quinta-feira, julho 22, 2021

Tag: Racismo

Notícias sobre racismo, racismo no brasil e no mundo.

Viviana Santiago   (Foto: Prefeitura de Piracicaba/Divulgação)

No Julho das Mulheres Negras e eu pergunto: Quando vamos começar o diálogo sobre responsabilização de racistas no mercado de trabalho?

2020 ficará conhecido como aquele ano em que ficou praticamente impossível voltar atrás em discussões sobre a importância de discutir questões etnicorraciais e o mercado de trabalho Das maneiras mais variadas, empresas, corporações, artistas, todo mundo decidiu assumir publicamente uma posição sobre o assunto e o maior consenso criado se deu em torno da ideia de : Tornar-se um aliado das pessoas negras (as vezes mencionam indígenas) e ensinar e aprender sobre o racismo. Feito isso, as pessoas marcam lá um Done na sua lista de tarefinhas e seguem felizes mal cabendo em si de tanto orgulho de sua intensa contribuição para esse trabalho. Algumas dessas pessoas até fizeram mais, abriram vagas afirmativas, assumiram compromissos com a elevação da proporção das pessoas negras em seu staff e até em posições de liderança, Parece um amanhecer em Wakanda né? Sinto dizer que: Não. Enquanto mulher negra, ativista dos movimentos de mulheres ...

Leia mais
A atriz americana Viola Davis disse certa vez que 'a única coisa que separa mulheres negras de qualquer outra pessoa são as oportunidades/ Imagem de How to Get Away with Murder (ABC)

‘Traz um café?’: microagressões racistas nos fazem duvidar de nosso mérito

Meu primeiro emprego foi num estúdio fotográfico. Eu estudava jornalismo e tinha acabado de entrar na faculdade. Havia sido contratada como recepcionista e minha função além atender ao público era organizar os arquivos de imagens, e auxiliar a fotógrafa, dona do estúdio, nas suas produções. Logo na primeira semana, um grupo de pagode, muito famoso na época, alugou o estúdio para fazer as fotos da capa do próximo disco. Enquanto se preparavam pro trabalho, um dos fotógrafos se virou para mim e me pediu para fazer um cafezinho. O meu instinto foi rápido como o de um gato. Resposta certeira e na ponta da língua sem nem ao menos levantar meus olhos que estavam pousados na tela do computador: sou a recepcionista, a cozinha fica na próxima porta à direita e o café está no armário sob a pia. Em milésimos de segundos eu passei de uma recepcionista educada para uma ...

Leia mais
Nei Lopes em São Paulo -(Foto: Claudio Belli – 26.jan.2018/Valor/Globo)

Nei Lopes tem indicação a título de doutor honoris causa negada por UFRJ

Nei Lopes tem muito orgulho de ser sambista — coautor de “Senhora liberdade”, “Coisa da antiga” e outras grandes músicas. Mas quem o chama assim pode, mesmo sem intenção, botar em segundo plano seus papéis de escritor e intelectual. Tratando-se de um homem negro, do subúrbio carioca, o primeiro de sua família a chegar ao ensino superior e que não desenvolveu carreira acadêmica, enxergá-lo unicamente como sambista e não levar em consideração também suas outras qualificações resvala em racismo e preconceito de classe. Foi essa a interpretação que admiradores seus fizeram de um fato ocorrido no final de junho. A congregação (órgão deliberativo máximo) da Faculdade Nacional de Direito, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), vetou a indicação de Nei para o título de doutor honoris causa. Oito integrantes votaram contra e dez a favor, mas eram necessários 14 votos para o nome ser aprovado. Quem carregou a ...

Leia mais
Foto: © EPA / Frank Augstein / POOL

O que leva um adepto a ser racista com os jogadores da própria equipe?

O percurso da seleção inglesa no Euro2020 ficou manchado por uma onda de insultos racistas. Depois de ter conseguido um dos melhores resultados das últimas décadas, ao chegar à final da competição, a derrota nos penaltis foi atribuída a três jogadores: Marcus Rashford, Jandon Sancho e Bukayo Saka. Os futebolistas foram alvo de comentários racistas e ofensivos e até de ameaças de morte. O caso ganhou uma dimensão de tal forma preocupante que o próprio primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, condenou os atos através de uma publicação do Twitter: "Os jogadores da equipa inglesa merecem serem tratados como heróis, não insultos racistas nas redes sociais. Os responsáveis por este terrível abuso deviam ter vergonha." Foto: Reprodução/ Twitter O príncipe William, neto da rainha Isabel II, escreveu também no Twitter que é "totalmente inaceitável que os jogadores tenham que suportar esse comportamento repulsivo. Todos os envolvidos devem ser responsabilizados." Foto: Reprodução/ Twitter Também a Federação Inglesa ...

Leia mais
Lewis Hamilton, da Mercedes, com camiseta antirracismo antes do GP de Silverstone
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Mercedes denuncia insultos racistas a Hamilton após acidente com Max

Lewis Hamilton foi alvo de insultos racistas durante e após o Grande Prémio da Grã-Bretanha, na sequência do acidente com Max Verstappen. Na primeira volta da corrida, Hamilton e Verstappen tocaram-se e o carro do holandês da Red Bull acabou por sair disparado contra as barreiras, estragando logo ali a corrida de Max. Durante e depois do Grande Prémio da Grã-Bretanha de ontem , Lewis Hamilton foi alvo de várias situações de abuso racista nas redes sociais, após uma colisão na corrida», pode ler-se, no comunicado da Mercedes. A Fórmula 1, a FIA e a equipa Mercedes condenam este comportamento nos termos mais veemente possíveis. Estas pessoas não tem lugar no nosso desporto e pedimos que sejam responsabilizados pelas suas ações», lê-se ainda. De resto, também a própria Red Bull condenou os insultos racistas a Lewis Hamilton. Como equipa, estamos enojados e tristes por testemunhar os insultos racistas que o Lewis sofreu ontem ...

Leia mais
Boris Streubel/Getty Images

Seleção olímpica alemã abandona jogo após denúncia de racismo contra zagueiro

A seleção olímpica alemã de futebol deixou uma partida amistosa contra Honduras antes do fim neste sábado (17/07), após denúncias de ataques racistas contra o zagueiro Jordan Torunarigha. Os jogadores deixaram o campo aos 85 minutos da partida em preparação aos Jogos Olímpicos de Tóquio. O jogo era disputado em Wakayama, no Japão, a portas fechadas em três períodos de 30 minutos e não foi retomado. "O jogo terminou cinco minutos antes do final, com um placar de 1 a 1. Os jogadores alemães deixaram o campo depois que Jordan Torunarigha foi vítima de insultos racistas", escreveu no Twitter a Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão). "Quando um dos nossos jogadores é vítima de racismo, jogar não é uma opção", disse o treinador da seleção alemã, Stefan Kuntz. " mal conseguiu se conter e ficou terrivelmente chateado porque disse que tinha sido repetidamente insultado racialmente. Ficou claro para nós que isso viola nossos ...

Leia mais
Joe Ligon, solto depois de 68 anos atrás das grades, na quarta-feira em uma rua de Filadélfia.XAVIER DUSSAQ

A vida de Joe Ligon, preso aos 15 anos e libertado aos 83

Desde que Joe Ligon saiu da prisão, perguntaram-lhe várias vezes se tinha medo de encarar um mundo que ele só conhecia pela televisão. “Por quê? Não tinha medo, não senhora, não tinha medo, estou muito feliz de ter chegado vivo a este momento”, assinala. Ele entrou na prisão em 1953, quando tinha 15 anos, Dwight D. Eisenhower era presidente dos Estados Unidos e um menino negro como ele não podia estudar na mesma escola que os brancos. Não era seu caso, então não sabia ler nem escrever porque mal havia pisado em uma escola. Foi libertado em 11 de fevereiro, 68 anos depois, aos 83 anos. Era o prisioneiro mais velho do país condenado à prisão perpétua sendo menor de idade. O que mais o surpreendeu não foram as pessoas, o barulho ou celular, mas os altos edifícios de Filadélfia. “Não existia nada disto quando fui para a prisão, é muito impressionante...”, ...

Leia mais
Painel em homenagem ao jogador Marcus Rashford, da seleção inglesa. (Foto: Reprodução/Twitter)

Facebook e Twitter cedem e entregam perfis ligados a racismo contra atletas da seleção da Inglaterra

O movimento contra o anonimato nas redes sociais ganhou força no Reino Unido desde os ataques racistas contra jogadores negros da Inglaterra que perderam pênaltis na final da Eurocopa, no último domingo.  Diante da pressão da sociedade, do mundo esportivo e do Governo, as principais empresas de mídia social, Facebook e Twitter, cederam e entregaram à polícia britânica dados das contas de onde partiram os ataques, o que raramente fazem voluntariamente.  Outra mudança de atitude veio do Instagram, que depois de quatro dias admitiu que errou ao não remover posts com emojis de macacos e bananas apontados na última segunda-feira pela BBC. Eles tinham sido classificados como aceitáveis de acordo com as regras da comunidade, mas o diretor geral da plataforma, Adam Mosseri, voltou atrás e pediu desculpas  pela falha.   As medidas não estão sendo suficiente para aplacar as críticas. Nesta quinta-feira (15/7), mais um jogador atacado, Bukaya Saka, acusou as empresas de ...

Leia mais
Brasil é o segundo maior empregador doméstico do mundo, atrás da China, e o maior das Américas (Getty Images)

‘Tinha patrão, hoje tenho cliente’: as diferenças de ser doméstica no Brasil e nos EUA

"Patrão vem como uma autoridade, como 'você faz aquilo que eu estou falando', não é como uma igualdade. Eu senti isso na pele e minha mãe também sentiu isso muito forte. Cliente é diferente. O cliente te respeita, te olha nos olhos, te valoriza, reconhece o seu esforço e o seu trabalho. E ele te paga por isso e paga bem." Para Paula Costa, de 53 anos e faxineira em Boston há mais de 20, a diferença entre ter "patrões" e ter "clientes" é um dos pontos fundamentais que distinguem a experiência de ser uma trabalhadora doméstica no Brasil e nos Estados Unidos. Ela conhece essa diferença na própria trajetória. Filha de doméstica, começou na profissão aos 9 anos, sem receber nada por isso, como uma dessas meninas que são "pegas para criar" por famílias mais ricas, ganhando moradia em troca de trabalho, que conciliava com a escola. Nos Estados ...

Leia mais
Imagem retirada do site C7nema

Visões do Império: racismo e colonialismo em português

O aparecimento da fotografia em pleno colonialismo, quando já parte do projecto científico tinha sido cooptado (para não dizer criado) pelo mesmo, criou novas formas de produção de conhecimento que não só enchem os arquivos, mas também as culturas populares dos países europeus. Objectos e imagens enchem paredes, estantes e gavetas nas casas de várias famílias, cuja ligação com os seus países de origem é muito ténue (e estritamente colonial), e criam uma normalidade que raras vezes é questionada. É a partir destas colecções de objectos que vão surgindo em feiras que Joana Pontes vai traçar, com ajuda de alguns investigadores, uma história do uso da fotografia na construção de uma imagem do império colonial português. Não sendo original na sua aproximação formal do formato documental, é nas fotografias mostradas e, principalmente, nas intervenções dos investigadores que o filme consegue brilhar. Se parte do familiar e do quotidiano, o âmbito ...

Leia mais
Arte:@gabrielatornai_ / Foto: Ichiro Guerra

Racismo, negligência e extermínio: o tripé básico do governo Bolsonaro

No Brasil, cor e classe social são fatores de risco na pandemia de coronavírus. Essa é a constatação apresentada nos estudos recentemente publicados pelo Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde Pública da PUC-Rio e o Instituto Polis. Dos contaminados, quase 55% dos pretos e pardos vão a óbito, entre os brancos a taxa ficou em 38%.  Os dados refletem a histórica ineficiência das instituições brasileiras de construir políticas públicas de reparação histórica e de combate ao racismo.   Mesmo as poucas iniciativas existentes, como é o caso das cotas raciais, ainda não foram suficientes para produzir um impacto em largas proporções ao ponto de igualar a pirâmide social brasileira. Em média, um trabalhador negro tem salário 17% menor que um branco de mesma origem social. Essa realidade se agravou ainda mais na atual crise econômica. Com o desemprego e a queda brutal da massa salarial, os trabalhadores negros e ...

Leia mais
Foto: Agência Brasil

Letalidade policial é recorde no país; negros são 78% dos mortos

Mesmo com a pandemia de covid-19 restringindo a movimentação de pessoas, nunca as forças policiais brasileiras mataram tanto quanto em 2020, segundo dados do Anuário de Segurança Pública. A publicação, organizada pelo FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), destaca que os negros foram as maiores vítimas de policiais — correspondem a 78,9% das 6.416 pessoas mortas por policiais no ano passado. O número de mortos por agentes de segurança aumentou em 18 das 27 unidades da federação, revelando um espraiamento da violência policial em todas as regiões do país. Desde 2013, quando a publicação foi lançada, o aumento no número de mortes decorrentes de intervenção policial foi de 190%. Imagem: Editoria de Arte A pesquisadora Samira Bueno, diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e uma das responsáveis pela elaboração do Anuário, atribui o recorde de letalidade policial a uma escalada da violência na sociedade brasileira. Para ela, o ...

Leia mais
Mural com foto de Marcus Rashford em Manchester vira ponto de peregrinação contra o racismo — Foto: REUTERS/Peter Powell

Homem é preso por insultos racistas nas redes sociais a jogadores ingleses após final da Euro

Um homem foi preso depois que postagens racistas nas redes sociais foram direcionadas a jogadores da Inglaterra após a final do Euro 2020, informou a Polícia da Grande Manchester. Os jogadores ingleses Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka foram alvo de abusos racistas online depois de perderem os pênaltis na derrota de domingo para a Itália. O suspeito, que vive em Ashton upon Mersey e não teve o nome divulgado, chegou à delegacia de polícia de Cheadle Heath na manhã de quarta-feira e foi preso sob suspeita de um crime da Lei de Comunicações Maliciosas. Ele permanece sob custódia para interrogatório. - As ações de um pequeno número de pessoas ofuscaram o que foi um evento extremamente unificador para nosso país na noite de domingo. Estamos firmes em nosso compromisso, qualquer abuso racista, seja online ou offline, não é aceitável. Agora temos um homem sob custódia e nossa investigação ...

Leia mais
Lewis Hamilton, da Mercedes, com camiseta antirracismo antes do GP de Silverstone
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Hamilton se revolta com reações racistas por vice da Inglaterra: ‘Nojento’

A Inglaterra ficou com o vice campeonato da Eurocopa ao perder para a Itália nos pênaltis e, nas redes sociais, uma onda de racismo caiu sobre os três jogadores ingleses que perderam as cobranças. Reagindo às ofensas sobre Rashford, Sancho e Saka, Lewis Hamilton não ficou calado e postou um texto em apoio aos jogadores. "O comportamento nojento de poucos mostra quanto trabalho ainda precisa ser feito. Espero que isso abra uma conversa sobre aceitação. Devemos trabalhar em prol de uma sociedade que não exija que os jogadores negros provem seu valor ou posição na sociedade apenas por meio da vitória. Todos na seleção da Inglaterra deveriam estar muito orgulhosos de suas conquistas e de como nos representaram", escreveu o piloto da Mercedes. Ativista e sempre presente no debate sobre a luta contra o racismo, o heptacampeão mundial também falou sobre a experiência de se ganhar e perder como um atleta negro e a ...

Leia mais
Saka é abraçado por companheiros após perder o pênalti na final da Eurocopa - Carl Recine/Reuters

Federação inglesa condena racismo contra jogadores após a derrota da Inglaterra

A Federação Inglesa de Futebol divulgou um comunicado, na madrugada da segunda-feira (12), condenando o abuso racista online contra jogadores após a derrota do time na disputa de pênaltis para a Itália na final do Euro 2020 no domingo. As seleções empataram com um gol após a prorrogação e a Itália venceu a disputa de pênaltis por 3 a 2, com os jogadores da Inglaterra Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka, todos negros, perdendo a cobrança de pênaltis. "A FA condena veementemente todas as formas de discriminação e está chocada com o racismo online que tem sido dirigido a alguns de nossos jogadores da Inglaterra nas redes sociais", disse o comunicado. "Não poderíamos deixar mais claro que alguém por trás de um comportamento tão repulsivo não é bem-vindo ao seguir a equipe. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para apoiar os jogadores afetados, ao mesmo tempo em ...

Leia mais
Influencer espera diante de guarda durante tumulto no Parque Ibirapuera, após acusar família de furtar celulares (Foto: Arquivo pessoal)

Autônomo acusa família de furtar celulares no Parque Ibirapuera e é chamado de racista: ‘Por que apontou para nós?’

Um homem acusou de furto de celular uma família com integrantes negros que pedalava no Parque Ibirapuera no início da tarde de sexta-feira (9), na Zona Sul de São Paulo. Após o início de um bate-boca que envolveu a presença de seguranças do parque, frequentadores do local que viram a cena acusaram o homem de racismo. O G1 presenciou parte da discussão. O caso foi registrado na Polícia Civil como difamação e injúria e será investigado. Genilson de Oliveira, de 38 anos, contou ao G1 que pedalava um triciclo com sua esposa enquanto os dois filhos estavam em bicicletas que a família alugou no parque, quando perceberam que estavam sendo filmados por um homem. Em seguida, ainda segundo Genilson, esse homem passou a acusá-los de ladrões, gritando. Guardas do parque compareceram ao local, na ciclovia, diante de um restaurante. Durante a discussão, frequentadores do restaurante se manifestaram aos gritos dizendo ter presenciado as acusações ...

Leia mais
Imagem: Geledes

Jovens negros são impedidos de entrar em shopping em São Bernardo do Campo, na Grande SP

Três jovens negros foram impedidos de entrar no shopping Golden Square, em São Bernardo do Campo, região metropolitana da capital, na quarta-feira (7). A denúncia foi feita pelas redes sociais do padre Júlio Lancelotti. Ele compartilhou a postagem do analista jurídico Luís Fernando Moreira, que presenciou a situação. De acordo com Moreira, ele estava entrando no shopping quando percebeu que havia três jovens na entrada sendo barrados. “Eu me aproximei e perguntei ao segurança o que estava acontecendo e ele me informou que tinha ocorrido um furto em alguma loja e por esse motivo estavam dialogando com eles. Eu perguntei ‘Foram eles que furtaram?’ e o segurança respondeu ‘Não’. Foi aí que eu disse a ele ‘Então você deixa eles passarem porque se você não deixar, vai responder civil e criminalmente porque é crime não deixar entrar qualquer pessoa em qualquer estabelecimento comercial’. Ele não falou mais nada e deixou ...

Leia mais
Imagem: Geledes

Motorista por aplicativo denuncia ter sofrido racismo após negar manobra indevida de cliente na BA: ‘Chamou de desgraçado preto’

Um motorista por aplicativo denunciou ter sido vítima de racismo após negar pedido de manobra indevida feito por uma cliente, durante uma corrida realizada no fim da manhã desta terça-feira (6), em Salvador. O momento foi registrado por uma câmera de celular.  No vídeo, é possível ver que a mulher, acompanhada de uma criança, desce do carro enquanto chama a vítima de "desgraçado" e "preto". "Ela começou a me ofender de preto desgraçado, disse que eu estava na merda, por isso estava rodando Uber. Disse que eu peguei o dinheiro dela sem levá-la ao destino", relatou Noelson Morais. O motorista de 33 anos conta que pegou a passageira em frente ao Shopping da Bahia, com destino ao Salvador Shopping. Segundo ele, a cliente pediu que desse "roubadinha" no trânsito, ato infracional, para chegar ao local mais rápido. No entanto, ele recusou a solicitação. "Falei para ela que não tinha como e ...

Leia mais
Branquitude: reconhecer-se enquanto pessoa branca e os privilégios atrelados a isso é passo importante na luta antirracista (Foto: Gabe Pierce/Unsplash)

Carta ao antirracista

Caro antirracista, Não nos conhecemos pessoalmente, mas seguimos um ao outro nas redes sociais. Aliás, geralmente acompanho perfis que compartilham notícias sobre as lutas dos povos oprimidos. E de uns tempos pra cá, reparei que você entrou de cabeça nas discussões sobre o racismo no Brasil. Achei bastante positivo, e deveria ser comum entre pessoas brancas que sonham com uma sociedade igualitária. O racismo não pode continuar sendo atribuído como um problema, exclusivo, dos negros e indígenas. Sejamos honestos, o racismo é fundamentado na branquitude, e uma de suas características é o conluio da elite econômica branca atuando na manutenção dos próprios privilégios. Portanto, a existência do racismo tem a ver com os que se parecem com você, e não comigo. Do lado de cá, somos somente vítimas. Mas vou te contar uma coisa, sou uma pessoa atenta às discussões que envolvem as questões raciais, e por isso, acabei percebendo ...

Leia mais
(Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista

O lançamento do Índice Folha de Equilíbrio Racial (Ifer) me motivou a retomar, mais uma vez, o tema das desigualdades sociais e raciais. Desenvolvido por Sergio Firpo, Michael França e Alysson Portella, economistas do Insper, o Ifer descortina as enormes desigualdades raciais regionais, destacando, por exemplo, que o Sudeste é, ao mesmo tempo, a região mais rica do Brasil e a que mais impõe barreiras para que pretos e pardos tenham as mesmas oportunidades que brancos. Nas palavras de França, “o índice busca sintetizar as barreiras que o negro enfrentou ao longo da vida”. A exposição Enciclopédia Negra, atualmente na Pinacoteca, revela parte desse cenário no campo das artes e apresenta ao público a obra de artistas escravizados e invisibilizados ao longo da história. São retratos criados por artistas negros contemporâneos e estudos de pesquisadores, como Luiza Mahin, Luzia Pinta, Emiliano Mundrucu, Liberata, Preto Félix, além de inúmeros registros de quem liderou rebeliões, negociou ...

Leia mais
Página 1 de 50 1 2 50

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist