Colégio afasta professor de história investigado por apologia ao nazismo, racismo e xenofobia

Enviado por / FonteG1, por Dayana Bueno

Professor atuava em colégio da rede estadual em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba

Um professor de história da rede estadual do Paraná foi afastado das funções nesta quinta-feira (18) durante uma investigação que apura apologia ao nazismo, racismo e xenofobia nas redes sociais. O afastamento foi confirmado pela Secretaria Estadual de Educação (Seed).

De acordo com a Polícia Civil (PC-PR), o homem é professor em dois colégios estaduais em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O g1 tenta identificar a defesa do professor.

Na manhã desta quinta, um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça a pedido da polícia foi cumprido contra o investigado. Os alvos foram residências do suspeito e armários dele em um dos colégios onde ele trabalha.

O pedido de afastamento das funções também foi uma solicitação da polícia à Justiça.

De acordo o delegado Vyctor Grotti, responsável pelo caso, o homem é investigado por incitar a discriminação e preconceito de raça, cor e procedência nacional, também como veicular símbolos para apologia ao nazismo, movimento extremista que matou seis milhões de judeus.

O que diz a Seed

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que o afastamento foi cumprido pelas direções dos colégios, apesar da pasta ainda não ter sido intimida oficialmente da decisão.

Ainda conforme a nota, a Seed acredita que a notificação do governo ocorrerá nesta quinta e que o afastamento será mantido.

Com a decisão, o professor está impedido de dar aula nas instituições.

Investigação da Abin

A Polícia Civil informou que foi informada do caso pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), serviço de inteligência civil do Brasil, responsável pelo do Sistema Brasileiro de Inteligência.

O g1 tenta contado com a agência.

+ sobre o tema

Cadê as Negras nas Revistas Adolescentes?

Já faz um tempo, recebi de uma leitora um...

Protesto contra racismo mobiliza sindicalistas no Leblon, Rio

Ato foi realizado em frente a supermercado onde gerente...

Croácia multada por racismo a Balotelli

  Adeptos croatas usaram objetos pirotécnicos e tiveram conduta imprópria,...

“Très chic”: O Brasil e a Xenofobia Seletiva

Postado por Blog do Rafael Castilho Engraçado, até outro dia os...

para lembrar

Pessoas brancas: o padrão social normativo

Se você é uma pessoa branca, você é uma...

A rebelião dos excluídos

Quatro intelectuais discutem a natureza dos rolezinhos, analisam a...

Em Salvador, um caso de racismo no dia de Iemanjá

Três mulheres negras foram expulsas de "festa VIP" em...
spot_imgspot_img

Morte de senegalês após ação da PM em SP completa um mês com investigação lenta e falta de acesso a câmeras corporais

Um mês após a morte do senegalês Serigne Mourtalla Mbaye, conhecido como Talla, que caiu do 6º andar após ação policial no prédio em que morava...

Maurício Pestana: escola de negros e o Terceiro Vagão

Em vários artigos já escritos por mim aqui, tenho apontado como o racismo no Brasil utiliza a via da questão econômica e educacional para...

Tragédia no RS apaga pessoas negras e escancara racismo ambiental

No início dos anos 2000, viajei a Mato Grosso do Sul para participar de um evento universitário. Lembro que na época eu causei espanto...
-+=