Andrade, técnico campeão desempregado

Por: Redação: Com Agências

Rio – Andrade, o técnico campeão brasileiro pelo Flamengo, em 2009, – o primeiro negro a conquistar esse título – disse, em entrevista ao Programa Espetacular, da Rede Globo, que muitas pessoas já o avisaram de que o motivo de estar desempregado desde março é o racismo.

Segundo o treinador, muitas pessoas insinuam isso mas que ele prefere não acreditar. “Estou aguardando uma oportunidade, um convite de alguma equipe. Isso não aconteceu desde que saí do Flamengo. É chato, é um momento de ansiedade. Nunca passei tanto tempo desempregado”, disse na entrevista

Andrade diz não conseguir encontrar explicações para não ser aproveitado. O técnico conta que se faz perguntas como: “Qual foi o erro que eu cometi? O que eu fiz de errado para não merecer uma oportunidade? É porque eu fui campeão brasileiro? Porque cheguei a final do carioca? Porque classifiquei o time para a Libertadores? Será que eu não merecia uma chance de trabalho?” 

Ele ainda comenta que vê vários técnicos trocando de clube e “que seu nome nunca aparece.” Andrade espera receber a segunda parte da premiação pela conquista do Brasileiro. De acordo com o treinador, “além de não ter pago o bicho, o Flamengo não o demitiu pelos resultados, já que ele possuía 73% de aproveitamento no geral”, completa.

Fonte: Afropress

+ sobre o tema

Prefeitura de SP lança cartilha para combater racismo

Por: Renan Carreira     São Paulo -...

Itália – Uma forma original de protestar

Jogadores do Rioveggio manifestaram-se contra o racismo É,...

Jim Crow à brasileira: algumas impressões sobre “13ª emenda”

Já ouvi muita gente falar das diferenças entre o...

Nasceu

Ela nasceu assim, atrasada, recatada sem ter hora pra...

para lembrar

spot_imgspot_img

Novo Selo de Igualdade Racial será lançado para incentivar diversidade nas empresas, anuncia Anielle Franco

O governo federal planeja introduzir, até o final do ano, um "Selo de Igualdade Racial" destinado a reconhecer empresas públicas e privadas que implementam...

Professora denuncia aluno por injúria racial após estudante escrever ‘preto não é gente’ em folha de papel

Uma professora denunciou um estudante de 14 anos à polícia após ele escrever "preto não é gente" em uma folha de papel, em uma...

5 por dia: Bahia lidera ranking de mortes em ações policiais no primeiro quadrimestre

Enquanto a localização de lideranças criminosas aumentou na Bahia no início de 2024, a letalidade das ações policiais também registrou crescimento. De acordo com o Ministério...
-+=