Guest Post »

Africanos dominam maratona de São Paulo; marroquina quebra recorde da prova

A maratona de São Paulo teve amplo domínio dos corredores africanos. Neste domingo, o queniano David Kemboi e a marroquina Samira Raifi venceram a prova disputada na capital paulista e não deram muitas chances aos concorrentes.

A vitória confirma a hegemonia dos quenianos nas seis últimas edições da prova. Os corredores africanos venceram cinco vezes. O “intruso” foi o brasileiro Claudir Rodrigues, em 2008.

O queniano Robert Cheruiyot, que fazia sua estreia na maratona de São Paulo e era considerado um dos favoritos, não completou a prova. Na altura da ponte da Cidade Universitária, o atleta, três vezes vencedor da São Silvestre, não suportou o ritmo e parou.

Feminino Elizabeth Rumokol deu a impressão de que venceria a prova feminina com sobras. A queniana, que estreava em maratonas, abriu grande vantagem sobre as adversárias. No entanto, ela não manteve o mesmo ritmo no fim. Melhor para a marroquina Samira Raifi, que a ultrapassou para ganhar.

Além de ser a primeira marroquina a vencer a maratona de São Paulo, Samira tem outro motivo para comemorar: com o tempo de 2h36min01, ela bateu o recorde da prova. A melhor marca até então (2h36m07s) pertencia à brasileira Maria Zeferina Baldaia, obtida em 2002.

A queniana, que terminou na segunda posição, liderou até o km 41.

Samira quebrou uma série de três vitórias de atletas brasileiras na maratona de São Paulo. Baldaia foi a primeira colocada em 2008; nos dois anos seguintes, a campeã foi Marizete Moreira.

Fonte: 24h News

Related posts