Alto-falante do Walmart ‘convida’ clientes negros a se retirarem de loja em Nova Jersey; empresa pede desculpas

RIO – A rede americana de supermercados Walmart pediu desculpas publicamente nesta quinta-feira após a polêmica provocada por um comunicado feito, no domingo, pelos alto-falantes de uma loja de Washington Township, no sul de Nova Jersey, que convidava todas as pessoas negras a deixarem a loja.

Ainda não se sabe se foi um funcionário ou um cidadão qualquer o responsável pelo anúncio no microfone. De acordo com clientes que estavam na loja naquele momento, um gerente dirigiu-se imediatamente ao sistema de comunicação e pediu desculpas pelo ocorrido, mas uma onda de reclamações veio em seguida.

– Eu quero saber porque essas declarações estão sendo feitas, isso vai contra o que ensinamos às nossas crianças sobre tolerância – disse Sheila Ellington, que fazia compras no supermercado quando o polêmico pedido foi feito. – Se isso era para ser uma brincadeira, há apenas uma pessoa rindo, e não é nenhum de nós – acrescentou.

Sheila e a amiga, Patricia Covington, disseram planejar boicotar a loja até estarem certas de que o problema foi solucionado e que não acontecerá novamente. Elas ficaram chocadas ao ouvirem o anúncio e por um breve momento achavam ter entendido errado.
– Eu dependo do Walmart para todas as minhas necessidades, porque a loja tem praticamente tudo que você possa querer. Mas até que essa questão seja resolvida de uma maneira que eu me sinta confortável, não posso passar por aquela porta de novo – disse Patricia.

A direção das lojas Walmart disse que o comunicado feito na loja de Nova Jersey é “inaceitável”.

“Estamos tão horrorizados com esse incidente quanto nossos clientes”, disse a empresa em um comunicado. “Quem quer que tenha feito isso está simplesmente errado e agiu de maneira inapropriada. Claramente, isso é inaceitável para nós e nossos clientes”.

Não é a primeira vez que a rede Walmart enfrenta problemas desse tipo.

Por diversas vezes a empresa foi alvo de críticas por parte de clientes negros, que afirmaram ter sido tratados de forma diferenciada nas lojas. O Walmart também já foi alvo de processos trabalhistas em que funcionários denunciavam a promoção e aumento salarial preferencial de funcionárias mulheres.

 

 

 

Fonte: The Blogger

+ sobre o tema

Morador de rua é espancado no Centro de Curitiba

Agressão aconteceu na madrugada deste sábado. Segundo testemunhas, um...

FGV suspende aluno por 3 meses após ofensa racista

O acusado teria compartilhado uma foto da vítima em...

Conheça as principais pautas do ato nacional dos movimentos negros contra a violência

As entidades do movimento negro estão convocando para esta...

para lembrar

O permanente holocausto negro

por: Ricardo Gondim A formação cultural brasileira tem graves deformações....
spot_imgspot_img

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....
-+=