Tag: Preconceito

Para Mário Theodoro, membro da Abed (Associação Brasileira de Economistas pela Democracia), baixa presença de negros na economia tem origem no racismo estrutural (Foto: Luciana Jaccoud/Arquivo Pessoal)

Racismo no Brasil é tão profundo que ainda não sabemos nem medi-lo direito

Há uma benéfica tendência de construção de indicadores sobre a questão racial no Brasil. A Folha lançou há poucas semanas o Índice Folha de Equilíbrio Racial (IFER), possibilitando a percepção do nosso panorama racial de uma maneira até então inusitada. Indicadores desse tipo são importantes termômetros, favorecendo o monitoramento das desigualdades raciais e o acompanhamento de suas trajetórias nos diferentes aspectos da vida social e econômica. Mas têm seus limites, e devem ser manuseados dentro de análises mais abrangentes do que vem a ser a questão racial no Brasil. Infelizmente, muitos estudos sobre o racismo no Brasil, baseados em dados estatísticos, ainda apresentam limitações de cunho metodológico, que por vezes mascaram mais do que desvendam. Em geral, ao controlar todas as demais variáveis (educação dos pais, anos de estudos etc.), e comparar indivíduos ou grupos de brancos e negros, chegam à conclusão de que o diferencial de renda só pode ...

Leia mais
Foto: Pixabay

Tocantins registra aumento de casos de injúria racial e violência contra a população LGBTQIA+

O Tocantins terminou o ano de 2020 com aumento no número de casos de injúria racial e também violência contra a população LGBTQIA+. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública e foram divulgados nesta quinta-feira (15) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Segundo o levantamento, ao longo de todo o ano de 2020 foram registrados nas delegacias das 139 cidades do Tocantins 133 casos de injúria racial. No ano anterior, em 2019, o total foi de 99 casos, um aumento de 32,9%. Isso significa que a taxa de casos do tipo no Tocantins subiu de 6,3 a cada 100 mil habitantes para 8,4 casos a cada 100 mil moradores. Na média nacional houve queda no número de casos de injúria racial, mas aumento no número de denúncias de racismo. No Tocantins, os boletins de ocorrência não fazem diferenciação entre as duas classificações e por isso todos os casos aparecem como ...

Leia mais
Willow Smith (Foto: Rich Fury/Getty Images)

Willow Smith fala sobre o preconceito que sofreu por ser negra e ouvir Rock

Willow Smith falou sobre um assunto bem sério durante uma nova entrevista com a V Magazine. Na conversa (via Buzzfeed), a cantora falou sobre o preconceito que sofreu ao ser uma mulher negra que gostava de Rock na adolescência. Willow afirmou que era fã de My Chemical Romance e Paramore, e sofreu bullying na escola por isso. Ela contou: Ser uma mulher negra na cena do Metal é muito, muito diferente, fora as pressões que a indústria da música coloca sobre você. Agora, é tipo uma pressão adicional da cultura do Metal, do mundo do Metal e do Rock em geral. Eu costumava sofrer bullying na escola por ouvir Paramore e My Chemical Romance. Smith continua: Através da música que estou lançando agora e da representação que posso trazer para essa mistura, eu espero que as garotas negras que estão ouvindo meu trabalho vejam que há mais de nós por aí. É uma coisa real, você não ...

Leia mais
GEOVANA BEMBOM/METRÓPOLES

Trabalhadores vão à Justiça cobrar indenização por homofobia

“Bicha gorda, bicha feia, bicha sem graça”. João, 26, afirma que ouvia variações dessa frase diariamente de um dos gerentes da rede de lanchonete em que trabalhava desde 2018. Segundo Márcio, as ofensas estavam no armário do supermercado onde era operador de caixa há cerca de cinco anos: “viado”, “gordo”. Mariana diz que ouvia da chefe com frequência que “não tinha mãe”, pois era homossexual. Mariana, Márcio e João são nomes fictícios de trabalhadores reais que buscaram a Justiça do Trabalho em busca de indenização alegando assédio moral decorrente de episódios de homofobia de superiores e colegas de trabalho. Segundo levantamento do Datalawyer para a Folha, nos últimos cinco anos, pelo menos 2.133 ações trabalhistas citavam homofobia em seus pedidos iniciais. O valor total dessas causas somou R$ 147,7 milhões. Em média, esses processos pediam R$ 142,7 mil, valor que inclui o total de verbas pedidas pelos trabalhadores, e não ...

Leia mais
Emanuelle da Silva, 44, é efetiva da guarda patrimonial (Foto: RONALDO SILVEIRA)

Mercado de trabalho ainda é desafio para as transexuais

O dia 9 de setembro de 2020 foi um marco na vida de Jhenny Silva, 28. Mesmo tendo assumido sua identidade de gênero aos 12 anos, ela enfrentou por anos na pele a dor do preconceito social e, como não conseguia se inserir no mercado de trabalho, passou a atuar como faxineira e cuidadora de idosos para sobreviver, mas de forma informal. A primeira oportunidade de um emprego com carteira assinada veio somente há quatro meses, quando ela foi contratada como agente de limpeza em uma empresa terceirizada no Hospital Regional de Betim. “Já passei por algumas situações, como olhares constrangedores. Mas nunca fui humilhada ou desrespeitada no meu trabalho. Ainda não fiz qualquer tipo de transformação no meu corpo e apenas tenho características femininas, o que acho que me ajudou ter uma aceitação mais fácil na sociedade. Mas vejo que as trans que têm o corpo transformado sofrem muita ...

Leia mais
A ação em frente a casa de Samara Sosthenes foi testemunhada - Arquivo pessoal

Homem dispara tiro em frente a casa da covereadora Samara Sosthenes (PSOL-SP)

A covereadora Samara Sosthenes (PSOL-SP) publicou nas redes sociais que um homem em uma moto efetuou um disparo para cima na madrugada deste domingo (31) em frente a casa em que ela reside com a mãe e os irmãos. Samara Sosthenes é travesti e mora na ocupação Prestes Maia, no Centro da capital paulista. No último dia 29 ela participou de ações voltadas para o Dia Nacional da Visibilidade Trans.   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por Mandata Quilombo Periférico (@quilomboperiferico) Outros casos Além de Samara Sosthenes, as também parlamentares Carolina Iara e Erika Hilton, ambas pelo PSOL na capital paulista, sofreram atentados e ameaças diretas a sua integridade física nos últimos dias. Na madrugada do dia 26 de janeiro, a residência da covereadora Carolina Iara, localizada na Zona Leste de São Paulo, foi atingida por dois disparos. A bancada pessolista alegou se tratar de um crime político. Também no dia 26, ...

Leia mais
FÁBIO VIEIRA/ESPECIAL METRÓPOLES

Após ser alvo de ataques transfóbicos e racistas, Érika Hilton irá processar 50 pessoas

Érika Hilton (PSOL-SP), vereadora mulher mais votada em todo o Brasil, irá protocolar uma ação nesta quarta-feira (6) contra 50 pessoas que teriam proferido ameaças racistas, machistas e transfóbicas contra ela nas redes sociais. De acordo com a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a parlamentar irá requerer que as plataformas Facebook, Twitter e Instagram entreguem os dados dos perfis para que os agressores paguem uma indenização de R$ 10 mil por danos morais. Na ação, os advogados reuniram postagens onde os agressores xingam a parlamentar de “raça imunda, “traveco”, “ser desprezível”, “vagabunda”, “jumenta”, além de ofensas raciais como “cabelo desse serve pra tirar ferrugem de ferro”. “Quando uma mulher negra e travesti passa a ocupar uma função pública de prestígio, ataques em redes sociais são utilizados como tática de intimidação”, destaca um trecho da ação. Érika é a primeira mulher transgênero eleita para a Câmara ...

Leia mais
A parlamentar Laetitia Avia propôs a nova nova lei, enquanto o primeiro-ministro Jean Castex foi ridicularizado por seu sotaque (GETTY IMAGES)

Por que a França pode criminalizar a discriminação pelo sotaque

Imagine um conhecido político, líder de seu partido, em meio a um frenesi de jornalistas e sendo questionado por alguém que tem um forte sotaque. Ele olha para a repórter, como se não tivesse entendido nada, e diz zombando dela: "Desculpe, não entendi uma palavra. Alguém pode me fazer uma pergunta em português adequado?" Chocante, certo? Foi o que aconteceu na França, em uma cena registrada entre Jean-Luc Mélenchon e uma repórter da TV regional francesa. A ofensa cometida por ela? Ter um forte sotaque do sul do país. Jean-Luc Mélenchon pediu desculpas por sua reação, mas se justificou dizendo que a jornalista vinha zombando dele (GETTY IMAGES) Sotaques regionais na França são há muito tempo alvo de um desdém paternalista parisiense. Ai de qualquer pessoa com uma pitada do sul em sua voz que queria crescer em sua carreira na radiodifusão ou na política nacional, ...

Leia mais
Toni Garrido (Foto: Léo Caldas/Instagram @leocaldas)

Em dia de live do Cidade Negra, Toni Garrido fala de preconceito: ‘Às vezes, me sinto ET’

Aos 52 anos, Toni Garrido ainda se sente um garoto em busca de novas experiências. Mesmo admitindo não ser um homem completamente tecnológico, o artista está antenado e entende que as lives passaram a ser uma realidade de sua classe. Tanto é que ele realiza nesta quarta-feira com a banda Cidade Negra seu primeiro show com transmissão online depois do início da pandemia do novo coronavírus. Mas deixa claro que a data, 13 de maio, dia da assinatura da Lei Áurea, é mera coincidência. No bate-papo, o cantor, que também está no ar em “Totalmente Demais” como um professor, afirma que ainda sente o preconceito racial e que, em certos lugares, tem a impressão de ser um ET. Como você tem enfrentado esse isolamento social? Tenho a gratidão de ter uma família e uma casa. De ter a quem olhar e quem olhe por mim. Tenho a minha mãe para ...

Leia mais

Violência, intolerância e a falsa cordialidade dos brasileiros

A escritora e antropóloga Lilia Schwarcz fala sobre a conjuntura política do país e coloca em xeque a imagem de cordialidade projetada pelos brasileiros no exterior Por Marcelo Menna Barreto, Do Extra Classe “A grande ideologia do branqueamento no Brasil esconde uma sociedade de privilégios muito estabelecidos. E são privilégios brancos” (Foto: Renato Parada) Professora titular do Departamento de Antropologia da Universidade de São Paulo (USP) e visitante em Princeton, a escritora e antropóloga Lilia Schwarcz declina do rótulo de historiadora mais importante da atualidade no Brasil. “Agradeço, mas não sou”, avisa a autora de Raça e Diversidade e As barbas do Imperador. Modéstia à parte, seu mais recente trabalho, Sobre o autoritarismo brasileiro (Cia. das Letras, 2019, 280 p.) foi publicado pela Princeton University Press sete meses após o lançamento no Brasil e, agora em abril, será lançado em Portugal pela Objectiva. Doutora em Antropologia ...

Leia mais
Brighton e Chelsea empataram em 1 a 1, nesta quarta-feira (Foto: Getty Images)

Torcedores são presos por racismo e homofobia em Brighton x Chelsea

Os três detidos durante empate em 1 a 1, no dia 1º de janeiro, aguardam julgamento; Paul Barber, executivo do time da casa, declara repugnância aos atos: 'Estamos cansados' No Lance! Brighton e Chelsea empataram em 1 a 1, nesta quarta-feira (Foto: Getty Images) Três torcedores foram presos por ofensas racistas e homofóbicas durante o empate em 1 a 1 entre Brighton e Chelsea, no dia 1º de janeiro, na Amex Arena, pela 21ª rodada do Campeonato Inglês. As detenções foram anunciadas em comunicado do clube do litoral sul britânico, mandante da partida. O Brighton informou que dois homens foram expulsos do estádio por conta de insultos racistas a jogadores do Chelsea, e outro visitante por supostas ofensas homofóbicas em direção a torcedores locais . “Todos os três foram detidos pela polícia fora do estádio e aguardam julgamento”, informou o comunicado. - Mais uma vez nossa ...

Leia mais
ROBERT A TOBIANSKY VIA GETTY IMAGES

O recado da diretora global de diversidade do Facebook para quem lida com preconceitos no mercado de trabalho

Maxine Williams é uma das poucas mulheres negras da empresa e almeja dobrar proporção de minorias nos próximos cinco anos. Por Ana Beatriz Rosa, do Huffpost Brasil Maxine Williams (ROBERT A TOBIANSKY VIA GETTY IMAGES) É fácil reconhecer Maxine Williams em qualquer escritório do Facebook por onde ela passa. Não é somente por ela ser uma das poucas mulheres negras a ocupar uma cadeira, mas por ela ser reconhecida por suas ambições. Responsável pela estratégia global de diversidade da gigante de tecnologia, Williams anunciou uma força tarefa para dobrar o número de mulheres na empresa nos próximos cinco anos. Nos escritórios dos Estados Unidos, ela também quer dobrar o número total de funcionários negros e hispânicos. Isso porque, como a maioria das empresas do Vale do Silício, as decisões no Facebook são tomadas em sua maioria por homens americanos brancos ou asiáticos. No entanto, dados sobre ...

Leia mais
Getty Images/Reprodução

Príncipe Harry diz que ‘preconceito inconsciente’ alimenta racismo

O viés inconsciente pode levar a um comportamento racista mesmo em pessoas que não se consideram racistas. Essa é a opinião do príncipe Harry em uma reportagem que será publicada na revista Vogue britânica. Da BBC Príncipe Harry  (Getty Images/Reprodução) O Duque de Sussex afirmou que esse viés é algo que "muitas pessoas não entendem" e que o preconceito é algo "aprendido com gerações mais velhas, ou através da publicidade, do ambiente em que você vive." "A não ser que percebamos que somos parte deste ciclo, teremos que lutar contra isso para sempre", afirmou. O membro da família real britânica fez os comentários durante uma entrevista com a conservacionista Jane Goodall, que será publicada na edição de setembro da revista Vogue - o volume tem como editora convidada Meghan Markle, mulher de Harry. O assunto do preconceito inconsciente surgiu durante uma conversa sobre crianças – e ...

Leia mais
Foto: Luis Antonio Hangai / Agência RBS

Preconceito: uma luta sem fim

Presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra da OAB fala sobre a importância de recontar histórias e promover a reparação social Por Pedro Moraes, no Folha de Londrina   Humberto Adami. (Foto: Luis Antonio Hangai/Agência RBS)   A assinatura da Princesa Isabel marcou uma mudança sem precedentes na sociedade brasileira. Naquele dia 13 de maio de 1888, a Lei Imperial nº 3.353 - popularmente conhecida como Lei Áurea - extinguiu a escravidão no Brasil. O último país das Américas a tomar essa decisão, no entanto, não havia planejado a inclusão dos negros na sociedade. Passados 130 anos, as consequências estão expostas nas páginas de noticiário. O racismo e a desigualdade social são apenas duas das muitas cicatrizes ainda abertas. Numa tentativa de combater tais problemas e aumentar a visibilidade da história dos negros, o conselho federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) criou ...

Leia mais
imagem: Trip Transformadores

“Questionar as cotas ou é ignorancia ou é má-fé”

Sueli Carneiro é uma das principais lideranças do movimento feminista e negro do Brasil. Filósofa, doutora em educação e escritora, ela milita nesta área há mais de três décadas e é uma das fundadoras do Geledés – Instituto da Mulher Negra, organização que comemora em 2018 trinta anos de fundação. Por toda sua contribuição na luta contra o racismo e o sexismo, Sueli foi uma das homenageadas do Trip Transformadores 2018, premiação que aconteceu na ultima quinta-feira, dia 22 de novembro. Na conversa com o Trip FM, Sueli reflete sobre as particularidades do racismo no Brasil.  

Leia mais

PRECONCEITO: O que é? Possuímos? Como evitá-lo?

Entre o nascer e o morrer nós somos, e esse ser é perpassado por um torna-se sem cessar. Por isso ninguém poderia se banhar num mesmo rio duas vezes: ao entrarmos, sairmos e retornarmos, as águas já teriam passado e seriam outras e nós mesmos já teríamos, ainda que minimamente, nos transformado também e seriamos outros. Há, portanto, um ser e um estar sendo nesse exato momento e que nos constituem. Mas o que constitui esse ser e esse estar sendo? Por Lucas Jairo C. Bispo para o Portal Geledés  Foto: Reprodução/ YouTube É possível que entre aquilo que nos constitui e o que está nos constituindo existam preconceitos. Em caso positivo, uma das características desses preconceitos na relação conosco é não se apresentarem como preconceitos para nossa consciência. Isto porque, como veremos, na medida em que a consciência percebe um preconceito como um preconceito este se desfaz enquanto um preconceito. ...

Leia mais
Sistema educacional foi inventado pela classe dominante para justificar sua posição na sociedade, disse o sociólogo francês Pierre Bourdieu ( foto: GETTY IMAGES)

O que é o ‘educacionismo’, preconceito muitas vezes ignorado contra pessoas menos escolarizadas

Na primeira vez que pisou em um campus universitário, Lance Fusarelli se sentiu cercado de pessoas que pareciam saber mais do que ele - sobre a sociedade, gracejos sociais e "tudo que era diferente". Por Melissa Hogenboom, da BBC  Sistema educacional foi inventado pela classe dominante para justificar sua posição na sociedade, disse o sociólogo francês Pierre Bourdieu ( foto: GETTY IMAGES) Ele atribui essas diferenças à sua bagagem cultural. Fusarelli não cresceu na pobreza, mas em uma cidade de operários em uma pequena área rural em Avella, na Pensilvânia (EUA). Foi o primeiro de sua família a chegar à universidade - sua mãe engravidou e teve que deixar a escola, enquanto seu pai foi trabalhar em uma mina de carvão ainda na adolescência. Viveu em um ambiente onde poucos continuaram estudando além do ensino médio. Funcionou para ele, que agora é altamente escolarizado - atua como ...

Leia mais

Esta imagem escancara o preconceito e a luta contra ele

Uma propaganda escancarou o preconceito e a intolerância da sociedade, mas os responsáveis pela publicidade reagiram no Catraca Livre Uma propaganda de lingerie mostra qual pode ser o papel da publicidade no combate aos mais diversos tipos de preconceito. Trata-se de um outdoor que exibe peças de roupa íntima da marca Blush, criado pela agência DDB Berlin. Ao contrário das imagens convencionais, que mostram mulheres com medidas e características de beleza padronizadas, a DDB inovou ao colocar um homem usando os trajes. "Para todas as mulheres. Nós dissemos 'todas'", diz o texto que acompanha a imagem, colocada em uma rua da capital alemã na mesma época de eventos pró-LGBT que aconteceriam na cidade, em julho. Infelizmente, o preconceito da sociedade agiu rápido: uma pessoa se dispôs a perder o seu tempo e arrancou o cartaz, de 8 metros quadrados. Ao saber do caso, a marca não se calou. Pelo contrário: fez ...

Leia mais

Projeto registra rotina na África para desconstruir a narrativa clássica sobre o continente

Quando pensamos no continente africano de modo geral, o que nos vem à cabeça, admitamos, é uma coleção de clichês. Mulheres carregando água, crianças esquálidas e famintas, animais selvagens, tribos ancestrais, homens com metralhadoras, violência, misérias absolutas e paisagens naturais deslumbrantes. O próprio fato de pensarmos sobre um continente inteiro de uma mesma forma já ilustra o engano de tal generalização. no Hypeness Pois uma conta no Instagram passou a reunir imagens para tentar desfazer esses estereótipos e demonstrar a evidente variedade de perspectivas e possibilidades que o continente africano oferece. Ginika is on her way to join thousands of Nigerian law graduates called to bar in Abuja, Nigeria. @tomsaater Graduanda de direito na Nigéria O projeto começou da reunião do jornalista Austin Merril com o fotojornalista Peter DiCampo, para registrarem como estava a Costa do Marfim depois de 10 anos de intensa crise. No lugar ...

Leia mais

LEITURAS PERIFÉRICAS: entre conceitos e o desfazer de preconceitos

Encontrar uma definição para o termo periferia que possa abarcar as milhares de periferias do mundo contemporâneo não é uma tarefa simples. Foi tentando encontrar respostas para este desafio que representantes de 15 países se reuniram em uma dos maiores conglomerados de favelas do mundo: o complexo de favelas da Maré. Por Donminique Azevedo do Portal Correio Nagô. A ideia de construção de uma visão convergente – aberta a adesões e contribuições – norteou o encontro, realizado, em meados deste mês, que contou com gente dos EUA, México, Costa Rica, Colômbia, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, África do Sul, Portugal, Escócia, Inglaterra, França, Egito, Moçambique, Índia, China e Austrália. A Maré conta com 16 comunidades, cada uma com suas especificidades. Cercada pelas linhas Vermelha, Amarela e pela Avenida Brasil, o conjunto passa por um aumento significativo da poluição. Por outro lado, há uma relação de proximidade das pessoas com a ...

Leia mais
Página 1 de 3 1 2 3

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist