terça-feira, setembro 27, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoCarolina Maria de Jesus e Clarice Lispector terão mostras no Instituto Moreira...

Carolina Maria de Jesus e Clarice Lispector terão mostras no Instituto Moreira Salles em 2021

Em 2021, o Instituto Moreira Salles inaugura novas exposições gratuitas em seus três centros culturais (IMS Paulista, IMS Rio e IMS Poços). Ainda no primeiro semestre, a sede de São Paulo exibe os trabalhos de dois grandes nomes da fotografia brasileira – Madalena Schwartz e Mario Cravo Neto –, além de mostras dedicadas às escritoras Carolina Maria de Jesus e Clarice Lispector.

O IMS Rio apresenta a individual do fotógrafo Peter Scheier, com mais de 300 itens selecionados ao longo de uma pesquisa de 2 anos. Em Poços de Caldas, o centro cultural inaugura uma exposição do fotógrafo Limercy Forlin, conhecido por seus retratos dos habitantes da cidade mineira.

Assim como em 2020, no próximo ano, os horários de funcionamento e as regras de visitação de cada sede continuarão seguindo as orientações das autoridades municipais e estaduais e dos órgãos de saúde.

O conjunto das exposições agendadas para 2021 revela alguns dos principais objetivos da instituição para sua programação. São eles:

Apresentar e divulgar seus acervos em exposições que permitam ampliar e incentivar o conhecimento dos autores fundamentais da cultura brasileira neles representados, aproveitando as possibilidades que os acervos oferecem para o cruzamento entre áreas como a fotografia, a música, a literatura, a iconografia e as artes visuais.

Construir um ponto de vista dinâmico sobre as relações entre história e memória que estimule e favoreça um conhecimento e uma reflexão crítica e emancipada sobre aspectos da história do Brasil essenciais para a compreensão dos dilemas do presente.

Apresentar no Brasil exposições essenciais de nomes relevantes da história da fotografia internacional.

Veja abaixo a programação dos três centros culturais:

IMS PAULISTA

Madalena Schwartz: as metamorfoses
30 de janeiro 2021 – 13 de junho 2021
Galeria 2

Madalena Schwartz (Budapeste,1921-São Paulo,1993) foi uma relevante fotógrafa brasileira de ascendência húngara. Protagonista no contexto da fotografia paulista, destaca-se particularmente pelo modo como trabalhou o retrato em sua obra. Membra do Foto Cine Clube Bandeirante, moradora do edifício Copan, no epicentro da vida cultural da São Paulo da década de 1970, Schwartz dedicou seu primeiro ensaio de fôlego às personagens que conheceu na noite paulistana: artistas transformistas, andróginos e travestis, num arco em que surgem desde nomes essenciais da época, como Ney Matogrosso e os Dzi Croquettes, até muitas figuras hoje quase esquecidas. Assinalando o centenário do seu nascimento, o IMS Paulista apresenta a exposição As metamorfoses, com curadoria de Gonzalo Aguilar e de Samuel Titan Jr. A exposição revisita essa parte da obra de Schwartz, tanto para resgatar os personagens retratados por ela como para investigar o perfil da fotógrafa. Partindo da obra de Schwartz, a exposição amplia ainda o seu contexto, apresentando imagens marcantes da representação fotográfica das culturas transformistas e travestis em vários países da América do Sul.

Mario Cravo Neto: espíritos sem nome
6 de março 2021 -11 de julho 2021
Galeria 1

O centro cultural paulista exibe o trabalho do fotógrafo, escultor e cineasta baiano Mario Cravo Neto (Salvador, 1947-2009), um dos nomes essenciais da história da arte brasileira do século XX. Realizada em parceria e colaboração com o Instituto Mario Cravo Neto (Salvador), a mostra reúne cerca de 300 itens, entre fotografias, esculturas, cadernos ilustrados e cartas. Com curadoria de Luiz Camillo Osório, a mostra apresenta uma visão antológica da trajetória do fotógrafo, dos anos 1970 até a década de 2000, destacando os diferentes temas abordados em seu trabalho, do retrato à representação da cultura popular e da religiosidade afro-brasileira. As imagens exibidas provêm majoritariamente do acervo de Mario Cravo Neto, sob a guarda do IMS em regime de comodato.

Carolina Maria de Jesus
12 de junho 2021 – 7 de novembro 2021
Galeria 3

O IMS Paulista apresentará uma exposição dedicada à escritora Carolina Maria de Jesus (Sacramento, MG, 1914 – São Paulo, 1977), que é também uma multiartista, tendo incursionado pela música (como cantora e compositora) e pelas artes circenses. Uma protagonista importante da história do Brasil, que, mesmo muitas vezes invisibilizada, tem um papel especialmente significativo para a história da população negra brasileira. A exposição revelará a autora como uma intérprete imprescindível para compreender o país. Além disso, abordará sua trajetória e produção literária. A escritora, um caso único na literatura brasileira, tornou-se internacionalmente conhecida a partir da publicação de seu livro Quarto de despejo, em agosto de 1960. Um enorme sucesso editorial, traduzido de imediato para 13 línguas. A exposição parte do fato de o IMS ter sob seus cuidados dois de seus manuscritos – intitulados Um Brasil para os Brasileiros – e seu disco, Quarto de Despejo, com composições próprias. A exposição tem a curadoria de Hélio Menezes – antropólogo e curador – e de Raquel Barreto – historiadora e pesquisadora –, que trabalham com uma equipe externa e autônoma ao IMS na elaboração desse projeto, que conta ainda com o trabalho de pesquisa literária inédito nos manuscritos feito pela pesquisadora e crítica literária Fernanda Miranda. A exibição contribuirá não só para destacar a grandeza da escritora, como também para apresentar uma nova visualidade de Carolina Maria de Jesus como mulher negra e artista emancipada, símbolo de resistência e de luta política e cultural para o país.

Constelação Clarice
6 de julho 2021 – 7 de novembro 2021
Galeria 2

Assinalando o centenário de Clarice Lispector (Chechelnyk, Ucrânia, 1920-Rio de Janeiro, 1977), o IMS Paulista apresenta uma exposição em que a obra da escritora é o ponto de partida para a apresentação de um vasto conjunto de obras de artistas visuais mulheres, todas contemporâneas da autora. Nas artistas e em suas obras, reconhece-se um modelo de complexidade que pode relacioná-las com a textualidade e os temas presentes nos livros de Lispector, independentemente de uma relação biográfica. Intitulada Constelação Clarice, a exposição apresentará igualmente as pinturas de Clarice Lispector, as obras de arte que se encontravam em sua casa, entre as quais seu famoso retrato de De Chirico, assim como fotografias da escritora existentes nos acervos do IMS. Os curadores − Eucanaã Ferraz e Veronica Stigger −, ambos escritores, conceberam a mostra como uma grande constelação de artes visuais produzida por mulheres no Brasil de Clarice, em torno de temas fundamentais de sua obra, em suportes tão diversificados como a pintura, a escultura, o desenho e o vídeo. Uma singular história da arte brasileira é assim conjugada no feminino, juntando obras que só o universo literário de Clarice permite reunir, propondo relações entre elas que propiciarão novas e surpreendentes leituras recíprocas.

Walter Firmo
31 de julho 2021 – 12 dezembro 2021
Galeria 1

Walter Firmo (Rio de Janeiro, 1937) é um nome fundamental da história contemporânea da fotografia no Brasil. Colaborador de numerosos jornais e revistas, como o Última Hora, o Jornal do Brasil, as revistas Realidade, Veja e IstoÉ, ganhou o Prêmio Esso de Reportagem com o ensaio fotográfico “Cem dias na Amazônia de ninguém”, em 1963, e foi premiado sete vezes no Concurso Internacional de Fotografia da Nikon, entre 1972 e 1982. Com estadias em Nova York e Paris, durante as quais produziu importantes imagens, Firmo construiu todo um imaginário do Brasil a partir dos seus retratos essenciais de músicos, como Pixinguinha, Cartola, Gal Costa, Caetano, Gil e Chico Buarque, entre muitos outros, assim como de suas imagens das festas populares em todo o país, nas quais explora com ousadia e singularidade a cor. Tendo no subúrbio, nas periferias e na negritude as bases essenciais de sua vida e obra, é preciso realçar a contribuição permanente, em muitos casos, mesmo pioneira, da fotografia de Walter Firmo na reafirmação, celebração e divulgação das culturas negras brasileiras. A exposição no IMS Paulista, com a curadoria de Sergio Burgi, apresentará um recorte antológico do trabalho de Walter Firmo, a partir do acervo de cerca de 145.000 imagens do fotógrafo, em comodato no acervo do Instituto Moreira Salles.

Daido Moriyama
30 de novembro 2021 – 10 de abril 2022
Galeria 3

Daido Moriyama (Ikeda, Osaka, Japão, 1938) é um dos mais importantes fotógrafos da nossa época, amplamente reconhecido mundialmente. Entre os numerosos prêmios que lhe foram atribuídos, destacam-se o Infinity Award of Life Achievement, pelo International Center of Photography de Nova York, em 2004, e o Prêmio Hasselblad, em 2019. Moriyama reinventa as possibilidades e as linguagens da fotografia de rua, retratando o Japão mais marginal na grande transformação vivida pela sociedade japonesa na década de 1960, entre a americanização dos modos de vida e a dissolução da cultura tradicional. É vastíssima sua colaboração com revistas e fanzines underground japoneses ao longo de todo o seu trabalho. Moriyama publicou centenas de livros fotográficos ao longo de sua carreira, e até hoje edita a revista Kiroku/Record, criada nos 1970 para apresentar sua produção de forma independente. A exposição no IMS Paulista, com a curadoria de Thyago Nogueira, apresentará um novo recorte antológico do trabalho de Moriyama, divulgando vasto material inédito a partir da pesquisa desenvolvida pelo curador com o próprio Daido e seu estúdio. Será um regresso do trabalho de Moriyama a São Paulo, cidade que visitou e à qual dedicou um dos seus famosos fotolivros, publicado em 2009.

IMS RIO
Arquivo Peter Scheier
20 de março 2021 – 1 de agosto 2021

Exibida na sede de São Paulo em 2020, a mostra de Peter Scheier (Glogau, Alemanha, 1908-1979) chega ao IMS Rio. A exposição apresenta um panorama da obra do fotógrafo, cujo acervo está sob a guarda do IMS. Proveniente da pequena cidade alemã de Glogau, Scheier aportou no Brasil em 1937, como refugiado do regime nazista. Em São Paulo, nos anos 1940, iniciou sua carreira no ramo da fotografia. Atuando em diversas áreas, registrou momentos marcantes da história do país, como a 1ª Bienal de São Paulo e a construção de Brasília. Com curadoria de Heloisa Espada, a seleção é resultado de uma pesquisa de dois anos na coleção do fotógrafo.

Mario Cravo Neto: espíritos sem nome
21 de agosto 2021 -30 de janeiro 2022

Depois de passar pela sede de São Paulo, a exposição de Mario Cravo Neto (Salvador, 1947-2009) inaugura no IMS Rio. A mostra exibe o trabalho do fotógrafo, escultor e cineasta baiano, um dos nomes essenciais da história da arte brasileira do século XX. Realizada em parceria e colaboração com o Instituto Mario Cravo Neto (Salvador), a mostra reúne cerca de 300 itens, entre fotografias, esculturas, cadernos ilustrados e cartas. Com curadoria de Luiz Camillo Osório, a mostra apresenta uma visão antológica da trajetória do fotógrafo, dos anos 1970 até a década de 2000, destacando os diferentes temas abordados em seu trabalho, do retrato à representação da cultura popular e da religiosidade afro-brasileira. As imagens exibidas provêm majoritariamente do acervo de Mario Cravo Neto, sob a guarda do IMS em regime de comodato.

IMS POÇOS
Limercy Forlin
27 de março 2021 – 15 de agosto 2021

A mostra exibe a produção de Limercy Forlin (1921-1986). O fotógrafo foi proprietário de um importante estúdio de fotografia em Poços de Caldas, onde registrou muitos dos habitantes da cidade. Em 2016, seus herdeiros doaram ao IMS uma grande coleção de seus negativos. Com curadoria de Teodoro Stein Carvalho Dias, essa exposição reúne retratos dos moradores da cidade mineira, produzidos por Forlin entre 1958 e 1982. As imagens serão apresentadas seguindo o dia de nascimento de cada retratado, de acordo com a organização original do fotógrafo e, dessa forma, apresentando um recorte da história recente de Poços de Caldas.

IMS Paulista
Avenida Paulista, 2424
São Paulo, SP, Brasil
11 2842 9120

IMS Rio
Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
21 3284 7400

IMS Poços
Rua Teresópolis, 90
Poços de Caldas, MG, Brasil
35 3722 2776

ims.com.br

twitter.com/imoreirasalles

instagram.com/imoreirasalles

facebook.com/InstitutoMoreiraSalles

youtube.com/user/imoreirasalles

Informações para a imprensa IMS
Bárbara Giacomet de Aguiar
barbara.aguiar@ims.com.br

Mariana Tessitore
mariana.tessitore@ims.com.br
comunicacao@ims.com.br

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 
Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench