BAHIA capacita agentes e operadores em seminários

 

De olho no mercado turístico afro descendente, a Bahia realizará dois seminários de Turismo Étnico, a fim de promover o segmento em âmbito estadual, nacional e internacional para agentes e operadores de viagem. O 1º Seminário Estadual de Turismo Étnico-Afro ocorrerá em maio, e o 1º Seminário Nacional e Internacional será em agosto.

 

A presidente da Bahiatursa, Emília Salvador Silva, destacou a importância de investimentos nos mercados emissores para o turismo étnico, já que no ano passado o segmento teve incremento de 300% no fluxo. “Queremos investir mais no mercado nacional e buscar mais mercados internacionais. Estamos focando os mercados que mais podem trazer resultados positivos. Percebemos que os festivais gastronômicos são uma ótima forma de promover o turismo da Bahia, atingindo inclusive o público final”, declarou.

 

Já o coordenador Billy Arquimimo diz que os seminários irão mostrar a diversidade do turismo étnico. “Mostraremos os destinos onde terão os roteiros voltados para o segmento. A Bahia tem muita coisa para ser explorada pelo turismo étnico, não só o afro como o indígena também”, destacou.

 

Durante os seminários, o Escritório Internacional de Capoeira e Turismo da Secretaria do Turismo servirá para estabelecer um canal entre as academias, associações, grupos e escolas de capoeira com o trade turístico do Estado, qualificando e garantindo instrumentos de comunicação e promoção, além de viabilizar operações turísticas como forma de estímulo ao turismo étnico na Bahia. “A capoeira é a representação da ancestralidade africana e elemento chave do turismo étnico-afro. A capoeira fomenta a atração de turistas e valoriza a imagem do estado”, enfatiza a responsável pelo escritório, Tâmara Azevedo.

 

Fonte: Brasil Turis

+ sobre o tema

Raça Negra: “Fazemos samba romântico, não pagode”

Pela primeira vez na Virada Cultural, banda realiza show...

Piedad Córdoba: A despedida de uma lutadora incansável pela paz.

En el día de ayer fallecío la senadora colombiana...

Quantos escravos trabalham para você? Que tal fazer o cálculo?

No dia 13 de maio de 1888 era assinada...

“Só nos dão o osso” – releia entrevista com Ariano Suassuna

Confira conversa realizada com o autor, que morreu nesta...

para lembrar

Lidiane Machado: a carioca que vem dando o que falar nas passarelas plus size

Há pouco menos de um ano, o estilista americano...

O comércio de escravos um novo negócio(1444)

Agosto,08-A partilha de escravos na vila de Lagos As viagens...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=