Guest Post »

Alunos de escolas públicas fizeram passeata contra racismo até a PMU

Estudantes desenvolveram trabalhos durante o ano com vistas à desconstrução do racismo, preconceito e discriminação

Por Geórgia Santos Do JM Online

Estudantes saíram da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira e seguiram até o Centro Administrativo, onde várias apresentações aconteceram Foto: Reprodução/JM Online

Alunos da rede pública realizaram caminhada para reafirmar o papel da escola na desconstrução do racismo, preconceito e discriminação. A ação aconteceu ontem e contou com o envolvimento de centenas de crianças e jovens, que saíram em passeata da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira rumo ao Centro Administrativo.

Além dos alunos do turno matutino da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira, também participaram da caminhada os alunos da Escola Estadual Dom Eduardo e das escolas municipais Norma Sueli e Terezinha Hueb Menezes. O grupo seguiu acompanhado por banda de música e terno de congada, que veio de Veríssimo, apresentando os trabalhos que desenvolveu nos últimos dias, nas escolas, em alusão ao tema.

Supervisora da Escola Estadual Dom Eduardo, Adriana Aparecida Pereira Garcez conta que no estabelecimento foi desenvolvido o projeto de igualdade racial com os alunos do 5º ano fundamental e, ao todo, são quatro turmas, cerca de 120 crianças. “Realizamos oficinas de turbantes, máscaras, comidas, roupas africanas, que são características marcantes que os negros trouxeram para nossa sociedade, e ainda a questão do preconceito. A aceitação foi muito boa, inclusive entre as crianças não percebemos o preconceito, tratam todos com igualdade e respeito”, afirma. A supervisora destaca que o projeto é desenvolvido com todos os alunos da escola, entretanto, para a passeata participaram apenas as turmas do 5º ano e as atividades continuam ao longo do mês na escola.

A diretora da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira, Adriana Cristina Fernandes Armada, diz que a passeata foi a culminância das ações realizadas durante todo o ano pelos alunos. Cerca de 780 alunos participaram. “Essa atividade em torno do Dia da Consciência Negra acontece há alguns anos e desta vez ampliamos com a realização da passeata. Além disso, ainda esta semana também vamos promover outras ações, como palestras e rodas de conversa”, diz. Adriana diz que os alunos participam do projeto com consciência sobre o assunto e é possível perceber o quanto se envolvem no tema. “Eu acredito que através destas atividades os alunos vão vivenciando todo tipo de tema, e o racismo na escola trabalhamos muito, pois, infelizmente, existe o preconceito, por isso trabalhamos com eles o respeito”, destaca.

No Centro Administrativo foram realizadas apresentações artísticas pela Banda de Música Lions Big Band, que acompanhou os alunos, pelo terno de congada e, ainda, os próprios alunos fizeram exposição de trabalhos artísticos produzidos em oficinas nas escolas e uma peça teatral sobre representatividade.

Related posts