Caminhada em Salvador marca luta antiracista

Nesta terça-feira (28/08), o movimento negro comemora a passagem dos 214 anos da Revolta dos Búzios, transcorrido no último dia 12, com a 2ª Caminhada da Igualdade. De acordo com Ubiraci Matildes, do Fórum de Entidades Negras da Bahia, a atividade marca a luta por direitos iguais, especialmente para a população de Salvador, onde aconteceu a maior revolução pela abolição da escravidão e libertação do Brasil da Corte Portuguesa.

A passeata saiu no finalzinho da tarde do Campo Grande, com centenas de representantes das entidades que fazem parte do movimento na Bahia, a exemplo da Unegro (União de Negros pela Igualdade) ao som de muita música, contagiando a toda população que assistia ao desfile. Carregando bandeiras, mensagens, faixas e cartazes, com as principais bandeiras do segmento, marcharam em direção ao Pelourinho, no Centro Histórico, que carrega a marca do povo negro.

Para a vereadora Olívia Santana, vice do candidato a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino, que marcou presença na manifestação, o ato é uma demonstração de que o movimento negro acredita na batalha travada por igualdade de direitos e oportunidade. “Eles apoiam a nossa candidatura e têm o pleno apoio da gente. É a expressão da força para garantir espaço justo na sociedade”.

Ubiraci Matildes destaca ainda a necessidade da participação dos cidadãos no movimento para engrossar o caldo das ações de transformação da realidade da cidade. De acordo com a militante, este evento encerra o chamado Agosto Negro. “Realizamos diversas atividades durante todo o mês, em diversos locais e de diversas formas”.

De Salvador,
Maiana Brito

 

 

 

Fonte: Vermelho

+ sobre o tema

Bebê morre durante parto e família acusa médica de negligência em Mangaratiba, no Rio

Segundo mãe da criança, obstetra falava ao celular durante...

Amazônia: mulheres negras protagonizam a luta popular

O capitalismo patriarcal e machista é um dos indicativos...

Unegro promove campanha publicitária de combate ao racismo

A União de Negros pela Igualdade (Unegro) completou...

Se Eike Batista tivesse ouvido a dona Laurinda – Por: Fernanda Pompeu

Leio que Detroit, a cidade que aprendemos a...

para lembrar

Queremos uma mulher negra no supremo

O ex-presidente Lula promoveu uma alteração inédita na...

Deputada estadual Leci Brandão recebe homenagem em Santos

A deputada estadual Leci Brandão recebeu do Conselho Municipal...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=