Bolt passeia e avança fácil nos 100 m; brasileiro fica fora

O recordista mundial Usain Bolt fez o tempo mais rápido das eliminatórias dos 100 m masculino, neste sábado, no primeiro dia de competição do 13º Mundial de Atletismo de Daegu, na Coreia do Sul. Com a marca 10s10, o jamaicano fez uma prova tranquila, inclusive, desacelerando no final.

Mesmo vindo de uma lesão, Bolt venceu todas as provas em que disputou em 2011 e em Daegu pretende manter a invencibilidade. Mas, o velocista disse que não tem a intenção de fazer um novo recorde mundial: “estou focado para fazer o meu melhor e ganhar a medalha de ouro”.

O segundo melhor tempo foi de outro jamaicano, Yohan Blake, com 10s12. Kim Collins, de São Kites e Neves, fez 10s13. O francês Lemaitre, uma das promessas na prova, fez 10s14 e com o quarto tempo mais rápido o atleta contou estar “muito satisfeito com a prova de hoje”.

O brasileiro Nilson André ficou em quinto com o tempo 10s54, distante da sua melhor marca, 10s18. “Estou contente por estar participando, mas achava que dava para fazer uma marca melhor”. O atleta agora se prepara para a disputa dos 200 m e do revezamento 4×100 m na competição.]

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Encontro Afro-Brasileiro pela Consciência Negra

Neste mês da Consciência Negra, a Prefeitura de Teresina...

Quem tem medo dos editais para as iniciativas culturais afro-brasileiras? por Vilma Reis

Vilma Reis No contexto das forças políticas os Movimentos Negros...

Moçambique: relatora pede acesso dos pobres a ganhos dos recursos naturais

Após visita ao país, relatora Magdalena Sepúlveda diz...

para lembrar

Seminário – Marcha da Consciencia Negra – Viva Zumbi

Hora: domingo, 18 de setembro · 10:00 - 13:00 Localização...

São Paulo adere ao Sistema Nacional de Cultura

  Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, ministra...

O correio nagô entra em ação

Por:Maria Stella de Azevedo Santos Na África de séculos atrás,...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=