Bilhete racista e xenofóbico é deixado em banheiro da UFC; universidade repudia

Em nota, a UFC ressalta manter política inclusiva que a tornou uma das universidades que mais acolhem estudantes estrangeiros.

Do G1 

Bilhete anônimo com mensagens de ódio foi deixado em banheiro da UFC (Foto: Reprodução/G1)

Um bilhete anônimo foi deixado em um banheiro do Centro de Humanidades da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, com conteúdo racista e xenofóbico. “Esses africanos devem sair dessa universidade. Essa gente só dá despesa para a UFC […]. Fora, africanos, venezuelanos e todo o lixo que contamina a UFC.” diz um trecho da mensagem.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (18), a Administração Superior da UFC repudia a “manifestação de racismo e xenofobia” expressa no bilhete. Os autores da mensagem não foram identificados.

“A própria condição de anonimato, na qual se refugiou o autor da mensagem, expressa, por um lado, covardia, e por outro, a convicção de que suas palavras maldosas não ecoam em nossa instituição, que se fundamenta em princípios éticos inarredáveis e numa defesa intransigente dos valores humanistas.”

Política inclusiva

UFC é uma das universidade do Brasil que mais tem alunos estrangeiros matriculados (Foto: UFC/Divulgação)

A UFC destacou por meio de nota a importância de manter uma política inclusiva que a “transformou em uma das universidades brasileiras que mais acolhem estudantes estrangeiros”. “A crescente presença de estudantes estrangeiros, das mais diversas origens, é vista como um resultado exitoso da nossa política de abrir portas e lançar pontes para o mundo globalizado […]”.

“Muito nos orgulha ter em nossos campi jovens de diversos países, que aqui absorvem conhecimentos, ao mesmo tempo em que enriquecem o ambiente acadêmico através dos aportes culturais que nos trazem. Quem se pronunciou de uma forma tão abjeta está na contramão da história. Sua ação foi torpe e covarde, merecendo a condenação de todos os que fazem esta Universidade inclusiva e agregadora”, diz a nota.

+ sobre o tema

para lembrar

A Constituição de 1988 e a cidadania que nos foi negada

O acesso a educação no Brasil é um problema...

A cor do Brasil e a longa travessia

Foi a travessia de uma fronteira a que o...

Aprovada lei que permite a aluno de escola pública fazer vestibular de graça

Tem direito ao benefício quem cursou o ensino...

Eslovênia elege seu primeiro prefeito negro

Um médico nascido em Gana, na África, foi eleito...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=