quarta-feira, setembro 22, 2021
InícioEm PautaAnistia Internacional repudia manifestações pró-Regime Militar

Anistia Internacional repudia manifestações pró-Regime Militar

A Anistia Internacional repudia qualquer manifestação que tenha por objetivo pedir a volta do Regime Militar que se instalou de 1964 a 1985, no Brasil. O Golpe Militar deu início a um período de exceção, marcado por graves violações de direitos humanos, como direito à vida, direito à dignidade humana, à liberdade de associação, à liberdade de expressão, entre outros.

Da Anistia Internacional 

blank
Divulgação/Anistia Internacional

“Em um momento de crise global, em que todos os brasileiros precisam de um governo que enfrente à crise da COVID-19 e garanta o acesso à assistência médica de forma ampla, sem deixar nenhum cidadão para trás, fazer memória do Regime Militar e defender seu retorno é um enorme retrocesso. Expõe o cidadão brasileiro a violações de direitos humanos fundamentais garantidos pela Constituição de 1988. Não podemos esquecer que durante o Regime Militar torturas, estupros, assassinatos, cassações de direitos políticos e desaparecimentos forçados foram praticados por agentes do Estado que tem o dever de proteger toda a população, independente de seu posicionamento político e ideológico. É grave que o presidente Jair Bolsonaro participe de manifestações que exaltam o Regime Militar, pois ele deve dar exemplo de garantias de direitos para todos os brasileiros e brasileiras”, afirma Jurema Werneck, diretora-executiva da Anistia Internacional Brasil.

 

Leia Também:

A Passeata dos 100 mil foi ‘um dia glorioso para os brasileiros’

Como explicar pra minha filha pequena homens defendendo ditadura?

RELATED ARTICLES