Advogadas verificam processos de presas, marcando Dia da Mulher

Um grupo de advogadas da OAB-PR, denominado “Mulheres pelas Mulheres”, levanta informações sobre a situação jurídica de presas em unidades da Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, localizadas em Curitiba e Piraquara. O trabalho marca as comemorações do Dia Internacional da Mulher, neste sábado 8 de março. 

Nesta sexta-feira (07), das 12h às 17h30, seis advogadas, duas defensoras e 25 estagiárias estarão em duas unidades femininas de regime fechado em Piraquara. Elas realizarão atendimento às detentas e análise de prontuários, com atenção especial para indulto e comutação de pena, das 371 presas da Penitenciária Feminina do Paraná e das 150 presas da Penitenciária Central do Estado Feminina (PCEF). 

Além disso, as advogadas vão verificar casos para outros possíveis benefícios como concessão de prisão domiciliar, progressão para o Regime Aberto e Livramento Condicional. 

Tendo em vista que várias reeducandas trabalham e participam do Programa de Remição da Pena pelo Estudo através da Leitura, também estão sendo levantados casos em que cabem esses benefícios. Pelo Programa de Leitura, a cada livro lido, num prazo de 30 dias e com uma resenha, os participantes reduzem quatro dias da pena. Já pelo trabalho, a cada três dias trabalhados o detento tem a redução de um dia na pena. 

Na quarta-feira (05), outro grupo formado por quatro advogadas e 12 estagiárias realizou o mesmo trabalho no Centro de Regime Semiaberto Feminino de Curitiba, no bairro Atuba, onde estão presas 151 mulheres. Todo esse material levantado pelo grupo vai subsidiar um mutirão carcerário a ser realizado nos próximos dias. 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: www.pr.gov.br ewww.facebook.com/governopr

 
 
 
Fonte: AEN

+ sobre o tema

EUA aprovam produção de 1ª pílula para prevenir transmissão do HIV

Truvada, do laboratório Gilead Sciences, foi autorizado por agência...

Livro sobre espetáculo Cabaré da Raça é lançado

Cartão de visita da companhia negra de maior...

Livro infantil apresenta a história dos afrodescendentes em Salto

Obra é de autoria da escritora Katia Auvray. ...

para lembrar

Por que parar na questão de gênero? Vamos trocar a Constituição pela bíblia

Por conta da pressão da Frente Parlamentar Evangélica junto...

Programa Justiça Sem Muros do ITTC lança campanha sobre visibilidade ao encarceramento feminino

Inspirado na arte de Laura Guimarães, o programa Justiça Sem...

Homens que cuidam

João está deprimido. Fez uma consulta com um psiquiatra...

Estudantes do Rio combatem machismo e racismo com projeto transformador

Com o título Solta esse Black, alunas da Escola Municipal...
spot_imgspot_img

O atraso do atraso

A semana apenas começava, quando a boa-nova vinda do outro lado do Atlântico se espalhou. A França, em votação maiúscula no Parlamento (780 votos em...

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...
-+=