012 (sexta-feira).

Benefícios:
Todos os 50 participantes selecionados terão direito a alimentação e ao material do curso.
Aos candidatos da capital de São Paulo haverá suporte quanto ao transporte/locomoção até o local do curso e aos candidatos do interior e litoral de São Paulo haverá apoio com transporte e hospedagem, desde que solicitadas na ficha de inscrição*.

*Atenção: Caso o (a) candidato (a) seja beneficiado com algum dos auxílios expostos acima e, por algum motivo desistir ou não participar do curso, o mesmo deverá arcar com as despesas, reembolsando tais custos para o coletivo JFSP, responsável pela organização do curso.

Resultado:
A lista com os nomes dos (as) 50 selecionados (as) será divulgada no dia 20 de agosto de 2012 (segunda-feira) no site www.jovensfeministasdesp.blogspot.com.
* Aos selecionados (as) será enviado um email no dia 20/08 com a programação, o local e os detalhes logísticos do curso, devendo todos (as) responder a esta mensagem até o dia 22/08/2012 para confirmar participação no curso.
Em caso de desistência ou ausência de resposta, haverá uma lista de espera e outros (as) inscritos (as) serão chamados (as) para ocupar a vaga.

Inscrições:
Se você atende aos critérios e está interessado (a) em participar, escreva para [email protected]

+ sobre o tema

Morador de rua que socorreu vítima de estupro ganha emprego

Everton Soares Pereira, 35 anos, pediu trabalho na clínica...

Hoje na História, 1962, foi instituido como o Dia da Mulher Africana

O Dia da Mulher Africana foi instituído a 31...

Instituto Marielle Franco anuncia concurso de ensaios feministas

O Instituto Marielle Franco divulgou, na terça-feira 21, o...

para lembrar

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=