Acusada de racismo, apresentadora dos EUA perde patrocínios

 

A mais recente crise de imagem nos Estados Unidos rendeu uma semana difícil para a chefe de cozinha Paula Deen, ex-apresentadora de programa gastronômico e vencedora de um Emmy por seu trabalho para a TV americana.

O império de 18 milhões de dólares construído pelo nome da estrela está desmoronando desde que ela envolveu-se numa controversa acusação de racismo. Um ex-funcionário testemunhou contra Paula, afirmando que ela teria usado insultos raciais e feito piadas de temas como escravidão durante o  trabalho.

Após admitir à imprensa que teria usado sim expressões controversas, mas “há 30 anos atrás”, e reiterar que “se arrepende muito”, Paula têm assistido à fuga, nome por nome, da sua longa lista de patrocinadores.

Na tarde desta quarta-feira hoje, ela foi abandonada pelo Walmart e pelo Caesars Entertainment Corporation. O gigante varejista americano vendia produtos da marca em todas as suas lojas dos Estados Unidos desde 2011.

No começo da semana, a Food Network e o Smithfield Foods também afirmaram que deixariam de distribuir itens com a assinatura de Paula. Outro dsitribuidor, o Target Corp., afirmou em comunicado que está “avaliando a situação”.  O capítulo mais recente envolve a mobilização de fãs da chef na fanpage do Walmart no Facebook. Os posts protestam contra a quebra de contrato acusam a empresa de perseguição. Por enquanto, nenhuma das empresas deu sinal de voltar atrás, e a estrela corre o risco de ficar ainda mais isolada.

 

 

Fonte: Exame

+ sobre o tema

Assassinatos negros expõem racismo

Para Átila Roque, não há solução mágica para a...

A rebelião dos excluídos

Quatro intelectuais discutem a natureza dos rolezinhos, analisam a...

Isto são os EUA

Os Estados Unidos da América creem tanto em sua...

Reitoria da UFMT afasta professor por ato de racismo e de homofobia

Segundo denúncia, professor Marsel empregava ofensas a gays, negros...

para lembrar

Efeitos psicossociais do racismo afetam reconhecimento individual de negros

Além de direitos e liberdades afetados, identidade do negro...

Vítima de racismo, jogadora acusa Federação Inglesa de chantagem

Nesta quarta-feira, foi realizada uma audiência no Comitê de...

O caso Quvenzhané Wallis: Racismo naturalizado

Essa semana li uma crítica sobre como nós, feministas...
spot_imgspot_img

SC tem alta de 51% nos casos de injúria racial e lidera denúncias do crime no país

Em Santa Catarina, seis pessoas procuraram a polícia por dia, em média, para denunciar casos de injúria racial em 2023. No ano passado, 2.280 pessoas sofreram ofensas...

O destino dos negros

A semana em que o Estatuto da Igualdade Racial (lei 12.288/2010) completou 14 anos foi repleta de notícias que atestam o quanto o Brasil está longe...

Roda de samba no Centro do Rio registra dupla imitando macacos em evento: ‘não será tolerado’

O PedeTeresa, roda de samba que acontece na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, compartilhou um vídeo de uma dupla imitando macacos em um...
-+=