Advogada Lazara Carvalho assume chefia de gabinete da Secretaria Nacional de Justiça

Ela é cofundadora do Movimento Elo Incluir e Transformar e disputou vice-presidência da OAB-SP

A advogada Lazara Carvalho, cofundadora do Movimento Elo — Incluir e Transformar e do Instituto da Advocacia Negra Brasileira (IANB), acaba de assumir a chefia de gabinete da Secretaria Nacional de Justiça, do governo de Lula (PT).

A pasta, que é vinculada ao Ministério da Justiça, é comandada pelo advogado Augusto de Arruda Botelho.

“O meu maior desafio é superar a visão que algumas pessoas têm de que uma mulher, e em especial uma mulher negra, só está neste lugar para cumprir funções administrativas”, diz Lazara à coluna. “Eu fui convidada exatamente por conta da minha atuação na construção de políticas públicas com recorte de raça e de gênero e voltado para que o sistema de justiça seja uma porta acessível para todas as pessoas.”

A advogada disputou no ano passado a vice-presidência da OAB-SP ao lado de Dora Cavalcanti. Foi a primeira vez que uma chapa formada por duas mulheres participou da eleição, que foi vencida pela advogada criminalista e professora Patricia Vanzolini.

A cantora Ivete Sangalo e seu filho Marcelo gravaram com a banda Filhos da Bahia a faixa inédita “Frio”, que será lançada em março deste ano. À frente do grupo estão Migga, João, Raysson e Zaia, que são filhos dos músicos Carlinhos Brown, Saulo, Tonho Matéria e Reinaldinho, respectivamente.

A colaboração com Ivete, realizada em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, irá compor a segunda parte do trabalho de estreia do Filhos da Bahia, o álbum “Bença!”.

+ sobre o tema

Soropositivos agora poderão doar órgãos nos EUA

Medida deve aumentar o número de doadores em mais...

Eliane Dias fala sobre carreira com Racionais Mc’s

Terceira palestra do PULSO recebeu a produtora dos quatro...

Não há nada de errado com as mulheres negras. Assim como as outras, somos maravilhosas!

Há algumas semanas, textos de ativistas do feminismo negro...

para lembrar

Como é para mim interpretar Darluz?

Dina Alves conta a sua experiência em interpretar a...

Proibidas de andar de bicicleta, meninas afegãs encontram liberdade no skate

Em muitas comunidades afegãs, é um costume proibir as...

A declaração de Juliana Paes e o feminismo que precisa ir além do argumento raso

O feminismo é uma luta social e coletiva. É...

CNJ absolve Kenarik Boujikian e afirma que TJSP errou ao punir magistrada

Em sessão realizada nesta terça (29), o Conselho Nacional de...
spot_imgspot_img

CNJ pede explicações a juízas sobre decisões que negaram aborto legal

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta sexta-feira (12) intimar duas magistradas do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) a prestarem esclarecimentos sobre...

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...
-+=