Árbitros protestam contra punição branda por racismo

Os quartetos de arbitragem que trabalham neste domingo nas partidas do Campeonato Gaúcho protestaram contra a punição branda recebida pelo Esportivo por conta dos atos de racismo praticados, há 10 dias, contra o árbitro Márcio Chagas da Silva. O clube perdeu cinco mandos de campo e recebeu multa de R$ 30 mil.

Antes dos jogos deste domingo, os quartetos de arbitragem se alinhavam no meio do gramado e permaneciam, parados, com os braços cruzados, em ato de protesto. O gesto lembra a ação do Bom Senso FC, no Brasileirão do ano passado, quando os jogadores se posicionaram contra o calendário do futebol brasileiro.

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul definiu na noite desta quinta-feira as punições ao Esportivo pelas injúrias raciais sofridas pelo árbitro no jogo contra o Veranópolis, em Bento Gonçalves, no dia 5 de março. “Estou decepcionado. Toda a sociedade brasileira esperava uma posição mais forte”, avaliou o árbitro Márcio Chagas, no dia seguinte.

No dia 5, Márcio Chagas ouviu xingamentos antes, no intervalo e após o jogo Esportivo x Veranópolis, como, por exemplo, “macaco safado”. Além disso, Márcio Chagas encontrou seu carro amassado, arranhado e com bananas no capô e no teto.

O julgamento de quinta-feira durou mais de quatro horas. O relator Paulo Abreu votou pela aplicação das penas máximas: exclusão do campeonato e multa. Paulo Nagelstein pediu multa de R$ 20 mil e perda de mando de campo de cinco jogos. Álvaro Paganotto seguiu o relator. Por fim, o presidente Marcelo Castro, com voto peso dois, decidiu pela multa de R$ 30 mil e perda cinco mandos para o Esportivo, que já cumpre a punição neste domingo, enfrentando o São José em Veranópolis.

 

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

Os Caminhos da Sociedade Civil e o Sentido de suas Organizações e Coletivos

As manifestações brasileiras, e tantas outras pelo mundo,...

Marcha Mundial das Mulheres discute trajetória do feminismo na América Latina

Nesta terça-feira (27), as participantes discutem sobre as...

para lembrar

Ator é vítima de racismo durante espetáculo:’Isso não pode ficar impune’

Uma espectadora interrompeu a peça e deu uma banana No...

Grupo antirracismo critica apoio do Liverpool a Suárez

Um grupo que realiza campanhas contra o racismo no...

Minas registra um novo caso de racismo a cada 22 horas e 16 minutos

Expressivo, número de crimes raciais levados aos tribunais está...

Austrália propõe mudar lei, mas aborígenes querem mudança real

Por: Liz Lacerda Alison Golding tinha 10 anos...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=