Adiada para dezembro decisão sobre uso de obra de Monteiro Lobato

A Câmara de Educação Básica decidiu adiar para a reunião de dezembro possível revisão do parecer que veta “Caçadas de Pedrinho”

A decisão sobre uso da obra “Caçadas de Pedrinho” de Monteiro Lobato nas escolas ficou adiada para dezembro. O Conselho Nacional de Educação (CNE) havia recomendado vetar a obra por considerar que havia trechos racistas. Após manifestação contrária da sociedade, o ministro da Educação, Fernando Haddad, pediu revisão do parecer. Nesta quinta, a Comissão de Educação Básica (CEB), que havia redigido o parecer, informou que vai analisar o pedido em dezembro.

“Até a reunião desta semana, o pedido de revisão do Ministério não havia chegado”, disse o presidente da Comissão, Francisco Aparecido Cordão. “Aprovamos o primeiro parecer porque achamos que era o correto, todos nós. Se vamos revê-lo precisávamos primeiro receber a alegação do ministro”, disse.

Em nota oficial A CEB disse que defende a liberdade de expressão e também a sociedade o combate ao preconceito e que o parecer “não excluiu, não desqualificou e não depreciou a obra analisada”, apenas pontuou sobre seu uso educacional. O texto dia ainda que o órgão “considera, de todo modo, que o debate provocado pelo parecer está sendo importante por trazer à luz a questão do racismo e dar visibilidade às formas de preconceito e de discriminação ainda subsistentes na sociedade brasileira. Assim, a partir da devolução do parecer pelo MEC, a CEB procederá à devida análise do mesmo em sua reunião ordinária, em dezembro, a fim de verificar se existem pontos que possam ter sido eventualmente mal-interpretados quando de sua primeira publicação.”

“Caçadas de Pedrinho”, escrito em 1933, trata de aventuras da turma do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Em certo ponto, ao se referir a um ataque de onça, a boneca Emília diz: “Não vai escapar ninguém – nem Tia Nastácia, que tem carne preta”. A Academia Brasileira de Letras, fãs e estudiosos da obra se maninfestaram contra o parecer que chamaram de “censura”.

Fonte: IG

+ sobre o tema

Polêmica sobre livros do escritor Monteiro Lobato ganha “novas páginas”

Segundo o advogado e diretor de relações étnico raciais...

Lobato, os jecas e a questão racial no pensamento social brasileiro

Por: Ricardo Augusto dos Santos Este texto narra a construção...

Polêmica sobre racismo na obra de Monteiro Lobato continua

Na semana passada, PGR aconselhou o STF a indeferir...

Lobato e a caçada ao racismo verde-amarelo – Por: Heloisa Pires Lima

A polêmica em torno das personagens lobatianas, após o...

para lembrar

Água do mar com qualidade ruim pode ser causa

A água do mar no Guarujá também pode ser...

SISU: MEC divulga notas, resultados e lista de aprovados

O MEC divulgou na manhã desta sexta as notas...

ProUni: aprovados já podem comprovar informações de 17 a 26 de fevereiro

ProUni: aprovados já podem comprovar informações de 17 a...

SP lidera “exportação” de alunos para outros Estados

2.531 paulistas se matricularam em instituições federais fora do...
spot_imgspot_img

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...

Contra o racismo, educação

Algumas notícias relacionadas à temática racial chamaram a nossa atenção nesta semana. Uma delas foi a iniciativa de um grupo de entidades de propor...
-+=