Alagoas: Xangô Rezado Alto – Pedido oficial de perdão histórico acontecerá na quarta

Para marcar a passagem do primeiro centenário do episódio conhecido por “Quebra de xangôs” ou “quebra de 1912” , quando uma milícia armada destruiu as casas de matriz africana de Maceió, com uma violência sem igual, o Governo de Alagoas marcará a data com um fato inédito e significativo não só para a cultura afrodescendente em Alagoas, como para própria história do Brasil. O Governador do Estado Teotônio Vilela Filho assinará um ato de pedido de perdão oficial do Governo de Alagoas a todas as Comunidades Terreiros de Alagoas, pelas atrocidades que marcaram aquele 01 de fevereiro de 1912.

Segundo o vice-reitor da Universidade Estadual de Alagoas, que está realizando o projeto “Xangô Rezado Alto – celebrando a memória do Quebra”, professor Clébio Araújo: “A importância deste pedido de perdão do Governo de Alagoas é que demarca historicamente uma nova etapa na relação entre Estado e cultos afrobrasileiros, pois é um chefe de estado em nome da sociedade que está admitindo o ‘quebra’ como um erro histórico, isso indica que há uma disposição de construir uma nova relação com esses cultos… é um novo momento em que o estado sinaliza que acarretará num novo tratamento e disposição de novas políticas públicas para esses cultos de matriz africanas”, explicou.

Quando a notícia de que o Governador Teotônio sinalizou com esse desejo de pedido de perdão, houve por parte dos estudiosos e entre as comunidades um sentimento de reconhecimento oficial, e ao mesmo tempo com a certeza de que Alagoas vive um tempo de mudanças e um momento histórico, como fala o Antropólogo e Sociólogo Edson Bezerra: “Não há dúvidas que este será um fato que ficará para a história, pois pela primeira vez o governo estará reconhecendo a violência praticada no passado, dando-lhe um caráter oficial, e ao mesmo tempo, pedindo perdão por isso”, concluiu.

O ato de assinatura do pedido oficial de perdão está marcado para esta quarta (01) às 17:30h, no final do cortejo popular marcado para sair às 15h da Praça da Assembleia, pela rua do Sol até a Praça dos Martírios, que já foi um importante ponto de confluência de terreiros de Maceió, onde estará armado um palco para as apresentações artísticas que acontecerão nesta quarta e quinta, dentro da programação do projeto “Xangô Rezado Alto”.

Fonte: Alagoas 24h

+ sobre o tema

O país onde os negros tem cabelos naturalmente loiros

Ilhas de Salomão, país localizado no Oceano Pacífico, cerca...

Movimento Negro critica fusão de pastas em reforma de Dilma

Representantes de diversas entidades do Movimento Negro baiano foram...

Ruanda tem congresso com maior igualdade de gênero no mundo

Relatório do Fórum Econômico Mundial aponta país africano como...

para lembrar

São Paulo terá cinco novas estátuas de personalidades negras

A escritora Carolina Maria de Jesus, o pentacampeão de...

Brasil tem 5ª maior presença diplomática na África

  Ao fazer sua primeira visita à África...

O poder econômico da China em África – um novo colonialismo consentido e desejado?

    Cada vez mais a China  afirma seu poder econômico...
spot_imgspot_img

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...
-+=