Bem na foto – Por Fernanda Pompeu

Enfim mudei da vila Madalena para a vizinha Beatriz. Como a mudança é provisória, enquanto a casa antiga é reformada, estou com olhar de turista. Minha primeira providência foi checar a padaria da esquina. O nome dela é Leão Coroado. Para quem não sabe, o Leão Coroado foi um recifense que morreu esquartejado por querer a República, por volta de 1817.

Me preparei para a degustação probatória. A textura do café expresso, a morenice do pão francês, a qualidade da manteiga. Pelos meus critérios os itens ganharam nota 7. Enquanto estava nesse jogo, minha atenção foi atraída para uma imensa fotografia – pregada em uma das paredes da padoca.

A data, 1956. A legenda, comissão organizadora da igreja Nossa Senhora da Aparecida da Vila Beatriz. Lá estão mais de vinte pessoas sobre a laje da construção. Todas com cara de orgulho, olhando diretamente para a câmera do fotógrafo. É uma bela foto.

Fixei em uma personagem. No único bebê. Está no colo do pai, ou do tio? Hoje ele ou ela terá exatamente a minha idade. Se, como eu, vivo estiver. Aliás, cinquenta e sete anos passados, muitos dos fotografados devem estar posando no céu para a câmera de Santa Clara, padroeira da televisão.

Essa igreja da Vila Beatriz tem um coral. Ouço-o da minha janela quando das missas de domingo. Acho aconchegante vozes coletivas. É uma certidão de comunidade. Qualquer dia, prometo, vou visitá-la. Quero ver os rostos que cantam.

Mas enquanto não faço isso, volto a pensar na foto da Leão Coroado. Ela me faz lembrar de outras fotografias com anônimos. Por exemplo, quando minha mãe mostra fotos da sua infância. Ela vai rememorando: “Esse é meu avô Heronides Cassiano. Essa é minha tia Augusta. Aquele, meu irmão Térbio. Já a garota à esquerda não faço ideia de quem seja.”

Quem será a menina à esquerda? Pois sei da história do Heronides, da Augusta, do Térbio. Sei como eles morreram. Mas nada sei sobre a anônima da foto. De repente, posso inventar qualquer vida e morte para ela. Curioso, é a ausência de nomes e de fatos que alucina nossa imaginação.

 

 

Fonte: Yahoo 

+ sobre o tema

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

para lembrar

Se você tinha um cavalo, você valia um cavalo quando adoecia

Ela desistiu de pintar os cabelos e resolveu deixar...

Minorias lutam por lugar nas estatísticas

Gays, umbandistas e negros se mobilizam para incentivar mais...

Eleição tem mais brancos que a proporção da população brasileira

A maioria dos candidatos das eleições deste ano se...

STF precisa consolidar uma cultura de direitos humanos

Por César Augusto Baldi   Desde o início...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a tramitação em regime de urgência do projeto de lei que equipara aborto acima de 22 semanas...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira (13) atos de movimentos feministas contra o projeto de lei que equipara aborto a homicídio,...
-+=