Carta aos racistas

Por: Prettu Júnior

Ultimamente tenho visto que o discurso hegemônico ganhou uma nova e velha máxima, ” Se vc não esta satisfeito com o Brasil volte pra áfrica” temos ouvido esta frase com alguma freqüência. Esse argumento é antigo e como tudo que vem de gente limitada, é mal preparado também. Pra inicio de conversa quem são os descendentes de europeu colonizadores, genocidas para impor algo a respeito deste país que só é o que é, graças imensa contribuição dos negros trazidos cativo da áfrica. O negro não veio para cá em busca de fortunas e riquezas ou por promessa de incentivo fiscal e terras. Foram violentamente seqüestrados do seu continente. Hoje depois de séculos de contribuição, na gastronomia, cultura, nas artes, na musica e no esporte alguém simplesmente se acha no direito de dizer tal frase. E diz por achar que a cultura negra não tem valor, tudo que remete a África é desprezível e de menor valor. Pra quem conhece e vive o racismo a brasileira na pele isso não é de se espantar, mas o que frustra é fato de que quando achamos que estamos dando um passo à frente vem uma pessoa como esta e nos faz repensar.

Nós não vamos voltar pra África porque infelizmente nunca estivemos lá. Nunca estivemos porque nos foi roubado o direito de sermos cidadãos africanos. Não só esse direito, mas nossa identidade, nossas raízes, nossas referencias juntamente com as riquezas, marfins, ouros, diamantes, petróleo, animais selvagens, peles, madeiras e milhares de almas tragadas pela ganância sem limite dessa gente que hoje se sentem no direito de nos mandar voltar à áfrica. Agora vocês querem que nós voltemos, mas quando desbravamos as matas virgens, trabalhávamos de sol a sol nos canaviais de cana de açúcar, nos cafezais, na lida com o gado, quando morríamos nos troncos, amamentávamos seus filhos, quando éramos acoitados, humilhados, massacrados calados nas mais variadas formas de tortura vocês não diziam isso, e até iam buscar mais negros para satisfazer suas ganâncias pessoais. Vocês querem que nós voltemos à áfrica, mas voltemos com uma mão na frente e outra a traz assim como foi na abolição feita moda a caralho. Querem que nós voltemos, mas que deixe aqui a capoeira, o samba, o maracatu, o jongo, o candomblé, o afoxé, a ginga, e as riquezas geradas com o sangue do nosso povo. A parte da cultura brasileira que é valorizada no mundo é exatamente a que tem maior influencia africana. Ninguém sai da Europa em busca de pizza brasileira, mas atrás de feijoada, acarajé etc.

Mesmo depois de séculos de escravidão hoje vocês ainda não estão satisfeitos e se sentem no direito de odiar o negro. Acham injustificada a revolta de alguns cidadãos negros que se sentem frustrados com as covardias e hipocrisias vigentes nesta sociedade. Se tem alguém que deveria ter ódio aqui não são vocês. Não somos e nem seremos hipócrita e muito menos politicamente correto, pois eu particularmente me sinto neste direito depois de ter passado tudo o que passamos neste pais. Vamos continuar falando o que acreditamos e expondo a nossa opinião da maneira que acharmos mais conveniente doa a quem doer. Somos negros, temos sangue indígena, somos filho dessa terra e nenhum pseudo europeu ideológico tem moral e legitimidade para nos mandar sair.

Fonte: Facebook

+ sobre o tema

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

para lembrar

A cota do DEM

O SENADOR DEMÓSTENES Torres (DEM-GO) resolveu entrar de sola...

No aquecimento para a corrida eleitoral, o útero tem superado o fígado

Conta uma das variações dos mitos sobre Oxum que...

Islândia dá lição de solidariedade e se oferece para receber refugiados

Os habitantes da Islândia deram uma lição de solidariedade...

Kassab extingue cargo de secretário especial da Mulher após morte de Pinotti

Fonte: Folha Online O prefeito de São Paulo,...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a tramitação em regime de urgência do projeto de lei que equipara aborto acima de 22 semanas...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira (13) atos de movimentos feministas contra o projeto de lei que equipara aborto a homicídio,...
-+=