Astronauta da NASA conquistará recorde para mulheres negras no espaço

Jessica Watkins será primeira mulher negra a viver por tempo estendido no espaço

A astronauta Jessica Watkins, da NASA, abrirá um recorde digno de preservação, como a primeira mulher negra a viver por tempo estendido no espaço. Em abril, a especialista voará a bordo da missão Crew-4, operada pela SpaceX, em direção à Estação Espacial Internacional (ISS), onde viverá e trabalhará por cerca de seis meses.

Essa será a primeira viagem de Watkins, que também é membro do Programa Artemis – o esforço da NASA para enviar o homem de volta à Lua.

“Eu penso ser importante reconhecer essa conquista de nossa agência e de nosso país, para sabermos que estamos construindo a fundação que foi iniciada por todas as mulheres negras astronautas que vieram antes de mim”, disse Watkins à rádio americana NPR. “Eu definitivamente me sinto honrada em ser uma pequena parte deste legado, mas também por ser um membro em pé de igualdade ao restante da equipe”.

Apesar de não ser a primeira astronauta – ou mulher – negra no espaço, Watkins tem a honraria de ser a primeira em uma missão de longo prazo. Antes dela, há 30 anos (1992), Mae Jemison foi a primeira mulher negra do mundo a sair da Terra. Desde então, apenas outras três repetiram o feito: Stephanie Wilson e Joan Higginbotham, pela NASA e, mais recentemente, Sian Proctor, pela missão privada Inspiration4.

Dos 250 astronautas que já viajaram à ISS, apenas 10 eram de pele negra. Hoje, o corpo de astronautas da NASA conta com três mulheres negras, mas com exceção de Watkins, as outras ainda não voaram. São elas Yvonne Cagle e Jeanette Epps. Cagle não foi convocada para nenhuma missão até o momento, enquanto Epps tem uma cadeira assinalada na missão Starliner-1. Embora ela tenha sido selecionada em 2020, o lançamento da missão foi adiado de 2022 para 2023 devido a problemas encontrados na nave Starliner, da Boeing.

A missão Crew-4, da qual Jessica Watking será a especialista, está marcada para lançamento em 15 de abril de 2022. A missão contará com outra mulher, a italiana Samantha Cristoforetti, da ESA, foi posicionada como comandante do voo.

+ sobre o tema

Veto Já! Contra o golpe em nossos corpos e direitos

Contra o retrocesso, o racismo, a violência e Pelo...

“Fui modelo na Europa, fiz sucesso no Brasil e hoje vivo em Buenos Aires”

"Nasci no ano em que a grande cantora Angela...

estilista baiana, Mônica Anjos, apresenta sua nova coleção em São Paulo

Bazar VIP será promovido, neste sábado dia 9, para...

para lembrar

Sete lições de liderança que aprendi com mulheres negras

Que lições as mulheres negras que ocupam a cena...

Diretora do Instituto Marielle quer mais mulheres negras na política

Desde fevereiro deste ano, o Instituto Marielle tem nova...

‘Confio totalmente na urna eletrônica’, diz primeira negra indicada ao TSE

A advogada baiana Vera Lúcia Santana de Araújo tornou-se...

Astronauta será a primeira mulher negra dos EUA, à integrar uma missão longa da Nasa

Jeanett Epps é Doutora em Engenharia Aeroespacial, formada pela...
spot_imgspot_img

Editorial Terra de Direitos: Um Supremo Tribunal Federal diverso fortalece a democracia

Com a aposentadoria de Rosa Weber, a terceira mulher a integrar o Supremo Tribunal Federal (STF), em setembro, os debates sobre a próxima indicação...

Lula deveria nomear uma mulher negra para o STF, diz Angela Davis

"Lula deveria ter nomeado uma mulher negra para a suprema corte brasileira, mas não qualquer mulher negra", diz a filósofa e ativista negra feminista Angela...

Ministra Anielle Franco fala sobre racismo em cargos públicos e defende mulher negra no STF: ‘Ia ser histórico’

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, afirmou nesta quinta-feira (29), em São Paulo, que ainda é preciso lutar contra o racismo na política e,...
-+=